Turquia abateu caça russo, piloto capturado por rebeldes sírios

O primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu, anunciou esta terça-feira que vai comunicar à NATO e à ONU ter abatido um caça-bombardeiro russo na fronteira com a Síria.

O avião é um dos que participa nos bombardeamentos na Síria e a informação surge pouco depois de as autoridades turcas terem revelado que abateram um avião militar junto à fronteira com a Síria, por este ter violado o seu espaço aéreo.

“Um avião Su-24 russo foi abatido porque violou o espaço aéreo turco, apesar dos avisos”, disse a presidência turca, citada pela agência noticiosa francesa AFP.

O  Sukhoi Su-24 russo terá sido abatido por um caça F-16 da força aérea turca.

Moscovo, no entanto, nega a violação de espaço aéreo. O ministério da Defesa russo indicou que o caça Suhkoi “manteve-se sempre e exclusivamente em espaço aéreo sírio”, o qual nunca deixou, e que “este é um incidente diplomático muito sério“.

Os pilotos do bombardeiro conseguiram ejetar-se do avião, segundo a Defesa russa, que desconhecia na altura o seu paradeiro.

Entretanto, segundo notícia avançada pela cadeia de televisão turca CNN-Turk, filial turca da CNN, um dos pilotos do caça-bombardeiro abatido foi capturado por rebeldes sírios.

O piloto foi capturado por rebeldes sírios turcomenos que combatem o regime de Bashar al-Assad nas montanhas próximas da fronteira da Turquia, junto à província de Hatay, no sul do país, acrescentou a mesma fonte.

Putin diz que abate de avião foi “facada nas costas” que terá consequências

O presidente russo, Vladimir Putin, afirmou hoje que o abate de um avião russo pela Turquia junto à fronteira com a Síria foi “uma facada nas costas” que vai ter “consequências sérias” nas relações entre os dois países.

“A perda de hoje foi uma facada nas costas que nos foi dada por cúmplices de terroristas”, disse Putin numa conferência de imprensa conjunta com o rei da Jordânia, Abdallah II.

“Não posso descrevê-lo de outra forma”, disse Putin.

“Naturalmente vamos analisar tudo o que se passou. E os eventos trágicos de hoje vão ter consequências sérias para as relações russo-turcas”, advertiu.

Putin assegurou que o SU-24 não ameaçava a Turquia e que sobrevoava território sírio, a quatro quilómetros da fronteira.

Reunião extraordinária da NATO sobre abate de avião russo pela Turquia

A NATO vai realizar hoje uma reunião extraordinária, a pedido da Turquia, sobre o abate de um avião russo na fronteira turco-síria, disse um responsável da Aliança Atlântica.

“A pedido da Turquia, o Conselho do Atlântico Norte vai realizar uma reunião extraordinária às 17:00 (16:00 TMG e Lisboa). O objetivo desta reunião extraordinária é a Turquia informar os aliados sobre o abate de um avião russo”, disse a fonte, citada por agências internacionais.

O Conselho do Atlântico Norte reúne os embaixadores dos 28 Estados membros da NATO.

O Ministério da Defesa russo disse não poder precisar as causas da queda do avião, mas assegurou que “o avião manteve-se sempre e exclusivamente em espaço aéreo sírio, como ficou registado nos radares”.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Os Turcos sentiram-se ameaçados pelo avião Russo, pois este andava a combater os jiahdistas que são amigos dos turcos desde sempre, é uma autêntica provocação á nação russa e pode haver consequências desagradáveis.

    • Se o avião foi abatido na Turquia como é que o piloto foi capturado na Síria? Por bem menos já se começaram guerras catastróficas. Assim como assim pode ser que partam isto tudo de uma vez. Zerar tudo e começar de novo!

