Visitante derruba estátua do séc. XVIII no Museu de Arte Antiga

Nuno Miguel Rodrigues / Facebook

-

Um visitante derrubou e danificou, este domingo, uma escultura do século XVIII de São Miguel Arcanjo que está exposta no Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA).

“O acidente ocorreu quando o visitante, estando a fotografar uma outra obra, recuou sem olhar, não parou apesar dos alertas do vigilante, e foi contra a peça que se encontrava em cima de um plinto”, explica o Ministério da Cultura.

Uma fotografia do acidente está a circular na Internet, onde se pode ver a escultura de São Miguel derrubada no chão e partida.

O pior dia para visitar o MNAA“, destacou no Facebook o visitante Nuno Miguel Rodrigues – que, mais tarde, retirou a fotografia desta rede social.

A situação já está a ser avaliada pelos técnicos de restauro e o diretor-adjunto do museu refere que foi “um acidente muito infeliz”.

A assessora do ministro da Cultura, Teresa Bizarro, adiantou que os danos provocados à estátua “são de fácil reparação”.

Teresa Bizarro assegurou ainda que este acidente “não tem nada a ver” com o alerta lançado, em setembro, pelo diretor do Museu Nacional de Arte Antiga, António Filipe Pimentel.

“São 64 pessoas para 82 salas abertas ao público. De certeza absoluta que um destes dias há uma calamidade no museu. Só pode, porque andamos a brincar ao património. Mas a esta altura todas as tutelas dispõem de toda a informação cabal do que vai acontecer, mas quando acontecer, abre os telejornais”, disse na altura António Filipe Pimentel, citado pela Lusa.

De acordo com o gabinete do Ministro da Cultura, após o derrube de estátua a disposição de peças no Museu de Arte Antiga vai ser reavaliada.

“Nos próximos dias, e após relatório da ocorrência, a Direção Geral do Património Cultural vai avaliar em detalhes os danos e a necessidade de alterar a musealização da exposição, que foi inaugurada este verão, por forma a prevenir acidentes”, destaca.

As entradas no MNAA são gratuitas no primeiro domingo de cada mês.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Se a assessora do ministro da Cultura, Teresa Bizarro, adiantou que os danos provocados à estátua “são de fácil reparação” fico não só muito mais descansado como acho que o visitante pode e deve dormir descansado! A foto mostra a estátua aos bocados, mas a senhora assessora sabe certamente o que diz! E se assim é, é partir vilanagem, porque não tem afinal grande importância!
    Também têm lá tantas estátuas, que mais uma menos uma ninguém dá por isso!
    Isto prova bem a incultura deste pais: primeiro fotografa-se, algo praticamente interdito em qualquer museu estrangeiro que se preze, depois a vigilância não conseguiu actuar a tempo, e finalmente dá-se o desastre que é minimizado por uma assessora do Ministro da Cultura! Palavras para quê?
    Com uma política cultural destas vamos longe…
    Partidos já todos estamos, pela “boa governabilidade” com que temos sido mimosiados nos últimos anos, e agora junta-se o S. Miguel Arcanjo a todos nós num gesto de solidariedade!
    Pobre país…

    • Também em Dezembro de 2002, quando roubaram as jóias da coroa portuguesa, estupidamente emprestadas para uma exposição de cacaracá na Holanda, não houve problema nenhum. Receberam o seguro, muito inferior ao valor real das jóias, e ficou tudo na paz de Deus…

  2. 100% de acordo com o comentário do Senhor Manoel de Ligne. Em qualquer País com Governantes decentes as Obras expostas estariam devidamente protegidas e tirar fotos nem pensar. Tanto o “derrubador” como o Director do Museu como a “cavalheira” que considera de «fácil reparação» uma estátua do séc. XVlll, deverão ser responsabilizados, e quem numa atitude BIZARRA acha que uma escultura vale tanto partida como inteira, deveria pagar para ocupar o lugar para o qual não tem preparação. Mau mesmo é que estes comportamentos, que incluem falta de seriedade, são fàcilmente encontrados em qualquer área Governamental de alguns anos a esta parte…

  3. Caros,

    As fotos são permitidas em qualquer museu. O que não é permitido é o flash pelos danos que pode causar às obras. Não percebo porque querem proibir as pessoas de fotografar uma visita a um museu.

