O turismo está a converter o Evereste no cemitério mais alto do mundo

As exigências físicas e mentais não estão a impedir que se difunda o turismo de altas altitudes e baixas temperaturas. Na semana passada, mais de 200 alpinistas subiram a montanha, quebrando um novo recorde.

Mas o ano passado também foi histórico: na primavera conseguiram coroar 802 pessoas. Apenas um dispensou oxigénio suplementar e cinco morreram. O recorde anterior (de 2013) confirma que é uma tendência. Naquele ano, 670 pessoas chegaram ao cume em todas as rotas e seis pessoas morreram.

“A evolução nos últimos 15 anos tem sido brutal”, conta Sebastián Álvaro à ABC. “Este ano há aproximadamente 400 pessoas. E ainda temos de ver as estatísticas da encosta norte, dos chineses”.

Para as autoridades nepalesas, a maioria das mortes – que já chegam às 10 – deveu-se a fraqueza, exaustão e atrasos em uma rota lotada, com filas de várias horas num passo estreito da encosta. Esta é a época mais popular do ano para escalar o Evereste devido às condições meteorológicas.

Dificuldades a oito mil metros de altitude não só é inconveniente, como se torna numa armadilha mortal para um corpo que atinge o limite, com as forças dizimadas. Alguns da expedição que ficou presa disse que o retorno ao acampamento base atrasou três horas.

“Espersr a temperaturas abaixo de zero, ventos fortes e sem oxigénio suficiente pode causar erros que acabam em quedas fatais e colapsos”, explica Ricardo Arregui, chefe de Neurocirurgia Clínica Maz.

Arregui sabe do que está a falar. Não há montanhista que tenha sofrido um congelamento que não conheça este especialista. Arregui também viu ao vivo o boom turístico da montanha mais alta do mundo. “Há 27 anos, não era a inundação de agora”.

O uso de garrafas de oxigénio domesticou a montanha. “Converte os oito mil metros nas montanhas mais fácil como se não excedesse os seis mil metros, mas quando se tem que esperar filas, há o risco de ficar sem oxigénio e pode ser letal”, diz Arregui. Nessa altura, o corpo tenta adaptar: aumenta a produção de células vermelhas do sangue para transportar melhor o pouco oxigénio que tem sangue e torna-se mais densa e viscosa, que aumenta tanto o risco de trombose”.

“O que estão a fazer no Evereste não tem nada a ver com montanhismo ou escalada, mas um negócio de várias agências que levam as pessoas com uma falsa promessa de segurança e de uma aventura”, diz o alpinista Sebastián Álvaro.

O Governo do Nepal não regula subidas e recebe quatro milhões de euros em autorizações, enquanto algumas empresas recebem em mês e meio mais de 20 milhões. “Eles sequestraram o Evereste”, diz, juntamente com outras montanhas dos Himalaias.

A superlotação também acontece porque as pessoas estão menos preparadas do que há algumas décadas, onde era habitual começar com as montanhas mais próximas e depois pelas mais difíceis. “Agora, as pessoas ignoram todo o período de aprendizagem”, critica Álvaro.

“Pessoas sem escrúpulos, dispostos a negociar com a vida dos outros, e as pessoas sem senso comum estão dispostos a acreditar”. A única coisa que é certa, diz o especialista, é que, no topo do Evereste, há 300 corpos “É o cemitério mais alto do mundo.”

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas já sabem como é que raro tipo sanguíneo ajuda a prevenir a malária

Um raro tipo sanguíneo, encontrado apenas em algumas partes da África Oriental, parece proporcionar uma resistência natural à malária. Cientistas pensam ter descoberto como é isto possível. Em 2017, depois de terem analisado milhares de genomas no …

"Nem mais um tostão". Rio defende nova auditoria ao Novo Banco (e vai votar a favor do projeto do BE)

O presidente do PSD sugeriu que seja realizada uma auditoria ao Novo Banco por uma instituição pública como o Tribunal de Contas (TdC) e disse estar disponível para aprovar a proposta de comissão de inquérito …

O propósito do sono muda repentinamente quando somos crianças

Uma equipa de investigadores identificou uma mudança repentina no propósito pelo qual precisamos de dormir. A alteração foi verificada, na mesma altura, em animais. A razão pela qual precisamos de dormir pode variar de acordo com …

“Desrespeito e mentira”. Rui Moreira ameaça levar UEFA a tribunal após cancelamento da Supertaça europeia

O presidente da Câmara do Porto ameaçou recorrer à justiça para reclamar os prejuízos causados pela decisão da UEFA de não realizar a final da Supertaça europeia de futebol na cidade, acusando aquela instituição de …

Eis os quatro mundos mais promissores de albergar vida alienígena

Marte, Europa, Encélado e Titã são, de acordo com as descobertas científicas, os mundos mais promissores de albergar vida alienígena. A biosfera da Terra contém todos os ingredientes conhecidos necessários para a vida como a conhecemos. …

O Ciclo Solar 25 vai afetar a vida na Terra (e a NASA explica como)

A cada 11 anos, o Sol inicia um novo ciclo solar, marcado por períodos de violentas erupções e explosões magnéticas. Em dezembro de 2019, teve início um novo ciclo solar. Na semana passada, a NASA e …

Criada para prevenir a guerra, a ONU enfrenta um mundo profundamente polarizado

Criada após a Segunda Guerra Mundial para evitar novos conflitos, a Organização das Nações Unidas (ONU) comemora esta segunda-feira o 75.º aniversário, num mundo polarizado que enfrenta uma pandemia, conflitos regionais, uma economia em declínio …

Mulher cai de carro em movimento enquanto grava vídeo para o Snapchat

Uma mulher, que ocupava o lugar do passageiro de um carro em movimento, caiu numa auto-estrada enquanto filmava um vídeo para a rede social Snapchat, no Reino Unido. Segundo a CNN, a mulher estava pendurada na …

Nos Estados Unidos, a venda de discos em vinil ultrapassou a de CD pela primeira vez desde 1986

Pela primeira vez desde 1986, as vendas de discos de vinil ultrapassaram as vendas de CD nos Estados Unidos em 2020. Os números foram apresentados na semana passada pela Associação Americana da Indústria de Gravação, …

Mourinho espera ganhar sem jogar

Tottenham iria defrontar o Leyton Orient mas também no Reino Unido há jogos de futebol em causa por causa do coronavírus. O encontro entre Leyton Orient e Tottenham, relativo à terceira eliminatória da Taça da Liga …