UE pede libertação imediata de Navalny. Opositor impedido de contactar defesa

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, considerou no domingo “inaceitável” a detenção do opositor Alexei Navalny pelos serviços prisionais russos (FSIN) à sua chegada a Moscovo, apelando às autoridades daquele país para o libertarem “imediatamente”.

A detenção de “Navalny à chegada a Moscovo é inaceitável. Apelo às autoridades russas para que o libertem imediatamente”, escreveu no Twitter, citado pelo Jornal de Notícias.

Navalny foi detido à chegada ao aeroporto Cheremetievo de Moscovo sob a acusação de ter violado os termos de uma pena de prisão suspensa a que foi condenado em 2014. Em comunicado, o FSIN informou que este permanecerá nesta condição “até à decisão do tribunal” sobre o seu caso, sem especificar uma data.

O FSIN avançou que Navalny “figura numa lista de pessoas procuradas desde 29 de dezembro de 2020 por múltiplas violações do seu período probatório”.

O avião ia aterrar no aeroporto Vnoukovo de Moscovo, onde era aguardado por dezenas de apoiantes, mas acabou por aterrar no aeroporto Cheremetievo, também na capital russa.

Esta segunda-feira, os apoiantes de Navalny disseram que as autoridades estão a impedir os advogados de contactar com o dirigente da oposição russa. Este “foi detido ilegalmente, eles não deixam que os advogados o vejam”, denunciou o Fundo de Luta Contra a Corrupção, organização liderada pelo dirigente oposicionista, citado pela agência Lusa.

“Alexei foi detido sem que o motivo fosse explicado (…). Não me deixaram regressar para junto dele” após ter passado pelos serviços fronteiriços, disse à agência France Presse a advogada de defesa, Olga Mikhailova.

A detenção do dirigente da oposição ao regime de Putin está a intensificar as tensões políticas entre Moscovo e o Ocidente.

Alexei Druzhinin / Sputnik / Kremlin / EPA

O Presidente da Rússia, Vladimir Putin

O ministro alemão dos Negócios Estrangeiros, Heiko Maas, disse que a detenção de Navalny “é completamente incompreensível”. “A Rússia está limitada pela própria Constituição e pelos compromissos internacionais devendo respeitar o Estado de Direito e a proteção dos Direitos Civis”, acrescentou, frisando: “Estes princípios devem também ser aplicados a Alexei Navalny que deve ser libertado de imediato”.

A mesma posição foi demonstrada pelo ministro francês dos Negócios Estrangeiros e pela diplomacia da Polónia. “Expresso toda a solidariedade para com todos os russos que partilham dos mesmos ideais do líder da oposição detido”, referiu o ministro dos Negócios Estrangeiros polaco, Zbigniew Rau.

O presidente eleito dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, através do conselheiro para a Segurança Nacional, pediu às autoridades russas a libertação do oposicionista. “Navalny deve ser libertado de imediato e os autores do ataque de que foi vítima (em agosto) devem ser responsabilizados”, afirmou Jake Sullivan através das redes sociais.

O secretário de Estados norte-americano cessante, Mike Pompeo, apontou que os EUA “condenam fortemente” a detenção considerada “a última tentativa de silenciar Navalny e outras figuras da oposição e outras vozes críticas” da Rússia.

O Governo britânico expressou “profunda preocupação” pela detenção e defendeu uma investigação sobre o caso de envenenamento. “Em vez de processar a vítima deste terrível crime, as autoridades russas deveriam investigar como uma arma química foi utilizada em território russo”, lê-senum comunicado do Ministério dos Negócios Estrangeiros britânico.

Os trabalhistas britânicos na oposição também tomaram posição contra Moscovo.

Entretanto, o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Sergey Lavrov, disse esta segunda-feira que as reações “ocidentais” sobre a prisão de Navalny refletem “uma ação de diversão para disfarçar a crise dos modelos de desenvolvimento do Ocidente”.

