UE deteta 50 a 80 casos de desinformação e fake news russas por semana

O grupo de trabalho do Serviço Europeu de Ação Externa contra a desinformação russa deteta, semanalmente, entre 50 e 80 casos, num total de mais de 6.300 situações identificadas desde 2015, que têm vindo a aumentar, informou fonte comunitária.

“Desde que foi criado o grupo de trabalho contra as ameaças híbridas de leste, do Serviço Europeu de Ação Externa, foram detetados mais de 6.300 casos de desinformação com mensagens pró Kremlin, a favor do regime russo“, avançou à agência Lusa fonte oficial da Comissão Europeia, em Bruxelas.

Isto dá uma média de 50 a 80 casos de desinformação russos por semana, número que este ano duplicou face a 2018, de acordo com a mesma fonte.

Em causa está o grupo de trabalho East StratCom, criado pela União Europeia (UE) em 2015, altura de pico de tensões entre a Rússia e a Ucrânia, que gerou o início de uma onda de desinformação promovida por Moscovo e que tem vindo a afetar os países vizinhos e a Europa.

Sediado em Bruxelas, este grupo de trabalho faz, desde então, uma análise diária das notícias divulgados pelos meios de comunicação social russos (ou relacionados com o país), assim como pelas plataformas de comunicação do regime, denunciando aqueles que classifica como casos de ‘fake news’ de âmbito internacional e, normalmente, político.

Alguns dos exemplos de recente desinformação russa denunciados pelo East StratCom referem-se à área das alterações climáticas, com os russos a afirmarem que esta “é uma invenção do ocidente“, e ocorrências como o incêndio na Catedral de Notre-Dame de Paris, no qual se difundiu a ideia de que “os muçulmanos estavam por trás” do fogo.

Também durante o período que antecedeu as eleições europeias de maio passado houve uma maior incidência de ‘fake news’ russas sobre a UE, que tentaram fazer passar a ideia de que “não valia a pena votar“, num total de cerca de mil casos de desinformação detetados entre janeiro e maio deste ano, que comparam com 434 no mesmo período de 2018. Ainda assim, nenhum dos casos detetados foi considerado grave.

Por estar focado na zona do mundo de mais provém mais desinformação, este grupo de trabalho tem vindo a ser reforçado desde a sua criação, nomeadamente ao nível de recursos humanos, já que começou com cinco membros e hoje tem 16, alguns dos quais vindos diretamente dos Estados-membros.

Para publicar os casos que identifica como desinformação, o grupo de trabalho criou uma página na internet e presença nas redes sociais Twitter e Facebook, bem como uma ‘newsletter’ semanal. O objetivo é sensibilizar os cidadãos, tanto dentro da UE, como também nos países vizinhos da Rússia, como a Ucrânia, Arménia, Azerbaijão, Bielorrússia, Geórgia e Moldávia.

O combate à desinformação e às ‘fake news’ tem estado no topo da agenda da Comissão Europeia e do Conselho da UE.

// Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

    • LOL! Como se a desinformação viesse só da Rússia! Nesta tática, impera “o acusar os outros daquilo que eu faço.”
      E a Rússia tem que encaixar sempre na narrativa da propaganda que querem enfiar no barrete das pessoas. Desde os tempos comunistas, que é o grande papão e bode expiatório para o que lhes convém.

RESPONDER

Bloco apoia travão ao desconfinamento na região de Lisboa

O Bloco de Esquerda apoiou o adiamento do levantamento de restrições impostas pela pandemia na região de Lisboa e Vale do Tejo, destacando que é importante aumentar a vigilância nas empresas de construção e trabalho …

Descoberto "cemitério" de mamutes nos arredores da Cidade do México

Investigadores descobriram um "cemitério" com cerca de 60 mamutes nos arredores da Cidade do México, avança o Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) do país. De acordo com o site Live Science, a descoberta aconteceu, …

David Luiz confirma rumores. Regresso "vai acontecer se o presidente permitir e os adeptos quiserem"

David Luiz confirmou este sábado os rumores que davam conta que o Benfica e o jogador estavam a negociar um eventual regresso do brasileiro à Luz. Em entrevista ao desportivo Record, David Luiz confirmou a …

Cães treinados para proteger animais selvagens salvam 45 rinocerontes

Há inúmeras razões que explicam o motivo pelo qual os cães são conhecidos como o melhor amigo do Homem. Além de leais e inteligentes, dão sempre o corpo às balas, mesmo nos piores momentos. Quarenta e …

Fez-se história. Foguetão da SpaceX lançado com sucesso rumo à EEI

O primeiro foguetão concebido e construído por uma empresa privada, a SpaceX, de Elon Musk, levando a bordo dois astronautas foi lançado este sábado na presença do Presidente do Estados Unidos, Donald Trump. O lançamento decorreu …

"A Rússia não permitirá a privatização da Lua", avisa Roscosmos

A Rússia não permitirá a privatização da Lua, independentemente de quem avance a iniciativa, avisou o chefe da agência espacial russa (Roscosmos), Dmitri Rogozin, em entrevista ao jornal Komsomólskaya Pravda. "Não permitiremos que ninguém privatize a …

Plataforma flutuante extrai energia das ondas, do vento e do Sol

A empresa alemã Sinn Power criou uma plataforma marítima flutuante capaz de gerar energia renovável a partir de ondas, vento e energia solar. A plataforma híbrida combina turbinas eólicas, painéis solares e coletores de energia das …

Balneários proibidos e 3 metros de distância. As regras da DGS para a prática de exercício físico

A Direção-Geral da Saúde (DGS) recomenda uma distância mínima de três metros entre pessoas que pratiquem exercício físico, no âmbito das medidas de prevenção da pandemia de covid-19. A orientação, intitulada “Procedimentos de Prevenção e Controlo …

Astronautas da NASA já se preparam para voo histórico a bordo do foguetão da Space X

Dois astronautas da NASA já estão a equipar-se para o lançamento histórico de um foguetão concebido e construído pela empresa SpaceX, de Elon Musk, apesar de as previsões meteorológicas indicarem mais tempestades. Com o voo já …

Há dez anos, Portugal adotou a lei que permitiu o casamento entre pessoas do mesmo sexo

Portugal adotou há 10 anos a lei que permitiu o casamento entre pessoas do mesmo sexo, após um debate fraturante que remeteu para mais tarde a adoção de crianças por estes casais, possível apenas desde …