Ucrânia recua na imposição de saltos altos às militares (mas só o fez após uma onda de críticas)

Ministério da Defesa ucraniano / Facebook

A partilha de fotografias de mulheres militares a marchar de saltos altos originou uma onda de críticas nas redes sociais e no Parlamento ucraniano. Agora, o Governo recua e reconhece que o calçado possa ser “inconveniente”.

O Ministério da Defesa ucraniano pediu que as militares marchassem no Dia da Independência da Ucrânia num uniforme “bonito e forte”, o que incluía boina, roupa com padrão camuflado e sapatos de salto alto, em substituição das botas usadas pelos homens.

“É ligeiramente mais difícil do que marchar em botas de combate, mas estamos a tentar”, disse a cadete Ivanna Medvid, citada pela ArmiaInform, agência oficial do Ministério da Defesa ucraniano.

O verniz estalou quando foram partilhadas fotografias dos treinos para a parada militar nas redes sociais do Ministério da Defesa, a 1 de julho. Uma onda de críticas online rapidamente se tornou notícia em jornais internacionais e chegou ao Parlamento ucraniano.

Várias deputadas da oposição convidaram Andriy Taran, atual ministro da Defesa, a calçar, também, sapatos de salto alto na parada militar de 24 de agosto, onde serão assinalados 30 anos de independência ucraniana, após a separação da União Soviética.

Maria Berlinska, ativista pela igualdade de género nas estruturas das forças armadas, afirmou que a parada militar deveria servir para demonstrar a força do exército. “As mulheres, como os homens, lutam em botas de combate”, escreveu no Facebook.

Em oposição às críticas, escreve o Público, o Ministério da Defesa ucraniano insistiu que os sapatos de salto alto já eram parte do uniforme oficial utilizado na parada militar. Partilhou, ainda, fotografias para provar que, noutros países, as mulheres também marchavam de saltos altos.

No entanto, no dia seguinte, a 3 de julho, e após nova onda de insultos e comentários de indignação, o ministro Andriy Taran visitou as militares que iriam participar na parada para discutir os uniformes usados, e a postura do Governo mudou.

Segundo um comunicado no site do Ministério da Defesa, será aberto um inquérito para perceber se poderá ser desenvolvido um modelo novo, mais “ergonómico”, para ser usado na parada de agosto e substituir os saltos que se poderiam tornar “inconvenientes”.

ZAP //

 

 

PARTILHAR

RESPONDER

Requiem. Supernova irá fazer uma "reaparição fantasmagórica" em 2037

Uma supernova distante, chamada Requiem, vai fazer uma "reaparição fantasmagórica" em 2037. O Hubble captou-a três vezes em 2016, graças a um fenómeno conhecido como lente gravitacional. A Requiem é o resultado de uma explosão estelar …

A polícia holandesa achava que tinha em mãos o mafioso mais procurado da Europa. Afinal, era só um fã de F1

Um homem de Liverpool de 54 anos pensava que o grande evento da sua viagem aos Países Baixos seria assistir ao Grande Prémio de Fórmula 1, mas acabou detido numa prisão de alta segurança por …

Cobertura global de corais caiu para metade desde 1950, revela relatório

A cobertura global de recifes de coral caiu para metade desde 1950, cenário originado pelo aquecimento global, pesca excessiva, poluição e destruição de habitats naturais, revelou uma análise divulgada esta sexta-feira. Desde a Grande Barreira de …

O sonho de Christo concretizou-se, 60 anos depois. O Arco do Triunfo foi embrulhado como um presente

Já desde o início dos anos 60 que Christo imaginava como seria cobrir o Arco do Triunfo em tecido. A sua visão foi finalmente concretizada e pode ser visitada entre 18 de Setembro e 3 …

Holanda. Ministra da Defesa renuncia devido à crise de evacuação do Afeganistão

Após a ministra das Relações Externas holandesa, Sigrid Kaag, renunciar devido ao desastre da evacuação do Afeganistão, esta sexta-feira foi a vez da ministra da Defesa, Ank Bijleveld. Segundo relatou o Guardian, acredita-se que os ministros …

Tribunal da África do Sul recusa anular pena de prisão do ex-Presidente Jacob Zuma

O mais alto tribunal da África do Sul rejeitou o pedido do ex-Presidente Jacob Zuma para anular a sua sentença de 15 meses de prisão por não comparecer a uma sessão de inquérito por corrupção. Em …

EUA. Advogado planeou o próprio assassinato para o filho receber seguro. Foi detido por fraude

Um influente advogado norte-americano, cuja esposa e um dos filhos foram assassinados, foi acusado de fraude contra uma empresa de seguros e falso testemunho por organizar o seu próprio assassinato. Segundo avançou a agência France-Presse, …

Norberto Mourão conquista bronze nos Mundiais de canoagem adaptada

Norberto Mourão já tinha conquistado o bronze nos Jogos Paralímpicos de Tóquio e junta agora mais uma medalha à colecção, desta vez nos Mundiais de canoagem adaptada. O atleta de canoagem adaptada Norberto Mourão conquistou hoje …

Caso George Floyd. Polícia condenado a 22 anos de prisão pode ver a sentença revertida

A intervenção do Supremo Tribunal do Minnesota num outro caso de violência policial para reduzir a pena de um agente pode abrir um precedente para que haja alterações na sentença de Derek Chauvin. Segundo avança a …

Futebol português contra Campeonato do Mundo de dois em dois anos

O futebol português está contra a intenção da FIFA de aumentar a periodicidade do Campeonato do Mundo, passando de quatro para de dois em dois anos, refere um comunicado conjunto divulgado hoje. O documento, assinado pela …