UE critica tratamento aos imigrantes em Lampedusa

 

A Comissão Europeia anunciou hoje que vai investigar as “condições degradantes” que se verificam nos centros de acolhimento de imigrantes, incluindo os da ilha italiana de Lampedusa e admite medidas contra o governo de Roma.

“Já iniciámos as investigações sobre as condições degradantes em muitos centros, incluindo os de Lampedusa”, disse hoje Cecilia Malmstroem, a comissária europeia para os Assuntos Internos, através de uma série de mensagens na rede social Twitter.

A ilha de Lampedusa tem sido utilizada como ponto de chegada para os imigrantes que cruzam o Mediterrâneo em condições precárias, tendo 300 pessoas morrido em setembro, vítimas do naufrágio de uma embarcação que transportava imigrantes irregulares.

“A União Europeia está empenhada em apoiar a Itália a receber os imigrantes, mas o acolhimento tem de ser feito em condições decentes”, escreveu Malmstroem.

“Não vamos hesitar em aplicar procedimentos (a Itália) para garantirmos que os padrões e as obrigações da União Europeia são respeitados”, escreveu ainda a responsável para os Assuntos Internos da União Europeia.

Um vídeo difundido terça-feira por uma televisão italiana e que mostra imigrantes no centro de acolhimento de Lampedusa a despirem-se e a serem desinfestados está a causar indignação, com o procedimento a ser comparado a um campo de concentração.

Nas imagens, difundidas pela cadeia de televisão estatal RAI2, vê-se alguns imigrantes a despirem-se até ficarem nus frente aos companheiros de viagem e depois a serem desinfestados.

De acordo com os dados que foram anunciados em outubro, mais de 13 mil pessoas pediram asilo em Lampedusa desde o princípio do ano.

Em dezembro, a União Europeia divulgou uma série de propostas para evitar tragédias como as que se verificaram recentemente relacionadas com os naufrágios de embarcações geralmente lotadas de refugiados, sobretudo oriundos da Somália e da Eritreia.

Estas propostas de Bruxelas devem ser discutidas, entre outros assuntos, no Conselho Europeu que começa na quinta-feira e que se prolonga até sexta-feira.

As iniciativas incluem o incremento da vigilância marítima e das medidas de combate ao tráfico de seres humanos através da abertura de canais legais para a entrada de pessoas na Europa, incluindo os métodos de instalação de refugiados na União Europeia.

Organizações de apoio à imigração estimam que entre 17 a 20 mil pessoas morreram no mar nos últimos 20 anos durante as tentativas para chegarem à Europa através das rotas do Mediterrâneo.

Nos últimos anos a crise económica tem dificultado a aplicação das medidas e verificam-se mesmo tensões políticas entre a Alemanha e os países do sul do continente, sobretudo a Grécia e a Itália.

A Comissão Europeia já recomendou o reforço das patrulhas aéreas e navais no Mediterrâneo para a interceção de embarcações que transportam imigrantes irregulares no quadro do plano Frontex que vai necessitar de mais 19 milhões de dólares para poder continuar a atividade em condições ideais.

Por outro lado, vão ser necessários mais 400 mil euros a aplicar na luta contra o tráfico e o crime organizado.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Mas o que é que esses panascas de Bruxelas tem de criticar a desinfestação feita em Lampedusa. Por acaso estão a desinfestar as Crenças ou o modo de vida dos migrantes? Estão a fazer devidamente e triagem do que são verdadeiramente refugiados migrantes ou parasitas e futuros terroristas?
    Meus pretensos representantes da Europa, o que tem feito ou estão a fazer para eliminar a causa deste fluxo migratório? NADA!
    Vocês estão a enterrar o lindo Projeto Europeu e a colaborar com o fim da Civilização Ocidental.
    Ser solidário não é criticar tratamento aos imigrantes em Lampedusa, ser solidário é agir contra a raiz do problema. Os agora migrantes tem o direito de viver em paz nas suas terras, ter condições de trabalho, ter acesso á educação e á saúde em liberdade.

RESPONDER

Espanha sem mortes pelo segundo dia consecutivo. Há 41 mil profissionais de saúde infetados

Espanha registou esta terça-feira o segundo dia consecutivo sem mortes associadas à covid-19, mantendo-se o total 27.127 de óbitos desde o início da pandemia, anunciaram as autoridades de saúde. O ministério da Saúde de Espanha informou …

Petição pela "anulação imediata" do Avante já conta com mais de 16 mil assinaturas

Uma petição online para a "anulação imediata" da Festa do Avante!, a festa anual organizada pelo PCP, conta já com mais de 16 mil assinaturas. Às 10:30 desta quarta-feira, a petição, disponível no portal Petição Pública, …

Venda de Wendel ao Everton sofre revés. Nápoles e Nice entram em jogo

A licença de trabalho pode deitar por terra uma eventual transferência de Wendel para o Everton. O Nápoles é o favorito na corrida à sua contratação, mas o Nice também está atento. As negociações entre o …

Celebrações do 10 de junho só terão oito pessoas. “É como achei que devia ser o 25 de abril e o 1º de maio”

A “cerimónia simbólica” comemorativa do Dia de Portugal que se realizará no Mosteiro dos Jerónimos, em Lisboa, terá apenas oito presenças, incluindo o chefe de Estado e o presidente desta edição do 10 de Junho, …

O futebol português está de volta. Uma corrida de dois cavalos e a montra para Amorim

A bola volta hoje a rolar em Portugal após a interrupção devido à pandemia de covid-19. Regresso o futebol que tão bem conhecemos, mas de uma forma como nunca vimos antes. Estádios desertos e jogos quase …

Cientistas identificam fóssil do inseto mais antigo do mundo

Um fóssil de um milípede descoberto em 1899 é o inseto mais antigo do mundo, concluiu um novo estudo. O espécime em causa tem 425 milhões de anos. Uma equipa de investigadores da Universidade do Texas …

Jorge Jesus renova com o Flamengo por mais uma época

O treinador português anunciou, esta quarta-feira, que vai ficar mais uma época nos brasileiros do Flamengo, até junho de 2021. "Digam à nação que fico!". É esta a frase que acompanha a fotografia publicada, esta quarta-feira, …

Governo deixa cair lay-off simplificado. Novo apoio vai variar em função da quebra de faturação

O apoio às empresas em lay-off que retomarem a atividade será diferenciado em função da quebra de faturação, com vista a direcionar as ajudas públicas “a quem mais precisa”, afirmou esta terça-feira a ministra do …

Grupo de precários da Casa da Música dispensado de serviço via e-mail "meia hora depois" de uma vigília de protesto

Cerca de 13 trabalhadores "precários" da Casa da Música, no Porto, foram dispensados dos concertos que tinham alocados para o mês de junho. Em declarações à Lusa, Hugo Veludo, um dos 13 assistentes de sala …

Sete detidos em operação na Quinta da Fonte ficam em prisão preventiva

Os sete homens que foram detidos numa operação policial no bairro da Quinta da Fonte, em Loures, na segunda-feira, ficaram em prisão preventiva, a medida de coação mais gravosa, revelou à agência Lusa a Polícia …