Trump deixa em “suspense” se vai aceitar resultado das eleições

Saul Loeb / EPA

-

O candidato republicano à Casa Branca afirmou no debate desta quarta-feira que só na altura é que vai decidir se aceita o resultado das eleições.

No terceiro e último debate entre os candidatos à Presidência dos Estados Unidos, Donald Trump decidiu optar pelo “suspense”.

Questionado pelo moderador se vai aceitar, ou não, o resultado das eleições de 8 de novembro, o candidato republicano respondeu assim: “Vou ver isso na altura. Vou manter-vos em suspense”.

O magnata voltou a atacar Hillary Clinton, considerando que as eleições estão a ser manipuladas a seu favor, o que levou a rival democrata a acusá-lo de “denegrir” a democracia do país.

“Os media são tão corruptos, tão desonestos (…) que envenenaram as cabeças dos eleitores. Sabemos que há milhões de pessoas registadas para votar que não estão autorizadas a votar”, acusou.

“Ele está a denegrir e a deitar abaixo a nossa democracia. Estou chocada com o facto de alguém, que está nomeado por um dos dois maiores partidos, ter esta postura”, atacou Clinton.

Como já vem a ser habitual, o debate desta quarta-feira foi novamente azedo, com os candidatos a nem sequer aceitarem dar um aperto de mão antes ou depois.

Foram vários os temas abordados no debate, desde os impostos, a alteração da Segunda Emenda, a legalização do aborto e a defesa pela comunidade LGBT ou pelos imigrantes.

Em todos foram visíveis as diferenças entre os dois candidatos. Por exemplo, em relação à lei que permite o porte de armas aos americanos, Trump acusou Clinton de querer acabar com esse direito.

A adversária garantiu que defende a Segunda Emenda mas que, no entanto, “é preciso mais regulação”, recordando o sem número de pessoas que morre por crimes com armas de fogo.

Em relação ao aborto, Hillary também defendeu que “o Governo não tem de se meter nas decisões que as mulheres tomam” e prometeu um maior envolvimento com a comunidade LGBT.

Relativamente a um dos temas mais polémicos desta corrida à Casa Branca, a imigração, Trump voltou a reafirmar que é preciso um “muro” para travar os “maus hombres” que chegam ao país.

E ainda houve tempo para Clinton afirmar que Trump é uma “marioneta” do Presidente russo, Vladimir Putin, que tenta interferir nas eleições norte-americanas.

Segundo a habitual sondagem da CNN, a candidata democrata ganhou o debate com uma margem de 13 pontos percentuais, a menor dos três frente-a-frente realizados.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Só no dia das eleições vai decidir se “aceita os resultados das eleições”? Que cómico. A primeira conclusão que tiro é que este individuo não tem noção do conceito de “Democracia”. A segunda é que ele está mesmo convencido que é o “maior lá sitio”, comportamentos que me leva a pensar que o homem tem alguma patologia psiquiatrica. É claramente um Narcisista (patologia que leva o doente a concluir que é o ” centro do mundo “, um “egocentrismo exarcebado”. A terceira é que este individuo se ganhasse as eleições, seria um perigo para o Mundo.

    Tudo o que referi antes não invalida que também tenha algumas duvidas sobre a concorrente Clinton. Só o facto dela estar ligada aos mafiosos do Banco Goldman Sachs, já me deixa desconfiado sobre a seriedade dela.

RESPONDER

Boris quer destronar Thatcher com mais uma década no poder

Há quem acredite que o atual primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, quer bater o recorde de Margaret Thatcher, que exerceu o cargo de 1979 a 1990. Um membro do Governo britânico terá dito ao The Times que …

Itália passa a exigir certificado verde a todos os trabalhadores

Medida é das mais restritivas atualmente em vigor no mundo inteiro, já que todos os regimes de obrigatoriedade que vigoram atualmente aplicam-se sobretudo a profissionais do setor da saúde. A partir de 15 de outubro, itália …

Com receio de que violência negacionista possa escalar, PSP reforça segurança pessoal de políticos

As forças de segurança temem que a violência negacionista aumente e o movimento atraia pessoas desequilibradas. No passado sábado, vários negacionistas, reunidos em mais uma manifestação, desta vez com o mote “Pelas nossas crianças – Rumo …

Promessa eleitoral de Costa em Coimbra arranca um aviso da CNE. Rio ficou "chocado"

António Costa tem estado activo na campanha eleitoral, ao lado dos candidatos do PS às autárquicas, e até sacou da cartola uma maternidade em Coimbra. Uma promessa que deixou Rui Rio "chocado" e que leva …

O voto que dá que falar. "Não há um centímetro quadrado de Portugal que seja indigno" do Constitucional

Três juízes do Tribunal Constitucional contestaram o parecer dos seus pares que considera "desprestigiante" a mudança deste órgão de Lisboa para Coimbra, mas é o voto contra de Mariana Canotilho que dá que falar, uma …

T-shirt reduz efeitos da menopausa

T-shirt portuguesa reduz sintomas da menopausa e ajuda quem tem cancro (e já está à venda)

A investigadora da Universidade do Minho (UM) Filipa Fernandes criou uma t-shirt que atenua os efeitos da menopausa e melhora a qualidade de vida de pacientes com cancro, graças a um tecido com um revestimento …

Estrela Vermelha 2-1 Braga | Guerreiros com mira desalinhada

Inglório. O Sporting de Braga foi a Belgrado perder com o Crvena Zvezda, ou Estrela Vermelha, por 2-1, na primeira jornada do Grupo F da Liga Europa. Os minhotos tiveram mais bola, criaram diversos lances de …

Após "humilhação" frente ao Ajax, Sporting abre caça a novo reforço

O Sporting tem apenas quatro jogadores para a posição de defesa-central. Rúben Amorim vai ter de esperar pelo mercado de inverno para trazer um reforço. As opções para o trio de centrais do Sporting são escassas. …

"Tempestade perfeita" ajuda a explicar "descontrole" nos preços da luz (mas as eléctricas deixam uma promessa)

Os preços da electricidade no mercado de energia atingiram, neste mês de Setembro, um valor recorde e estão "completamente descontrolados" numa altura em que se formou o que os especialistas dizem ser uma "tempestade perfeita". …

Bolsonaro garante que irá à Assembleia Geral da ONU mesmo sem estar vacinado

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, que recusa vacinar-se contra a covid-19, afirmou que participará ainda assim na Assembleia Geral da ONU, na próxima semana, em Nova Iorque, onde deverá ser exigido um certificado de vacinação. "Estarei …