Turquia abateu caça russo, piloto capturado por rebeldes sírios

O primeiro-ministro turco, Ahmet Davutoglu, anunciou esta terça-feira que vai comunicar à NATO e à ONU ter abatido um caça-bombardeiro russo na fronteira com a Síria.

O avião é um dos que participa nos bombardeamentos na Síria e a informação surge pouco depois de as autoridades turcas terem revelado que abateram um avião militar junto à fronteira com a Síria, por este ter violado o seu espaço aéreo.

“Um avião Su-24 russo foi abatido porque violou o espaço aéreo turco, apesar dos avisos”, disse a presidência turca, citada pela agência noticiosa francesa AFP.

O  Sukhoi Su-24 russo terá sido abatido por um caça F-16 da força aérea turca.

Moscovo, no entanto, nega a violação de espaço aéreo. O ministério da Defesa russo indicou que o caça Suhkoi “manteve-se sempre e exclusivamente em espaço aéreo sírio”, o qual nunca deixou, e que “este é um incidente diplomático muito sério“.

Os pilotos do bombardeiro conseguiram ejetar-se do avião, segundo a Defesa russa, que desconhecia na altura o seu paradeiro.

Entretanto, segundo notícia avançada pela cadeia de televisão turca CNN-Turk, filial turca da CNN, um dos pilotos do caça-bombardeiro abatido foi capturado por rebeldes sírios.

O piloto foi capturado por rebeldes sírios turcomenos que combatem o regime de Bashar al-Assad nas montanhas próximas da fronteira da Turquia, junto à província de Hatay, no sul do país, acrescentou a mesma fonte.

Putin diz que abate de avião foi “facada nas costas” que terá consequências

O presidente russo, Vladimir Putin, afirmou hoje que o abate de um avião russo pela Turquia junto à fronteira com a Síria foi “uma facada nas costas” que vai ter “consequências sérias” nas relações entre os dois países.

“A perda de hoje foi uma facada nas costas que nos foi dada por cúmplices de terroristas”, disse Putin numa conferência de imprensa conjunta com o rei da Jordânia, Abdallah II.

“Não posso descrevê-lo de outra forma”, disse Putin.

“Naturalmente vamos analisar tudo o que se passou. E os eventos trágicos de hoje vão ter consequências sérias para as relações russo-turcas”, advertiu.

Putin assegurou que o SU-24 não ameaçava a Turquia e que sobrevoava território sírio, a quatro quilómetros da fronteira.

Reunião extraordinária da NATO sobre abate de avião russo pela Turquia

A NATO vai realizar hoje uma reunião extraordinária, a pedido da Turquia, sobre o abate de um avião russo na fronteira turco-síria, disse um responsável da Aliança Atlântica.

“A pedido da Turquia, o Conselho do Atlântico Norte vai realizar uma reunião extraordinária às 17:00 (16:00 TMG e Lisboa). O objetivo desta reunião extraordinária é a Turquia informar os aliados sobre o abate de um avião russo”, disse a fonte, citada por agências internacionais.

O Conselho do Atlântico Norte reúne os embaixadores dos 28 Estados membros da NATO.

O Ministério da Defesa russo disse não poder precisar as causas da queda do avião, mas assegurou que “o avião manteve-se sempre e exclusivamente em espaço aéreo sírio, como ficou registado nos radares”.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Os Turcos sentiram-se ameaçados pelo avião Russo, pois este andava a combater os jiahdistas que são amigos dos turcos desde sempre, é uma autêntica provocação á nação russa e pode haver consequências desagradáveis.

    • Se o avião foi abatido na Turquia como é que o piloto foi capturado na Síria? Por bem menos já se começaram guerras catastróficas. Assim como assim pode ser que partam isto tudo de uma vez. Zerar tudo e começar de novo!

