Um em cada três alunos desiste da Universidade

Quase um em cada três alunos que decide tirar um curso ou fazer outra formação de ensino superior na Europa acaba por desistir, alerta um relatório da Eurydice hoje divulgado.

O acesso ao ensino superior, os níveis de retenção dos alunos e a empregabilidade dos cursos foram analisados pelo gabinete da Comissão Europeia, que agora divulgou um novo relatório, “Modernização do Ensino Superior na Europa: Acesso, Retenção e Empregabilidade 2014” .

No Espaço Europeu de Ensino Superior, “quase um em cada três alunos que entram em programas curriculares não os completam“, lê-se no documento da CE, que lembra que em muitos países as taxas de desistência têm vindo a aumentar.

Perante esta realidade, as instituições de ensino superior devem identificar e apoiar os estudantes com mais necessidades, defendem os relatores do documento, lembrando que esses apoios devem ser dados logo no primeiro ano de estudos dos alunos.

Fornecer informação e aconselhamento é outra das sugestões para travar a retenção e aumentar o sucesso escolar.

O estudo, que analisou 34 sistemas e políticas de educação na Europa, considera ainda que, apesar das “taxas inaceitáveis” de desistência registada em muitos países, “existem poucos exemplos nacionais de estratégias claras para atacar a questão” e que poucos Estados-membros têm desenvolvido políticas diferenciadas e focadas nos problemas concretos dos seus estudantes.

“Poucos países desenvolveram iniciativas, estratégias e medidas para melhorar o acesso dos grupos de estudantes que estão em minoria no ensino superior”, lê-se no documento, que dá como exemplos os alunos com deficiências, estudantes mais velhos, minorias étnicas ou pertencentes a famílias carenciadas.

Apenas as instituições de ensino superior de dois Estados-membros – Irlanda e Reino Unido – recebem um reforço de verbas por terem alunos que pertencem às tais minorias.

No mesmo sentido, entendem que é preciso melhorar os sistemas de monitorização que caracterizam a população estudantil e associar essa informação a políticas concretas para perceber o real efeito de medidas tais como aquelas que pretendem promover um igual acesso ao ensino superior ou diminuir as taxas de desistência.

A empregabilidade foi outro dos pontos analisados no estudo, que lembra a importância de efectuar inquéritos aos alunos que terminam os estudos para melhor perceber a empregabilidade dos cursos e a satisfação dos alunos tendo em conta as suas espectativas.

O relatório aponta ainda Portugal como um dos quatro Estados-membros, com a Bulgária, Croácia e Liechtenstein, onde não são feitas previsões sobre as futuras necessidades do mercado de trabalho.

Nos restantes países, refere o relatório, é feita uma avaliação sobre o mercado de trabalho, mas raramente é utilizada de forma sistemática para definir uma política sobre o ensino superior.

Apenas onze países – Irlanda, França, Italia, Letónia, Lituania, Polónia, Roménia, Finlândia e Reino Unido, Montenegro e Noruega – reportaram que as autoridades têm em conta as informações sobre o mercado de trabalho para definir e planear as oferta no ensino superior.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Médico presente na sala de emergência revela detalhes da morte de John F. Kennedy

Um médico que estava presente na emergência do Parkland Memorial Hospital, para onde John F. Kennedy (1917-1963) foi transferido depois de ser baleado numa visita política ao estado do Texas, revelou novos detalhes sobre a …

Aprovado prolongamento do prazo para entrega de teses de mestrado e doutoramento

O parlamento aprovou esta segunda-feira uma proposta de aditamento ao OE2021 que permite que seja prorrogado até ao final do ano letivo o prazo de entrega e apresentação das teses de mestrado e doutoramento. “É prorrogado, …

Chinês de 105 anos quebra recorde do Guinness. É a pessoa mais velha do mundo a voar de parapente

Yu Te-Hsin, um homem chinês de 105 anos, quebrou o recorde do Guinness e tornou-se a pessoa mais velha a voar de parapente. Durante a passada primavera, Yu Te-Hsin, de 105 anos, foi fazer um piquenique …

5G. Altice Portugal avança com providência cautelar contra Anacom e duas queixas em Bruxelas

A Altice Portugal entregou, na sexta-feira, uma providência cautelar contra a Anacom e duas participações à Comissão Europeia, no âmbito do leilão do 5G. "A Altice Portugal já avançou, na passada sexta-feira, com uma providência cautelar …

Em 2022, embalagens descartáveis de refeições vão ter taxa de 30 cêntimos

O Parlamento aprovou, esta terça-feira, uma proposta do PAN para taxar em 30 cêntimos, a partir de 2022, as embalagens descartáveis para refeições usadas em serviços de entrega ao domicílio e take away. A proposta foi …

China declara que erradicou a pobreza extrema

A China declarou na segunda-feira que a pobreza extrema foi eliminada em todo o país, uma das bandeiras do Partido Comunista Chinês (PCC) para reduzir as desigualdades na sociedade. Nove condados, na província de Guizhou, foram …

Campanha anticorrupção. Presidente das Filipinas já despediu cerca de 800 funcionários

O Presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, despediu cerca de 800 funcionários governamentais por atividades ilegais, desde que iniciou o mandato em 2016, no âmbito de uma campanha anticorrupção. "Continuarei a perseguir todos os trabalhadores do governo …

Crónica ZAP - Nota Artística por Nuno Miguel Teixeira

Nota artística: vais trabalhar à 1h da manhã, mas vais contente

https://soundcloud.com/nuno-teixeira-264830877/sacavenense-1-7-sporting-o-musical Eles sabem que, provavelmente, vão perder. Perderão, quase de certeza. Mas este é o jogo da vida deles. É o jogo em que eles demonstram ainda mais o amor pela camisola, o amor pelo jogo. …

Coligação negativa obriga Governo a fazer avaliação ambiental estratégica do novo aeroporto

O Governo terá de proceder, no próximo ano, a uma avaliação ambiental estratégica para o novo aeroporto de Lisboa, segundo duas propostas de alteração ao Orçamento do Estado para 2021 aprovadas, esta terça-feira, através de …

Companhia aérea australiana vai exigir vacinação contra a covid-19 a passageiros internacionais

A companhia aérea australiana Qantas vai exigir que os passageiros de voos internacionais sejam previamente vacinados contra a covid-19, anunciou o presidente executivo da empresa. O requisito de ser vacinado contra a covid-19 para viajar na …