Turco que se defendeu com faca de kebab já pode voltar a Portugal

O cidadão turco que se defendeu de um grupo de jovens durante desacatos no Cais do Sodré, recorrendo a uma faca de kebab, esteve cerca de três meses sem conseguir voltar a Portugal, onde é dono de um restaurante, por falta de visto.

Correio da Manhã noticiou, nesta terça-feira, 15 de Novembro, que os “serviços diplomáticos em Ancara recusam há três meses emissão de visto para Mustafa Kartal”.

Mas o imbróglio já foi, entretanto, resolvido pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), segundo avança a agência Lusa, através da concessão de uma autorização de residência que lhe permite obter o visto.

O cidadão turco que foi atacado por um grupo de jovens, na manhã do dia 25 de Abril deste ano, à porta do restaurante de que é proprietário, o Palácio do Kebab, em Lisboa.

O proprietário defendeu-se com uma faca de kebab, uma situação que foi amplamente divulgada com imagens do incidente na comunicação social e nas redes sociais.

Mustafa Kartal conta ao CM que viajou para a Turquia em Julho para visitar a família, e que desde Agosto que tenta regressar a Lisboa sem conseguir.

“Pedem-me um documento, eu entrego e depois dizem-me para esperar. Depois pedem-me outro papel qualquer e a situação repete-se”, queixa-se Kartal, notando que vai à Embaixada Portuguesa todos os dias.

O homem, que estava em Portugal há cerca de quatro anos, garante que tem “tudo legal, os impostos em dia, Segurança Social paga”.

Mas segundo fonte do gabinete do secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, Mustafa Kartal estava em situação ilegal em Portugal.

ZAP

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Pois caro Mustafa, lembre-se que Portugal não é um pa~is civilizado como muitos outros. Os nossos juizes são incorrectos e negativos na apreciação destes casos e muito em particular pelos casos de que vou tendo conhecimento, as Senhoras Juizas ainda são mais rascas na sua apreciação de casos de assaltos em que o assaltado passa a ser vitima, Temos o caso recente do agente da GNR que em serviço baleou aquela criança que o pai levava e instruia a fazer assaltos e teve de pagar €50.000, por nos estar a defender dessa e doutra escumalha. Parece que os nossos juizos têm medo da retaliação dessa gentalha imunda e perigosa. Como dizia um outro comentador, esses bêbados e que tentaram assaltar o homem, ainda devem estar a rir-se disto tudo. Neste caso louvo a policia amaericana que dispara primeiro e pergunta depois. Posso assegurar que no caso de assalto com evidente grevidade, toda a gente tem que ter a possibilidade de se defender e quando apurados os factos nem sequer ser indiciado por, como dizem muitos juizes, haver desproporcionalidade de m,eios. Valha-nos DEus e viva a 2ª. emenda da constituição americada onde reza preto no branco que todos temos direito à nossa defesa. Bem neste caso os amreicanos porque os portugueses têm de continuar a sofer. Este assunto deveria ser levado muito a sério por muitos governantes mas temos a governar-nos o que temos.

  2. Aqui se vê que o SEF trabalha muito mal. A pelintragem pode toda cá ficar, agora pessoas instruídas e civilizadas e que ainda por cima dão emprego e fazem crescer a economia portuguesa como o senhor Mustafá, esses já não podem. Que país este…dá-me cá uma agonia!

  3. Este senhor que pelos vistos veio para cá para trabalhar e até dar emprego a alguém e que deu ao país um belo exemplo de como se deve defender a sua propriedade pondo até em risco a sua integridade física tem tido problemas no regresso ao país, possivelmente qualquer um daquelas inutilidades humanas que o tentaram assaltar e mal tratar nas mesmas condições nem lhe seria posto qualquer entrave, é ver aí como os argelinos entram de aeroporto a dentro e se escapam às malhas da polícia sem deixar rasto.

