Um pôr do sol apareceu “dividido ao meio” nos EUA

Recentemente, um efeito ótico incomum fez o pôr do sol assemelhar-se a uma imagem numa tela dividida, mostrando dois céus muito diferentes lado a lado.

No lado direito da foto há um horizonte saturado de tons de vermelho e amarelo. Mas no lado esquerdo, o céu é mais escuro. A fotografia foi capturada em Charlotte, na Carolina do Norte, no dia 13 de julho às 20h55.

Embora não pareça natural, o chamado “pôr do sol dividido” não foi criado com filtros ou Photoshop. Pelo contrário, foi causado pela sombra de uma grande nuvem que se encontrava abaixo do horizonte que impedia a luz solar de atingir as nuvens que estavam mais perto dos espetadores no solo.

“Eu nunca tinha visto algo assim. E não consegui acreditar quando a vi naquela noite!” disse Uma Gopalakrishnan, a autora da fotografia, ao Live Science.

Quando o pôr do sol notável emergiu, Gopalakrishnan estava em casa a ver fotografias sobre outro fenómeno cósmico: Manhattanhenge. Por vezes designado Solstício de Manhattan, é o nome dado a um evento que ocorre ao pôr do sol quando o Sol está alinhado com as ruas dispostas na grelha regular de Manhattan, em Nova Iorque. O fenómeno ocorre duas vezes por ano.

Do sofá, Gopalakrishnan viu o que parecia ser um pôr do sol normal. Mas quando se inclinou para trás, notou que apenas metade do céu estava iluminado. “Foi quando me levantei, fui para a minha varanda e capturei as fotografias e vídeos. Fiquei completamente impressionada”, disse.

O pôr do sol e o nascer do sol produzem cores espetaculares porque, com o sol no horizonte, a luz tem que percorrer mais a atmosfera da Terra, segundo a Administração Nacional Oceanográfica e Atmosférica. Por causa dessa longa jornada, é espalhada mais luz azul no espectro eletromagnético, por isso a luz que atinge os nossos olhos parece avermelhada, explica a NOAA.

E se a luz do sol poente tem que viajar através de partículas no ar, como cinzas vulcânicas ou poluição, a luz azul espalha-se ainda mais, tornando os tons vermelhos mais vívidos.

Quando uma grande nuvem fica entre o sol e as nuvens que estão mais perto do chão, a grande nuvem lança uma sombra. Isso bloqueia a luz solar direta e impede que atinja as outras nuvens, criando o que parece ser uma barreira vertical dividindo dois céus diferentes, de acordo com a Associação Universitária de Pesquisa Espacial.

O escritor de ciência Joe Hanson publicou no Twitter uma explicação visual para o fenómeno. O diagrama traça camadas de nuvens, mostrando como uma grande nuvem pode bloquear parcialmente o sol e lançar uma sombra sobre as nuvens mais perto dos espetadores.

https://twitter.com/DrJoeHanson/status/1151239521301868545

ZAP //

 

 

PARTILHAR

RESPONDER

Erro clínico. Centenas de hóspedes em quarentena em hotel da Austrália vão ter de fazer teste ao VIH

Centenas de pessoas que estiveram em quarentena no hotel Victoria, na Austrália, vão ter de fazer o teste de doenças transmitidas pelo sangue, incluindo VIH, devido a um erro dos profissionais de saúde daquele local …

Forças Armadas dos EUA estão a adquirir coletes à prova de bala adaptados para mulheres

As Forças Armadas dos EUA estão a dar grandes passos no que diz respeito à igualdade de género. A instituição está a começar a mudar os seus coletes à prova de bala, de forma a …

Abstenção do PCP no OE2021? É um excelente indicador, diz Costa

O primeiro-ministro, António Costa, considerou um “excelente indicador” o PCP ter anunciado a abstenção no Orçamento do Estado de 2021 (OE2021) e resultado de um entendimento “para ter um bom orçamento para o próximo ano”. “É …

Egito abre restaurante com vista de luxo para as pirâmides de Gizé

O Egito inaugurou um novo restaurante com vista panorâmica para as pirâmides. O investimento faz parte de uma tentativa de reavivar o turismo no país. O Egito revelou novas instalações para os visitantes no planalto nas …

Novo recorde. Portugal regista mais 3.669 casos de covid-19

Portugal regista este sábado 3.669 novos casos de infeção com o novo coronavírus, responsável pela covid-19, o valor diário mais elevado desde o início da pandemia, e mais 21 mortes relacionadas com a covid-19, segundo …

Câmara do Porto encerra cemitérios nos dias 31 de outubro e 1 e 2 de novembro

O presidente da Câmara do Porto anunciou o encerramento dos cemitérios em 31 de outubro e 1 e 2 de novembro, justificando a decisão com a necessidade de desviar meios para cumprir a proibição de …

Rui Vitória de saída do Al Nassr

O treinador português Rui Vitória está de saída do Al Nassr, avança este sábado o canal árabe 24Sports. A saída de Rui Vitória, que em janeiro de 2019 deixou o comando técnico do Benfica, surge …

Casamento com 200 pessoas autorizado em Arruda dos Vinhos. Câmara contesta

O presidente da Câmara de Arruda dos Vinhos criticou a decisão da autoridade de saúde de autorizar a realização de um casamento “com cerca de 200 pessoas”, considerando que vai colocar a população do concelho …

Novo Banco desmente demissão de gestores após polémicas com Fundo de Resolução e Vieira

O Novo Banco veio a público desmentir a notícia do Público que alega que três gestores de topo da instituição se demitiram, após divergências internas envolvendo várias polémicas relacionadas com o Fundo de Resolução, com …

Milhões da bazuka europeia só chegam em junho

Portugal e os restantes Estados-membros das União Europeia (UE) só deverão receber os respetivos fundos da bazuka europeia de apoio à retoma no pós-pandemia na segunda metade de 2021, em meados de junho. A confirmar-se …