Turco pontapeou mulher por usar calções curtos (e foi ilibado)

Turco ilibado depois de agredir mulher

Um tribunal da Turquia ilibou um homem que assumiu ter dado um pontapé na cara de uma mulher por esta usar uns calções demasiado curtos, considerando que não está em causa qualquer crime.

Este homem, um segurança privado de 35 anos, foi detido no passado sábado, depois de ter agredido uma enfermeira de 23 anos no rosto, num autocarro, em Istambul.

“Quem usa calções deve morrer”, terá gritado o agressor durante o incidente, cita o Daily Mail, com base em informações da agência privada de notícias turca Dogan.

Os média turcos divulgaram imagens que comprovam a agressão do homem e este confessou em tribunal ter pontapeado a mulher.

Mas, apesar disso, foi libertado com o tribunal a considerar que não ocorreu qualquer crime.

Os calções que ela estava a usar não são apropriados, foi por isso que fiquei zangado e fiz o que fiz”, terá dito o homem às autoridades, realça a Dogan, citada pelo jornal inglês.

A jovem enfermeira falou com a comunicação social turca, apresentando lesões no rosto, na zona do queixo, em consequência da agressão e também revelou que foi defendida por três homens que se encontravam no autocarro e que impediram que as mazelas fossem mais graves.

Nas redes sociais, vários utilizadores já vieram manifestar a revolta contra a decisão do tribunal turco e contra o ataque em si, numa altura em que os movimentos de mulheres da Turquia vêm apelando à defesa dos seus direitos e liberdades.

Entretanto, foram também divulgadas imagens que mostram a enfermeira agredida a chorar de forma desesperada, depois de ter ficado a conhecer a decisão do tribunal.

ZAP

PARTILHAR

11 COMENTÁRIOS

  1. É de facto uma decisão absurda, mas falemos de refugiados.

    É “interessante” reparar que temos no planeta em que vivemos, sociedades em diferentes fases de evolução tecnológica e social. Ter em casa água canalizada e viver num país onde as mulheres podem votar e vestir-se livremente, são realidades adquiridas para os portugueses. No entanto, existem muitos locais no planeta onde a vida é bem diferente.

    Mas é curioso estar à frente na evolução. É como se fossemos capazes de adivinhar o futuro. Nós sabemos qual o caminho certo. A terra gira à volta do sol e já nada no s fará jamais pensar o contrário. É inconcebível para nós portugueses, que uma mulher não tenha os mesmos direitos que um homem, e partilhar o mesmo “espaço” com mentes que ainda não atingiram esse esclarecimento é uma sensação bizarra.

    Um caso semelhante é o da religião. O nosso conhecimento do mundo físico evoluiu significativamente nos últimos 2000 anos, tal que já não precisamos acreditar que existem forças místicas de deuses, a controlar quem morre e quem vive. São bactérias, são vírus, a uva passa a vinho e a água é H2O. No entanto, continuamos a partilhar o mesmo “espaço” com mentes que ainda não atingiram esse esclarecimento, que juntam as mãos e rezam avé marias. Bem que podiam rezar abracadabras que o efeito seria o mesmo.

    Mais relevante e atual será o facto de que existe uma crise de refugiados. Seres humanos que fazem parte dessas sociedades que vivem no passado. Por um lado são vítimas de violência, pobreza, descriminação e precisam da nossa ajuda, mas por outro lado são mentes que partilham o conhecimento, os valores e moral, dessas sociedades que ainda não atingiram o avanço social que temos nos países desenvolvidos da Europa.

    Para concluir deixo-vos esta questão:

    Será que 1000 cidadãos que gostam e aceitam calções curtinhos podem co-existir com 1000 cidadãos, que tal como este criminoso, pretendem usar a violência para banir os calções?

  2. o juiz também devia de levar era com bico nas trombas para ver se era não crime.
    possivelmente terá dito inocente devido á sua rica religião…

  3. Este também deve ser alérgico a mulheres, por cá como somos mais evoluídos esses viram paneleiros mudam de gosto e ao mesmo tempo e por agora não entram em conflito com elas pelo menos enquanto a concorrência permanecer suficiente.