      • exactamente 🙂

        para além do mais, a que acrescentar que a Turquia é um dos Países que recentemente Putin “desmascarou” como clientes do ISIS em petróleo.

        talvez a intenção fosse proteger algum fornecimento……

  2. Os turcos são uns mentirosos,eles protejem os grupos que combatem o Assad,quem está a ganhar com o negócio são eles,desde as ajudas que o ocidente está a dar por causa dos refugiados aos negócios do petróleo.Só um pequeno exemplo,os turcos tinham uma estátua do seu fundador o Kemal Atatürk,em território Sírio,que era protegida por uns 40/50 soldados turcos,nunca foi atacada,por nenhum grupo rebelde,quando a guerra em Kobani se intensificou o excercito turco(uns 400/500)foram lá buscar a estátua e a guarnição que a defendia. Por isso a Turquia que é um regime ditaturial disfarçado de democracia.

RESPONDER

Relatório policial acusa adeptos portistas de racismo contra jogador do Moreirense

O FC Porto está a ser alvo de um processo disciplinar por acusações de racismo contra um jogador guineense do Moreirense, numa partida disputada dia 10 de janeiro. Depois de toda a polémica a envolver Marega, …

Montijo: Lei que permite veto dos municípios ao aeroporto é "desajustada e desproporcional

O ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, defendeu hoje, em Lisboa que a lei que permite aos municípios vetar a construção do aeroporto do Montijo é “desajustada e desproporcional”, pelo que deve ser alterada. “O debate …

Multimilionários chineses são quase 800. Já superaram os norte-americanos

O número de novos multimilionários chineses cresceu a um nível recorde até 31 de janeiro, ultrapassando os Estados Unidos (EUA). Apesar do surto do novo coronavírus, que tem afetado a economia chinesa, há empresas que …

Ex-jogador dos Chicago Bulls assina pelo FC Porto

O FC Porto contratou até final da época o basquetebolista norte-americano Rawle Alkins, que já jogou na NBA ao serviço dos Chicago Bulls, para substituir o lesionado compatriota Will Sheehey, anunciou hoje o clube. “Sei que …

Sánchez e Torra iniciam diálogo. Mas mantêm braço de ferro sobre a Catalunha

Os governos de Espanha e da Catalunha iniciam esta quarta-feira o diálogo sobre a questão catalã. Mas se por parte do primeiro os membros da mesa são todos ministros, do lado catalão, alguns dos escolhidos …

Alcochete. Arguido iliba Mustafá de dar ordem para o ataque à academia

O arguido Valter Semedo disse hoje em tribunal que o objetivo da ida a Alcochete no dia da invasão à academia do Sporting consistia em mostrar aos jogadores "descontentamento de uma maneira não simpática". Além …

Arábia Saudita vai lançar campeonato de futebol feminino

A Arábia Saudita, que procura afastar a imagem de um reino ultraconservador, vai lançar um campeonato de futebol feminino, com o objetivo de reforçar a participação das mulheres no desporto. A primeira temporada da competição acontecerá …

"Ténis, digo-te adeus". Maria Sharapova anuncia final da carreira

A tenista russa Maria Sharapova, antiga líder do ranking mundial e detentora de cinco títulos do Grand Slam, anunciou hoje o final da sua carreira, através de um artigo publicado nas revistas Vogue e Vanity …

Amazon abre o primeiro supermercado sem caixas registadoras

A Amazon, do empresário Jeff Bezos, abriu 25 supermercados nos Estados Unidos (EUA), cujas instalações não têm caixas registadoras. Segundo avançou o TechCrunch, citado pelo Jornal Económico (JE), para fazerem comprar nestes supermercados, os consumidores têm …

Ricardo Salgado "perplexo" com condenação por violação de prevenção de branqueamento

O ex-presidente do BES declarou hoje, ao Tribunal da Concorrência, em Santarém, a sua “perplexidade” pela condenação, pelo Banco de Portugal (BdP), por violação de normas de prevenção de branqueamento de capitais e financiamento do …