Turquia declara guerra ao regime sírio e abre portas da Europa aos refugiados após baixas em Idlib

A Turquia vai deixar de impedir que refugiados cheguem à Europa, por terra ou por mar, decisão que antecipa a chegada de refugiados da província de Idlib, no norte da Síria, onde a ofensiva do regime contra os opositores escalou.

A escalada de tensão na Síria aumentou nas últimas horas, depois da morte de 33 soldados turcos num ataque de aviação do regime sírio. A situação pode levar a Turquia a uma tomada de posição mais agressiva, com um bombardeamento generalizado, enquanto fontes turcas confirmam `AFP que o país já está a retaliar contra o regime sírio que é apoiado pela Rússia.

“Alvos conhecidos do regime [sírio] continuarão a ser alvo de ataques aéreos e terrestres”, referiu em comunicado o director de comunicações do presidente turco,, Fahrettin Altun, apelando à comunidade internacional para “cumprir as suas responsabilidades”.

Como forma de pressão, a Turquia anunciou que vai deixar de controlar as suas fronteiras, deixando os refugiados sírios entrarem na Europa.

No âmbito de um acordo assinado com a União Europeia, a Turquia tem recebido milhões de euros de fundos comunitários para se comprometer em conter o fluxo de migrantes que pretendem entrar na Europa.

Na Turquia, vivem cerca de 3,7 milhões de refugiados sírios.

Idlib tem sido o ponto “quente” do conflito sírio, com as tropas do regime a tentarem controlar o território que é dominado pelos rebeldes que são apoiados pela Turquia.

Segundo avançou a agência Reuters, que refere fonte do Governo turco e é citada pelo Expresso, números da Organização das Nações Unidas (ONU) revelam que mais de 400 civis morreram e quase um milhão fugiram das suas casas, naquela província, em direcção à fronteira com a Turquia, desde Dezembro de 2019.

Dessas, cerca de 80% são mulheres e crianças que estão instaladas em tendas, abrigos de cimento ou dentro de mesquitas, centros desportivos ou prédios em construção.

No início de Fevereiro, a Turquia enviou cerca de 12 mil militares para a fronteira. As autoridades turcas exigem um recuo das tropas inimigas e a Síria continua a acusar a Turquia de “apoiar” o terrorismo no país.

O governador da província turca de Hatay, Rahmi Dogan, confirmou na quinta-feira a morte de pelo menos 22 soldados turcos num ataque aéreo na vila de Balioun, em Idlib. Números oficiais divulgados posteriormente avançaram 33 mortes, mas as baixas poderão ser ainda maiores.

Dogan disse ainda à Reuters que a polícia turca, a guarda costeira e as forças de segurança na fronteira receberam instruções para deixar de controlar a entrada de sírios na Europa.

Membros da NATO que se reuniram de urgência em Bruxelas, após pedido da Turquia, já manifestaram “total solidariedade” para com o país de Erdogan, apelando ao regime sírio para parar com os “ataques indiscriminados” em Idlib.

“Os Aliados condenam os contínuos ataques aéreos indiscriminados levados a cabo pelo regime sírio e pela Rússia na província de Idlib. Exorto-os a parar a sua ofensiva, a respeitar a lei internacional e a apoiar os esforços da ONU para uma solução pacífica”, apontou o secretário-geral da Aliança Atlântica, Jens Stoltenberg, numa conferência de imprensa.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Facebook promete investir 90 milhões para apoiar o jornalismo

A rede social Facebook prometeu esta segunda-feira investir 100 milhões de dólares (90 milhões de euros) na indústria do jornalismo. “O setor das notícias está a trabalhar sob condições extraordinárias para manter as pessoas informadas durante …

Covid-19 já faz estragos na indústria espacial. Concorrente da Space X declara falência

A empresa de satélites OneWeb, que tinha como objetivo ligar os lugares mais remotos do mundo à Internet, declarou esta sexta-feira falência depois de ter perdido um importante investidor por causa da pandemia de covid-19. …

CR7, Bernardo, Mourinho, Lage e mais 22 personalidades do futebol doaram 150 mil máscaras ao Hospital de Santo António

O agente Jorge Mendes juntou 26 personalidade do futebol, que vão desde jogadores, treinador e amigos, com o objetivo de dotar unidades hospitalares com materiais para combater a Covid-19. A iniciativa, que contou com a …

Italiana de 102 anos recuperou da covid-19. "Chamamos-lhe imortal"

Uma italiana, de 102 anos, recuperou da covid-19, depois de ter passado mais de 20 dias no hospital. Os médicos que a acompanharam vão agora estudar o seu caso. "Chamamos-lhe Highlander, a imortal", contou à CNN …

China já lucra com a Covid-19 (mas se a economia não engrenar depressa, pode nascer uma tempestade)

A China já está em fase de recuperação da Covid-19 e a economia do país dá sinais de vida, embora ainda longe dos patamares pré-pandemia. E o facto de o contágio continuar a alastrar por …

Cientistas de todo o mundo trabalham em 20 vacinas e 30 potenciais medicamentos

Cientistas em todo o mundo estão a trabalhar num total de 20 vacinas e 30 possíveis medicamentos contra o Covid-19, alguns dos quais já estão na última fase de testes antes da aprovação definitiva. De acordo …

Há uma vila na Lombardia sem infetados por Covid-19

Em Ferrera Erbognone, uma vila da Lombardia com mil habitantes e uma média de idades de 60 anos, ainda não se registaram casos de Covid-19, embora esteja no epicentro do surto em Itália. De acordo com …

Rei da Tailândia isola-se em hotel de luxo na Alemanha com 20 mulheres e vários servos

O rei da Tailândia, Maha Vajiralongkorn, decidiu isolar-se num hotel de luxo na cidade de Garmisch-Partenkirchen, na Alemanha, com a sua comitiva, que inclui um "harém" de 20 mulheres e vários servos. De acordo com o …

Rendas podem ser suspensas durante estado de emergência e mês seguinte

Empresas e famílias vão poder suspender o pagamento da renda nos meses em que vigore o estado de emergência e mês subsequente, de acordo com a proposta que cria um regime excecional de proteção aos …

Mais 11 pessoas detidas por desobediência. Número total sobe para 81

A PSP e a GNR detiveram até esta segunda-feira 81 pessoas pelo crime de desobediência no âmbito do estado de emergência iniciado dia 22 e decretado devido à pandemia de covid-19, anunciou o Ministério da …