  4. Turquia um país candidato à UE. Com este tipo de Justiça a ser aplicada pelos Juízes não sei se quem devia ser condenado era o Juiz ou a besta. A besta é BESTA o juiz deixa muito a desejar sobre o que é a vida humana. Ás tantas são as duas personagens as BESTAS.
    Turquia ( talvez escrito com letra minúscula (turquia )um país que deixa as pessoas sérias e que acreditam na justiça dos homens a pensar se vale a pena aceitar uma porcaria destas como país.

  5. E é esta merda de País e de gente como esta que quer entrar na UE? Nunca, vao todos para o deserto vender areia, ou entao para junto da amiga Merkel.

RESPONDER

Encontrados medicamentos ilegais em suplementos para o cérebro

Cientistas encontraram medicamentos ilegais, não aprovados nos Estados Unidos, em suplementos que alegadamente melhoram o desempenho cognitivo. Clareza mental, criatividade aprimorada e uma memória extremamente nítida são algumas das promessas feitas a quem compra suplementos de …

Voluntários oferecem-se para cumprir pena de jovem acusado de blasfémia

Num ato de solidariedade, 120 voluntários pediram para cumprir a pena de um jovem nigeriano condenado a 12 anos de prisão por blasfémia. Entre os voluntários está o diretor do Memorial de Auschwitz. Ao todo, 120 …

ADN ajuda a identificar assassino em série num dos mais infames casos da Austrália

Uma amostra de ADN ajudou a justiça australiana a considerar um homem como culpado pelo assassinato de duas mulheres na década de 1990, encerrando um caso que permaneceu sem solução durante quase 25 anos. Durante quase …

Mais 665 casos e nove mortes por covid-19 em Portugal

Portugal regista, este domingo, mais 665 novos casos positivos e nove mortes por covid-19, segundo boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Assim, desde o início da pandemia, Portugal conta com 73.604 infetados e 1.953 …

De guerreiros a anciões. Grupo étnico no Quénia faz cerimónia única de "transformação"

Milhares de homens Maasai vestidos com xales vermelhos e roxos e com as suas cabeças revestidas de ocre vermelho reuniram-se esta semana para uma cerimónia que os transforma de Moran (guerreiros) em Mzee (anciãos). De acordo …

Há 60 anos, Richard Nixon tricou uma sanduíche (e este homem guardou-a desde então)

Há 60 anos, o então vice-Presidente dos Estados Unidos, Richard Nixon, trincou uma sanduíche - e Steve Jenne, um homem que vive em Illinois, guardou-a os restos desde então. De acordo com o The New York …

Coreia do Norte adverte Sul para não procurar nas suas águas oficial assassinado

A Coreia do Norte pediu hoje à Marinha sul-coreana que deixe de entrar nas suas águas territoriais, numa altura em que Seul procura recuperar o corpo de um oficial sul-coreano morto a tiro no mar …

"Um abandonar dos utentes". Centros de saúde atiram pacientes para farmácias e privados

Sem resposta nos centros de saúde, vários utentes vêm-se obrigados a recorrer ao setor privado e a farmácias. A Entidade Reguladora de Saúde já recebeu várias reclamações. Face à pandemia de covid-19, os centros de saúde …

Polícia treinou uma cadela para farejar provas eletrónicas

No Minnesota, Estados Unidos, a polícia treinou uma cadela para farejar dispositivos eletrónicos. Sota já ajudou a encontrar provas em dez crimes. A polícia estatal do Minnesota treinou uma cadela labrador britânica para farejar dispositivos eletrónicos, …

Trabalhistas lideram primeira sondagem desde que Boris chegou ao poder

O partido do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, situa-se hoje, pela primeira vez desde que chegou ao poder, atrás da oposição trabalhista nas intensões de voto, o que estará relacionado com a gestão da crise pandémica, …