A um mês do início do ano letivo, 300 alunos continuam sem vaga em escolas públicas

A um mês do início do próximo ano letivo, há alunos que ainda não sabem a escola que vão frequentar. O problema agrava-se, especialmente, na região de Lisboa.

Segundo o jornal i, há perto de 300 alunos do ensino básico que, a um mês do início das aulas, estão sem vaga em escolas públicas. Quer isto dizer que nenhuma das cinco escolas escolhidas pelos encarregados de educação, no ato da matrícula, tem vaga para receber os estudantes.

O problema diz respeito, especialmente, a alunos que transitaram para o 7º ano, na região de Lisboa, sendo forçada a transferência de escola por falta de turmas para o seu ano de escolaridade no agrupamento que frequentam.

Apesar de o Ministério da Educação não revelar o número oficial de estudantes que se encontra nesta situação, o i diz saber que existem cerca de 300 estudantes – só do 7º ano de escolaridade – nesta situação, aos que falta ainda somar os que passaram para o 5º ano.

Todos os alunos contemplados nesta situação entregaram a matrícula dentro do período previsto, no final de junho, e desde então que o processo passa de escola em escola, sem solução à vista. Cabe então agora ao Ministério da Educação, através da Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE), decidir administrativamente o seu destino.

Neste momento, o ME tem duas opções: ou decide a abertura de mais turmas nas escolas sem vaga para acolher os alunos, ou envia-os diretamente para as escolas com lugares ainda disponíveis.

A primeira solução implicaria, provavelmente, a contratação de mais profissionais e um reajustamento da logística da escola em causa, a segunda solução poderia implicar para os alunos e seus tutores grandes deslocações.

O jornal i aponta a escola Básica e Secundária de Carcavelos como uma das que se encontra sem vagas. Segundo Adelino Calado, diretor daquele agrupamento de escolas, “há entre 15 e 20 alunos que não conseguem ter vaga para o 7º ano”. O diretor diz que este é um cenário “normal” todos os anos, mas este agravou-se: “Há mais alunos nesta situação”.

A situação será resolvida “em breve”

Apesar da falta de vagas para estes alunos na escola pública, para o Ministério da Educação o processo de matrículas para o próximo ano letivo decorreu com “normalidade”. Segundo o i, o gabinete de Tiago Brandão Rodrigues aponta estes como casos “pontuais” que existem “em áreas de maior pressão da procura” e que “estarão resolvidos em breve”.

A tutela diz ainda que as colocações administrativas dos alunos são uma ferramenta do Ministério da Educação que está “prevista no despacho das matrículas”.

No artigo 15º deste despacho lê-se: “Sempre que se verifique a inexistência de vaga para a criança ou o aluno em todos os estabelecimentos de educação ou de ensino, de acordo com as preferências manifestadas”, a matrícula ou a sua renovação será remetida “aos serviços competentes do Ministério da Educação, para se encontrar a solução mais adequada”.

A colocação do aluno, diz ainda a mesma norma, “tem sempre em conta a prioridade da criança ou do aluno em vagas recuperadas em todos os outros estabelecimentos de educação ou de ensino pretendidos”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Governante sugere "chazinhos e bolos" para acabar com agressões nas salas de espera dos hospitais

"Salas de espera com bom aspecto, com televisão, revistas" e com "chazinhos e bolos" podem ajudar a reduzir o "clima de tensão" que se vive em alguns hospitais, contribuindo para acabar com as agressões a …

Detidos cinco suspeitos da morte de jovem cabo-verdiano em Bragança

A Polícia Judiciária anunciou, esta sexta-feira, que foram detidos cinco homens, suspeitos de estarem envolvidos na morte do estudante cabo-verdiano, em Bragança. A Polícia Judiciária (PJ) anunciou, em comunicado, que procedeu, esta quinta-feira, a "buscas domiciliárias, …

Cláudio Monteiro renuncia a cargo de juiz do Tribunal Constitucional

O juiz renunciou ao mandato do Tribunal Constitucional por ter sido, entretanto, nomeado Juiz Conselheiro do Supremo Tribunal. O juiz Cláudio Monteiro renunciou, esta quinta-feira, ao mandato de juiz do Tribunal Constitucional (TC), de acordo com …

Proposta do BE sobre IVA da energia vai ser rejeitada pelo Governo, revela PS

Uma proposta do Bloco de Esquerda (BE) para reduzir o IVA sobre a eletricidade e o gás natural, sem impacto no Orçamento de Estado para 2020, vai ser rejeitada pelo Governo, por não corresponder à sua …

Petição quer enfermeiros como profissão de desgaste rápido e subsídio de risco. 2.500 já assinaram

Mais de 2.500 pessoas já assinaram uma petição online que defende a atribuição do estatuto de profissão de desgaste rápido aos enfermeiros, bem como a atribuição de um subsídio de risco. No texto, os promotores defendem …

Para os norte-americanos, Portugal é o melhor país para gozar a reforma

Para os norte-americanos, Portugal é o melhor país para gozar a reforma depois de uma vida de trabalho. Os custos de vida, o clima e as pessoas são alguns dos motivos que levam os pensionistas …

Berardo apresenta recurso contra arresto de imóveis de luxo

Joe Berardo apresentou um recurso contra o arresto a dois imóveis de luxo em Lisboa. As propriedades foram arrestadas pela Caixa Geral de Depósitos por dívidas superiores a 300 milhões. O empresário madeirense Joe Berardo interpôs …

Para além de autocarros, Cascais quer comboios gratuitos dentro do município

Desde 1 de janeiro de 2020, Cascais tornou-se no primeiro concelho do país a ter transportes públicos rodoviários gratuitos. Agora, quer alargar a iniciativa aos comboios. "Estamos a abrir um novo paradigma, que encara a mobilidade …

Governo convoca sindicatos para negociar aumentos acima dos 0,3%

O Governo convocou as estruturas sindicais da administração pública para voltar a negociar a proposta dos aumentos salariais de 0,3% para este ano. De acordo com a agência Lusa, o Governo convocou as estruturas sindicais da administração …

Governo prepara injeção final de 1400 milhões no Novo Banco

Desde a venda, em outubro de 2017, o Estado já injetou 1,9 mil milhões de euros no Novo Banco. Agora, o Fundo de Resolução estuda injetar mais 1,4 mil milhões. O Fundo de Resolução e o …