      • exactamente 🙂

        para além do mais, a que acrescentar que a Turquia é um dos Países que recentemente Putin “desmascarou” como clientes do ISIS em petróleo.

        talvez a intenção fosse proteger algum fornecimento……

  2. Os turcos são uns mentirosos,eles protejem os grupos que combatem o Assad,quem está a ganhar com o negócio são eles,desde as ajudas que o ocidente está a dar por causa dos refugiados aos negócios do petróleo.Só um pequeno exemplo,os turcos tinham uma estátua do seu fundador o Kemal Atatürk,em território Sírio,que era protegida por uns 40/50 soldados turcos,nunca foi atacada,por nenhum grupo rebelde,quando a guerra em Kobani se intensificou o excercito turco(uns 400/500)foram lá buscar a estátua e a guarnição que a defendia. Por isso a Turquia que é um regime ditaturial disfarçado de democracia.

RESPONDER

Nós, Cidadãos! convida Aliança para coligação. Partido de Santana ainda está "a examinar"

O partido Nós, Cidadãos! desafiou a Aliança para uma coligação eleitoral “ao centro”, mas fonte oficial da força política liderada por Santana Lopes esclareceu que ainda está “a examinar”. O presidente do Nós, Cidadãos!, Mendo Castro Henriques, confirmou à …

Benfica desmente negociações com Atlético de Madrid por João Félix

O Benfica desmentiu, em nota divulgada esta segunda-feira, todas as notícias que dão conta de uma transferência iminente de João Félix para o Atlético de Madrid. João Félix tem feito capa em vários jornais espanhóis, que insistem …

Não havia tantos pré-avisos de greve desde o tempo da troika

Nas próximas semanas, são poucos os dias úteis que não têm pelo menos uma greve. Se o ritmo se mantiver, este será o ano da legislatura com mais pré-avisos. Dos hospitais aos tribunais, passando pelos transportes …

“Maré vermelha” interdita banhos em várias praias do Algarve

As praias entre a Ilha do Farol e Vilamoura, no Algarve, estão interditadas a banhos devido a uma concentração de uma alga marinha que pode ser perigosa para a saúde. As praias algarvias entre a Ilha …

Gulbenkian vende petrolífera Partex por 555 milhões de euros

A Fundação Gulbenkian assinou, esta segunda-feira, um acordo para a venda da Partex com a PTT Exploration and Production por 555 milhões de euros. Em comunicado hoje divulgado, a Fundação Gulbenkian informou que "a operação terá um …

Ex-diretor revela carta que desmente Berardo sobre créditos na CGD

O ex-diretor de grandes empresas da CGD afirmou que José Berardo enviou uma carta dirigida a Carlos Santos Ferreira, ex presidente do banco, a solicitar a abertura do crédito de 350 milhões de euros para …

Suecos burlaram multinacionais em 1,7 milhões de euros a partir de Setúbal

Um casal de suecos burlou várias empresas multinacionais com um esquema de roubo de emails praticado a partir de Setúbal. Estas empresas chegaram a transferir 1,7 milhões de euros até à detenção do casal. Michel M., …

Huawei admite quebra de receitas superior a 26 mil milhões de euros

O fundador da Huawei admitiu esta segunda-feira uma quebra de receitas em 30.000 milhões de dólares (26.760 milhões de euros), face à pressão de Washington, que acusa o grupo de telecomunicações de estar exposto à …

Relação agrava pena de subcomissário da PSP que agrediu adeptos do Benfica

O Tribunal da Relação de Guimarães agravou para três anos e meio a pena de prisão, suspensa na sua execução, de um subcomissário da PSP por agressão a dois adeptos do Benfica naquela cidade, em …

Indonésia devolve aos EUA cinco contentores com resíduos não declarados

A Indonésia devolveu cinco contentores de lixo aos Estados Unidos (EUA) por terem sido encontrados resíduos não declarados no seu interior, informaram esta segunda-feira fontes oficiais. O porta-voz do ministério do Meio Ambiente indonésio, Djati Witjaksono …