    Em relação aos comentários da assessora, esperemos que se tenha informado antes de o fazer mas qualquer reparação extra e desnecessária a uma obra do MNAA é triste e não deveria ser minimizada.

    A disposição das obras e/ou os meios para as protegerem não é obviamente a correta se um visitante pode deitá-la abaixo com um encontrão. Se para isso é necessário contratar mais pessoas ou rever como estão expostas, não o sei.

    Se a reparação for possível e simples, como indicam, esperemos que sirva de aviso para cuidados extra a ter não só para acidentes mas também para eventuais tentativas de vandalismo ou roubo.

  4. Recentemente visitei Paris e foi-me permitido tirar fotografias a quase tudo. Não compreendo essa tentativa de impedir de tirar fotos em Portugal e Espanha. Porque não posso levar uma fotografia para estudo artístico (ou para mera recordação?)

    O que não deve ser permitido é atitudes imprudentes por parte dos utilizadores. E obviamente os museus também devem expor as obras de maneira que estejam seguras.

RESPONDER

Aeronave autónoma é uma alternativa acessível aos satélites (e já fez o seu primeiro voo)

A empresa Swift Engineering, em parceria com o Ames Research Center, da NASA, desenvolveu uma alternativa acessível aos satélites: uma aeronave autónoma de alta altitude e longa resistência. Já nasceu a alternativa acessível aos satélites: chama-se …

Reservas naturais chinesas salvaram os pandas da extinção (mas "esqueceram-se" dos leopardos)

Uma nova investigação revela que os esforços da China para salvar os pandas gigantes foram bem sucedidos, mas os mesmos falharam na proteção de outros animais que partilham o mesmo habitat, como é o caso …

Comunidade científica critica Trump por dizer que NASA estava "morta"

Na quarta-feira, o Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, afirmou no Twitter que "a NASA estava fechada e morta" até que o próprio fez com que voltasse a funcionar, afirmação que gerou consternação na …

É "bastante provável" que chegue à Europa uma Cybertruck de menores dimensões

É "bastante provável" que uma Cybertruck de menores dimensões venha a ser produzida e chegue depois ao mercado europeu, revelou Elon Musk, CEO da Tesla, empresa que produz estas pickups elétricas. Questionado na rede social …

Mais seis mortos e 131 novos casos em Portugal nas últimas 24 horas

Portugal regista hoje mais seis mortos e 131 novos casos de infeção por covid-19 em relação a sábado, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde. O número de pessoas internadas é de 366, mais nove …

"Erro" do Instagram favoreceu conteúdo de Trump face ao de Biden

Um "erro" da rede social Instagram favoreceu durante dois meses o conteúdo gerado pela campanha de reeleição do atual Presidente norte-americano, Donald Trump, quando comparado com as publicações de Joe Biden, candidato democrata que está …

Fotografia partilhada nas redes sociais levou à suspensão de alunos nos Estados Unidos

Pelo menos dois alunos da North Paulding High School, no estado da Georgia, dizem ter sido suspensos depois de terem partilhado nas redes sociais uma fotografia na qual é possível ver um corredor da escola repleto …

Estado de Nova Iorque com mais mortes por Covid-19 do que França ou Espanha

Os Estados Unidos registaram 1.252 mortos e 63.913 infetados com o novo coronavírus nas últimas 24 horas, segundo uma contagem independente da Universidade Johns Hopkins. Os últimos números de casos e óbitos registados devido a Covid-19 …

Turistas voltam a viajar, mas optam pelo low-cost

Mesmo num contexto de pandemia mundial o desejo de ir de férias continua vivo. Os turistas voltaram a procurar voos, contudo as opções recaem em percursos de curta distância e mais económicos. Ao longo dos últimos …

Ventura anuncia recandidatura ao Chega e só sai do parlamento quando “metade daquela esquerda" sair

André Ventura anunciou esta noite a recandidatura à liderança do Chega, numa cerimónia em Leiria em que disse que só vai sair do parlamento “quando metade daquela esquerda sair”. “Estamos a fazer uma revolução democrática e …