  4. No meio disto tudo, (e vou já salvaguardar-me dizendo que tou do lado do homem, não vá algum PARVALHÃO chamar-me já de ‘xenófobo’), só acho ‘piada’ como é que um emigrante que, nem sequer tinha autorização de residência em Portugal, ao fim de quatro anos já consegue abrir um restaurante, sendo oriundo, aliás, de um país que nem sequer pertence á UE??!!??? Em Andorra, p. ex. só ao fim de 7 a 10 anos de residência e trabalho manifesto (e legal) se consegue estabelecer por conta própria.
    E a dificuldade k se apresenta, da mesma forma, em alguns países da UE em relação a emigrantes portugueses… Afinal, Portugal é mesmo um ganda país. Mas há PARVALHÕES que dizem que não…

RESPONDER

André Ventura - Chega

Autárquicas serão "início do fim do reinado" de Costa. Em Moura, Ventura é apelidado de "fascista"

Esta sexta-feira à noite, em Moura, um grupo de pessoas juntou-se perto do comício de André Ventura, em protesto, apelidando o líder do Chega de "fascista". O líder do Chega, André Ventura, apresentava esta sexta-feira os …

Incêndios na Turquia chegam a zonas turísticas. Há suspeitas de mão criminosa

Os devastadores incêndios que se estão a fazer sentir na zona sul da costa da Turquia já fizeram pelo menos quatro mortes. Depois das ondas de calor mortais nas Américas, inundações na Europa e China e …

Sonae vende 24,99% da empresa que detém o Continente por 528 milhões de euros

O grupo Sonae acordou vender uma participação de 24,99% na Sonae MC, a proprietária dos supermercados Continente, por 528 milhões de euros, informou em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM). A alienação de …

Supertaça. Sporting e Sp. Braga defrontam-se 39 anos depois (e adeptos regressam aos estádios)

Sporting e Sp. Braga lutam este sábado pelo primeiro título da época (e os adeptos já vão estar na bancada). O encontro da 43.ª edição da supertaça Cândido de Oliveira está marcado para este sábado, …

Vacinação de crianças divide peritos. Mas sem a inoculação dos mais novos a imunidade pode não chegar

Na sexta-feira, a Direção-Geral de Saúde anunciou que recomenda que a vacinação contra a covid-19 de jovens dos 12 aos 15 anos com comorbilidades. No entanto, o tema está a gerar controvérsia e divide opiniões …

Governo com margem política para abdicar de 15% do Novo Banco

Em 2022, o Governo tem margem política para abdicar do direito de entrar como acionista no Novo Banco (NB), inicial­mente com uma participação de mais de 2%, mas que pode subir a 15%. Para já, nem …

Tóquio2020. Biles renuncia também às finais de salto e barras assimétricas

A ginasta norte-americana Simone Biles, que renunciou à final do concurso geral individual dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, também não vai participar das finais de domingo de salto e barras assimétricas, informou esta sexta-feira a Federação …

Governo não pediu parecer à CNPD sobre as "bodycams" em polícias. Método vai "aumentar a transparência"

A proposta da nova lei da videovigilância, que vai permitir que os polícias passem a usar câmaras nos uniformes, já foi aprovada em Conselho de Ministros, mas ainda não chegou ao Parlamento. Também não foi …

Marcelo reuniu com Lula, mas não revela o teor da conversa. Presidente diz que visita é apenas de cariz cultural

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse sexta-feira à chegada a São Paulo que a cultura tem um "papel fundamental" na convergência entre Portugal e o Brasil, rejeitando que a agenda alargada de …

PSP abre processos disciplinares por uso indevido de farda em manifestação

A PSP abriu processos disciplinares, por uso indevido e incorreto do uniforme, a agentes que participaram em 21 de junho, em Lisboa, numa manifestação organizada pelo Movimento Zero, confirmou esta sexta-feira à Lusa o porta-voz, …