Um pôr do sol apareceu “dividido ao meio” nos EUA

Recentemente, um efeito ótico incomum fez o pôr do sol assemelhar-se a uma imagem numa tela dividida, mostrando dois céus muito diferentes lado a lado.

No lado direito da foto há um horizonte saturado de tons de vermelho e amarelo. Mas no lado esquerdo, o céu é mais escuro. A fotografia foi capturada em Charlotte, na Carolina do Norte, no dia 13 de julho às 20h55.

Embora não pareça natural, o chamado “pôr do sol dividido” não foi criado com filtros ou Photoshop. Pelo contrário, foi causado pela sombra de uma grande nuvem que se encontrava abaixo do horizonte que impedia a luz solar de atingir as nuvens que estavam mais perto dos espetadores no solo.

“Eu nunca tinha visto algo assim. E não consegui acreditar quando a vi naquela noite!” disse Uma Gopalakrishnan, a autora da fotografia, ao Live Science.

Quando o pôr do sol notável emergiu, Gopalakrishnan estava em casa a ver fotografias sobre outro fenómeno cósmico: Manhattanhenge. Por vezes designado Solstício de Manhattan, é o nome dado a um evento que ocorre ao pôr do sol quando o Sol está alinhado com as ruas dispostas na grelha regular de Manhattan, em Nova Iorque. O fenómeno ocorre duas vezes por ano.

Do sofá, Gopalakrishnan viu o que parecia ser um pôr do sol normal. Mas quando se inclinou para trás, notou que apenas metade do céu estava iluminado. “Foi quando me levantei, fui para a minha varanda e capturei as fotografias e vídeos. Fiquei completamente impressionada”, disse.

O pôr do sol e o nascer do sol produzem cores espetaculares porque, com o sol no horizonte, a luz tem que percorrer mais a atmosfera da Terra, segundo a Administração Nacional Oceanográfica e Atmosférica. Por causa dessa longa jornada, é espalhada mais luz azul no espectro eletromagnético, por isso a luz que atinge os nossos olhos parece avermelhada, explica a NOAA.

E se a luz do sol poente tem que viajar através de partículas no ar, como cinzas vulcânicas ou poluição, a luz azul espalha-se ainda mais, tornando os tons vermelhos mais vívidos.

Quando uma grande nuvem fica entre o sol e as nuvens que estão mais perto do chão, a grande nuvem lança uma sombra. Isso bloqueia a luz solar direta e impede que atinja as outras nuvens, criando o que parece ser uma barreira vertical dividindo dois céus diferentes, de acordo com a Associação Universitária de Pesquisa Espacial.

O escritor de ciência Joe Hanson publicou no Twitter uma explicação visual para o fenómeno. O diagrama traça camadas de nuvens, mostrando como uma grande nuvem pode bloquear parcialmente o sol e lançar uma sombra sobre as nuvens mais perto dos espetadores.

https://twitter.com/DrJoeHanson/status/1151239521301868545

ZAP ZAP //

 

 

PARTILHAR

RESPONDER

O titanossauro mais antigo do mundo foi descoberto na Patagónia

Ninjatitan zapatai viveu há aproximadamente 140 milhões de anos, no início do Cretáceo, na atual Patagónia, na Argentina. Segundo os cientistas, o novo espécime fóssil de tiranossauro pode ser o mais antigo do mundo. Com cerca …

Volvo prepara mudança estratégica e apresenta o seu novo modelo 100% elétrico: o C40 Recharge

A marca de automóveis sueca apresentou o seu novo modelo 100% elétrico: o C40 Recharge. O modelo representa mais um passo no caminho para a eletrificação total da Volvo, já que esta semana a marca …

Benfica 2-0 Estoril | Águia carimba presença na final

O Benfica venceu o Estoril Praia por 2-0, no Estádio da Luz, e apurou-se para a final da Taça de Portugal, a segunda consecutiva do emblema “encarnado”. Os comandados de Jorge Jesus confirmaram a superioridade …

Um reator nuclear pode ajudar a resolver o mistério do desaparecimento de Amelia Earhart

Uma equipa de investigadores da Universidade Estadual da Pensilvânia, nos Estados Unidos, vai submeter uma folha de alumínio velha e gasta a um feixe de partículas do coração de um reator nuclear na esperança de …

Musk quer criar uma nova cidade no local de lançamento da SpaceX. Vai chamar-se Starbase

O empresário norte-americano Elon Musk está a tentar criar uma nova cidade chamada Starbase nas instalações de lançamento da SpaceX no Texas, nos Estados Unidos. As instalações da SpaceX no Texas estão localizadas em Boca Chica …

Chatbots: A tecnologia que "ressuscita" os mortos é cada vez mais uma realidade

Foi recentemente revelado que em 2017 a Microsoft patenteou um chatbot que, se construído, ressuscitaria digitalmente os mortos. Usando Inteligência Artificial e machine learning, o chatbot proposto traria o nosso ente querido de volta à …

Casal acertou no jackpot de 210 milhões de euros do Euromilhões (mas não registou o boletim)

Dois jovens britânicos pensaram que tinham ganho 182 milhões de libras (cerca de 210 milhões de euros), mas afinal o boletim não tinha sido registado por falta de dinheiro na conta online. Rachel Kennedy, de 19 …

A Islândia foi atingida por 17 mil terramotos na semana passada (e uma erupção pode estar iminente)

Mesmo para uma ilha vulcânica acostumada a tremores ocasionais, esta foi uma semana incomum para a Islândia. De acordo com o Escritório Meteorológico da Islândia, cerca de 17 mil terramotos atingiram a região sudoeste de …

Mulheres portuguesas trabalham mais uma hora e 13 minutos que os homens

As mulheres portuguesas trabalham em cada dia útil mais uma hora e 13 minutos do que os homens, entre trabalho pago e não pago, continuando a ter maior dificuldade em conciliar a profissão com a …

Três sismos acima de 7 na escala de Richter abalam a Nova Zelândia. Autoridades alertam para tsunami

A costa nordeste da Nova Zelândia foi esta quinta feira atingida por três sismos de magnitude acima de 7 na escala de Richter. A proteção civil emitiu um alerta de tsunami após o primeiro terramoto, …