A um mês do início do ano letivo, 300 alunos continuam sem vaga em escolas públicas

A um mês do início do próximo ano letivo, há alunos que ainda não sabem a escola que vão frequentar. O problema agrava-se, especialmente, na região de Lisboa.

Segundo o jornal i, há perto de 300 alunos do ensino básico que, a um mês do início das aulas, estão sem vaga em escolas públicas. Quer isto dizer que nenhuma das cinco escolas escolhidas pelos encarregados de educação, no ato da matrícula, tem vaga para receber os estudantes.

O problema diz respeito, especialmente, a alunos que transitaram para o 7º ano, na região de Lisboa, sendo forçada a transferência de escola por falta de turmas para o seu ano de escolaridade no agrupamento que frequentam.

Apesar de o Ministério da Educação não revelar o número oficial de estudantes que se encontra nesta situação, o i diz saber que existem cerca de 300 estudantes – só do 7º ano de escolaridade – nesta situação, aos que falta ainda somar os que passaram para o 5º ano.

Todos os alunos contemplados nesta situação entregaram a matrícula dentro do período previsto, no final de junho, e desde então que o processo passa de escola em escola, sem solução à vista. Cabe então agora ao Ministério da Educação, através da Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE), decidir administrativamente o seu destino.

Neste momento, o ME tem duas opções: ou decide a abertura de mais turmas nas escolas sem vaga para acolher os alunos, ou envia-os diretamente para as escolas com lugares ainda disponíveis.

A primeira solução implicaria, provavelmente, a contratação de mais profissionais e um reajustamento da logística da escola em causa, a segunda solução poderia implicar para os alunos e seus tutores grandes deslocações.

O jornal i aponta a escola Básica e Secundária de Carcavelos como uma das que se encontra sem vagas. Segundo Adelino Calado, diretor daquele agrupamento de escolas, “há entre 15 e 20 alunos que não conseguem ter vaga para o 7º ano”. O diretor diz que este é um cenário “normal” todos os anos, mas este agravou-se: “Há mais alunos nesta situação”.

A situação será resolvida “em breve”

Apesar da falta de vagas para estes alunos na escola pública, para o Ministério da Educação o processo de matrículas para o próximo ano letivo decorreu com “normalidade”. Segundo o i, o gabinete de Tiago Brandão Rodrigues aponta estes como casos “pontuais” que existem “em áreas de maior pressão da procura” e que “estarão resolvidos em breve”.

A tutela diz ainda que as colocações administrativas dos alunos são uma ferramenta do Ministério da Educação que está “prevista no despacho das matrículas”.

No artigo 15º deste despacho lê-se: “Sempre que se verifique a inexistência de vaga para a criança ou o aluno em todos os estabelecimentos de educação ou de ensino, de acordo com as preferências manifestadas”, a matrícula ou a sua renovação será remetida “aos serviços competentes do Ministério da Educação, para se encontrar a solução mais adequada”.

A colocação do aluno, diz ainda a mesma norma, “tem sempre em conta a prioridade da criança ou do aluno em vagas recuperadas em todos os outros estabelecimentos de educação ou de ensino pretendidos”.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A Terra em 4K. Empresa vai transmitir vídeos do Espaço em tempo real

A empresa Momentus assinou um novo contrato que fornecerá transporte e implementação no Espaço para a Sen, uma empresa britânica que está atualmente a construir um serviço de streaming de vídeo 4k e em tempo …

Hertz abre falência nos Estados Unidos, mas sobrevive em Portugal

O presidente executivo da Hertz Portugal afirmou esta quarta-feira que, apesar do inevitável “dano reputacional”, a falência da empresa nos EUA não afeta a sua atividade no país, onde opera de forma “independente” em regime …

Sintomas da doença de Lyme podem ser perigosamente confundidos com covid-19

Alguns dos sintomas característicos da doença de Lyme podem ser confundidos com covid-19. Isto pode trazer sérias consequências devido ao diagnóstico tardio da doença. Quando doenças semelhantes a uma gripe se desenvolvem em pessoas que passam …

Revelada a lotação máxima de várias praias portuguesas

Em contexto de pandemia de covid-19, o número de banhistas que pode entrar numa determinada praia será controlado. Foi revelada a lotação máxima das praias para as regiões do Algarve (Barlavento e Sotavento) e de …

Café na Coreia do Sul contrata um robô-barista para evitar a propagação da covid-19

O café Daejon, na Coreia do Sul, "contratou" um barista-robô para servir bebidas aos seus clientes, tentando evitar assim a propagação da pandemia de covid-19, que já matou mais de 350 mil pessoas em todo …

Incêndios: PSD aponta falta de meios aéreos e avisa que covid-19 não justifica atrasos

O PSD apontou hoje falta de meios aéreos de combate a incêndios no terreno e acusou o Governo de ter ficado "aquém" nas reformas e mudanças na floresta, avisando que a pandemia de covid-19 não …

Lançamento da SpaceX adiado devido ao mau tempo

O lançamento da SpaceX, que estava previsto para hoje, foi adiado devido às condições meteorológicas. Haverá uma nova tentativa no sábado, às 20h22 de Lisboa. O esperado era que a SpaceX lançasse esta quarta-feira dois astronautas …

"Não consigo respirar". Protestos nos EUA pela morte de homem negro às mãos da polícia

Milhares de pessoas protestaram, esta terça-feira à noite, em Minneapolis, cidade no estado norte-americano do Minnesota, contra a morte de George Floyd, um homem negro que acabou por falecer depois de um episódio com a …

Um em cada três americanos não acredita que o azeite vem das azeitonas

Um terço dos norte-americanos entrevistados numa sondagem disse não acreditar ou não ter certeza de que o azeite vem das azeitonas. O produto alimentar é usado por menos de metade das famílias do país. Uma sondagem …

A pandemia separou casais de namorados. Dinamarca abre fronteiras a quem prove estar numa relação

Esta segunda-feira, a Dinamarca diminuiu o controlo na fronteira com outros países nórdicos e com a Alemanha para que casais transfronteiriços, separados pela pandemia, se reencontrem. A partir desta segunda-feira, os casais separados pela pandemia podem …