O último episódio de A Guerra dos Tronos pode ter arruinado a produtividade de milhares de empresas

O último episódio de A Guerra dos Tronos, transmitido na madrugada deste domingo, pode ter impactado a produtividade laboral de milhares de empresas. Quase 30 milhões de norte-americanos admitiram alterar a sua rotina laboral para ver em direto o fim da história inspirada na saga de George R. R. Martin.

Estes números são apontados por uma sondagem apelidada de “Abordando a ausência”, que foi levada a cabo pela norte-americana Harris Poll para a The Workforce Institute da Kronos Incorporated, empresa que oferece soluções de gestão de recursos humanos.

De acordo com o relatório elaborado pela empresa, cerca de 27,2 milhões de trabalhadores planearam ver o último episódio ao vivo, admitindo alterar as suas rotinas de trabalho para esse efeito. Para ver o o 73.º episódio de A Guerra dos Tronos em direto, os funcionários admitiram perder o dia de trabalho, atrasar-se, trabalhar remotamente e até ser menos produtivos do que é habitual.

Entre estes quase 30 milhões de norte-americanos, 10,7 admitiram tirar o dia de folga, 2,9 disseram que iria chegar mais tarde e 3,4 tentaram trabalhar de forma remota.

Contudo, este impacto não é exclusivo do fim desta série, que é já a mais popular em toda a história da HBO. A última temporada fez mossa na produtividade laboral, de acordo com 20,4 milhões de funcionários. De acordo com os seus testemunhos, 4,4 milhões de trabalhadores faltaram ao trabalho para assistir a um episódio desta temporada.

A sondagem foi ainda mais longe, questionando a amostra sobre que personagem de A Guerra dos Tronos gostariam de ter como chefe. 28% dos participantes escolheram Jon Snow, seguindo-se depois Tyrion Lannister (12%) e Daenerys Targaryen (9%). Até mesmo o antagonista Cersei Lannister foi escolhida por 2% dos participantes.

A pesquisa de opinião, realizada entre 7 e 9 de maio, inquiriu 1.090 funcionários nos Estados Unidos, tendo os especialistas extrapolado os resultados para o total de trabalhadores do país, tendo por base os números do senso populacional de 2010.

Pior cotação, maior audiência

A Guerra dos Tronos, que tem uma média geral de 9,5 na base de dados de cinema e televisão IMDB, tem visto as suas classificações a cair nesta temporada. A série tem 37 dos 73 episódios já exibidos com uma nota igual ou superior a 9 numa escala de 10. Quatro episódios atingiram mesmo a difícil marca de 9,9.

Esta tendência tem-se invertido, especialmente nesta última e oitava temporada. O último episódio, The Iron Throne, está com 4,8 de pontuação até ao momento, o pior resultado de sempre. Já The Bells, transmitido na semana passada, arrecadou 6.5.

Também o Rotten Tomatoes tem registado os números em queda nos índices de avaliação nesta temporada. O último episódio está, no momento, classificado em 58/100%.

Apesar do coro de críticas de especialistas e fãs, a série obteve esta temporada um aumento de dez milhões de espetadores por episódio, em termos médios, quando comparada com a temporada anterior. Nos Estados Unidos, registaram-se 43 milhões por episódio, de acordo com as estimativas do canal avançadas à agência Reuters. Em Portugal, nem o SyFy nem a HBO revelaram os números das audiências.

A série, que conta já com 47 Emmys, ficará na história da televisão. Vários atores recorreram já às redes sociais para se despedirem da trama de que fizeram parte durante mais de uma década. Emilia Clarke (Daenerys Targaryen), a mãe dos dragões, afirmou no Instagram que a série lhe marcou toda a vida adulta.

“O capítulo da mãe de dragões ocupou toda a minha vida adulta. Esta mulher ocupou todo o meu coração. Suei nas chamas do fogo do dragão, chorei muitas lágrimas pelos que deixaram a nossa família cedo de mais e torci o cérebro tentando fazer justiça à Khaleesi e às palavras, atos (e nomes) magistrais que me foram dados”, pode ler-se na rede social.

Também Sophie Turner, que interpretou Sansa Stark, recorreu à mesma rede social para agradecer. “Sansa, obrigada por me ensinares resiliência, bravura e o que é a verdadeira força (…) Cresci contigo. Apaixonei-me por ti aos 13 anos e agora, dez anos mais tarde, aos 23 anos, deixo-te para trás mas nunca deixarei o que me ensinaste”.

A atriz deixa ainda uma obrigada aos “mágicos” fãs: “Sem vocês não existimos. E agora a nossa vigia termina”.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

RESPONDER

UEFA confirma três jogos de suspensão para Neymar

A UEFA anunciou, esta quarta-feira, que rejeitou o recurso do Paris Saint-Germain e manteve os três jogos de suspensão a Neymar, na sequência de insultos aos árbitros na partida com o Manchester United, da Liga …

Transportes estão cada vez mais cheios. Carris vai comprar 100 novos autocarros

A Carris vai lançar dois concursos para a aquisição de 100 novos autocarros, 70 dos quais a gás natural e 30 elétricos, anunciou o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina. Falando na apresentação da …

Apenas 59% dos habitantes da Europa ocidental confiam na vacinação. França é o país com mais dúvidas

Na Europa oriental, apenas metade da população olha para as vacinas como uma forma segura de prevenção de saúde. No caso da zona ocidental, o número sobe para os 59%, mas fica ainda distante dos …

César Peixoto é o novo treinador da Académica

O antigo futebolista é o novo treinador da Académica, sucedendo a João Alves no comando técnico dos estudantes, anunciou o clube que integra a II Liga portuguesa. César Peixoto vai ser apresentado às 17h00, em conferência …

Tribunal diz que ausência de resistência de vítima de violação é "desejo de sobreviver"

Quando as vítimas não resistem, revelam "o desejo de sobreviver a uma situação cujo controlo não detêm", adotando um comportamento de preservação, diz o Tribunal da Relação de Lisboa. O Tribunal da Relação de Lisboa considerou …

Draghi abre a porta a cortes nas taxas de juro

Mario Draghi afirmou esta terça-feira que se o objetivo de ficar abaixo dos 2% de inflação estiver ameaçado, "estímulos adicionais serão necessários". O presidente do BCE admitiu mesmo uma descida das taxas. O presidente do BCE, Mario …

SNS dá “sinais de cansaço” e tem sistema “que não é amigo do cidadão”

A Convenção Nacional da Saúde concluiu esta terça-feira que o SNS “dá sinais de cansaço” e avisa que os portugueses “não podem ter listas de espera de anos” por consultas ou cirurgias, nem ter “enormes …

Violência doméstica: sobe para 16 o número de mulheres mortas em 2019

O número de mulheres mortas desde o início do ano em contexto de violência doméstica subiu para 16, segundo a contabilidade feita pelo Público com base nas notícias publicadas sobre o assunto. O número exclui …

Costa garante que Miguel nunca pediu ajuda ao Governo. Mas assegurou todo o "apoio diplomático e consular"

O primeiro-ministro, António Costa, afirmou que o Governo nunca foi contactado por Miguel Duarte, jovem que está a ser investigado em Itália por suspeita de ajuda à imigração ilegal, mas assegurou todo o "apoio diplomático …

Em Espanha esqueceram-se de Ronaldo e estalou a polémica

A Liga Espanhola de Futebol Profissional lançou um desafio aos fãs do desporto rei para escolherem a sua lenda favorita de todos os tempos. A lista inclui as grandes figuras do futebol espanhol dos últimos …