O opositor regressa à Rússia depois de quase cinco meses de tratamento médico na Alemanha, após ter sido envenenado com uma substância tóxica de uso militar, ato que, segundo o ativista, foi ordenado pelo Presidente russo, Vladimir Putin. Laboratórios na Alemanha, França e Suécia, assim como a Organização para a Proibição de Armas Químicas indicaram que esteve exposto a um agente neurotóxico, do tipo Novichok, da era soviética.

  Taísa Pagno //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

    • Começar bem e acabar mal…bem poderia ser o titulo do seu comentário, mentes limitadas não saem do mesmo lugar…Não é Russo portanto a única coisa que pode fazer é ir votar, no seu país, em conformidade com as suas ideologias politicas e assim quem sabe perder o medo desse tal A.Ventura que menciona…
      Mas vá, vote, faça alguma coisa pelo seu país ou ainda acaba a viver num país com um ditador 😉

RESPONDER

Cientistas estão a plantar mesas de xadrez de corais para restaurar recifes - e contam com a ajuda de garrafas de Coca-Cola

Nas últimas três décadas, os recifes de coral têm sofrido uma grande tensão e consequente destruição, devido ao impacto das alterações climáticas. Agora, os cientistas querem minimizar os danos e já encontraram uma solução. O objetivo …

Belenenses 0-4 Sporting | Melhor o resultado que a lesão

O Sporting, da I Liga, venceu hoje o Belenenses, do Campeonato de Portugal, por 4-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, garantindo o apuramento para a próxima fase da competição. No …

Sintrense 0-5 FC Porto | Dragões goleiam e seguem em frente na Taça

O FC Porto, da I Liga, venceu hoje o Sintrense, do Campeonato de Portugal, por 5-0, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal de futebol, e segue em frente na competição. A jogar em …

Nova tecnologia usa calor dos estacionamentos subterrâneos para aquecer apartamentos

A startup Enerdrape, que funciona dentro da Escola Politécnica de Lausanne (EPFL), na Suíça, desenvolveu uma tecnologia que aproveita o calor emanado pelo solo no aquecimento de apartamentos. Quase 60% do aquecimento utilizado nos edifícios residenciais …

Pela primeira vez, um drone transportou os pulmões de um dador em segurança. Voo demorou seis minutos

Pela primeira vez na história da medicina, um drone aéreo transportou os pulmões de um dador com rapidez e segurança entre dois hospitais. O voo, que durou apenas seis minutos, ocorreu no passado dia 25 de …

Grupo de hackers clonou a voz de empresário para roubar 35 milhões de dólares do banco

Um grupo de hackers clonou a voz do diretor de uma empresa, conseguindo assim roubar mais de 35 milhões de dólares de um banco nos Emirados Árabes Unidos. No início do ano passado, o gerente de …

Portugueses comem duas vezes mais do que o recomendando

Os portugueses consumiram, em média, duas vezes mais calorias do que o recomendando para um adulto entre 2016 e 2020, ano em que a pandemia provocou uma redução do consumo de alimentos diário, mas ainda …

Aos 95 anos, a rainha Isabel II terá de abdicar da sua bebida favorita

A monarca foi aconselhada pelos médicos a abdicar do seu habitual martini de fim de dia, em antecipação a uma fase de agenda especialmente preenchida. Com 95 anos, a rainha Isabel II tem tido uma semana …

Médicos vão avaliar estado mental do atacante da Noruega

A investigação ao ataque com arco e flecha que na quarta-feira fez cinco mortos na Noruega reforçou, até agora, a tese de um ato devido a doença, anunciou hoje a polícia norueguesa. “A hipótese que foi …

Há mais de 100 anos, o Hawai teve uma monarquia - mas a força da princesa Ka'iulani não chegou para a preservar

Antes de morrer, com apenas 23 anos, a princesa Victoria Ka'iulani foi a última herdeira da coroa havaiana. A jovem era uma das últimas esperanças em manter a monarquia viva, mas nem a sua determinação …