Trump impede (temporariamente) a separação de famílias migrantes

O Presidente dos EUA assinou, na quarta-feira, uma Ordem Executiva que permite resolver temporariamente o problema das famílias migrantes, que foram separadas dos filhos na fronteira com o México. No entanto, ressalvou que a política de migração é para continuar. 

A medida da “Tolerância Zero” à entrada de pessoas no país sem autorização legal foi instituída no início deste ano e, desde então, causou fortes críticas por todo o mundo.

Não gostaria de ver famílias separadas“, disse o Presidente dos Estados Unidos depois de assinar o documento, de acordo com a Euronews.

A ordem executiva em causa impede a separação de pais e filhos, permitindo que sejam mantidos juntos em centros de detenção após terem tentado entrar ilegalmente no país. No entanto, não ficou claro por quanto tempo as crianças poderão ficar presas.

“Trata-se de manter as famílias juntas, ao mesmo tempo que mantemos uma lei forte,” continuou o presidente dos EUA, recordando também que a Ordem Executiva assinada não significa o fim da política de Tolerância Zero.

“Queremos manter as famílias juntas, é algo muito importante. Mas temos que ser duros se queremos defender o nosso país de certas pessoas, do crime e de todas estas coisas que não queremos que existam aqui”, argumentou.

Numa reunião com senadores na Casa Branca, Trump antecipou a sua decisão e afirmou que a ordem será “algo preventivo até certo ponto”, notando ainda que o Congresso acabará por aprovar uma legislação sobre o tema, segundo o Deutsche Welle.

A medida, que desde de logo se mostrou impopular mesmo no seio do Partido Republicano, já separou cerca de duas mil crianças que foram retiradas às famílias desde que foi implementada. Vários setores da sociedade americana se mostraram contra, desde congregações cristãs até figuras públicas, atores e apresentadores de televisão.

Os menores estavam colocados em celas, que podiam ter 20 ou mais crianças, com garrafas de água, pacotes de batatas fritas e grandes folhas de papel utilizadas como cobertores. Foram ainda registadas gravações com as crianças a chorar, pedindo para voltar para junto dos seus pais.

O controlo da migração foi uma das bandeiras mais fortes da campanha de Donald Trump, pelo Partido Republicano.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Se as pessoas são “todas iguais” porque é que nos países dominados por latinos e africanos é só crime fome e miséria? Porque é que o México, por exemplo, não é tão rico como os EUA? Na África e nos países sul-americanos só sabem fazer filhos para mandar para a Europa e para os EUA.

RESPONDER

Setenta anos depois, teste de ADN reúne mãe e filha pela primeira vez

Genevieve achava que a sua bebé recém-nascida tinha morrido no parto. Mas não: foi adotada por uma família da Califórnia que lhe mentiu sobre as origens. Agora conheceram-se graças a um teste de ADN. Quase 70 …

Arcebispos de Barcelona ajudaram padre acusado de abusos a fugir à polícia

O padre Senabre, acusado de ter abusado de um menor de 13 anos, esteve desaparecido por mais de 25 anos. Foi agora encontrado no Equador e o seu caso está a ser investigado pelo Vaticano …

Problemas de direitos humanos persistem em Portugal apesar dos progressos

O mais recente relatório da Amnistia Internacional sobre direitos humanos indica que em Portugal “ainda persistem” desigualdades no acesso a habitação condigna, e diferentes formas de discriminação de pessoas e comunidades mais vulneráveis. O documento divulgado …

Theresa May adia votação do Brexit

A primeira-ministra britânica, Theresa May, confirmou, esta segunda-feira à tarde, perante o parlamento britânico, que será adiada a votação do acordo do Brexit agendada para esta terça-feira, dia 11. A decisão da primeira-ministra britânica procura evitar …

"Lobisomem da Sibéria". Maior assassino em série da Rússia era polícia e matou 78 mulheres

Um ex-polícia russo, já condenado a prisão perpétua pela morte de 22 mulheres, foi sentenciado esta segunda-feira na Sibéria por mais 56 homicídios, o que o torna no maior assassino em série da história recente …

Mais de 20 comboios vão ser suprimidos no Natal e Ano Novo

Mais de duas dezenas de ligações ferroviárias, entre Intercidades e Alfa-Pendulares, serão suprimidas nos dias 24, 25 e 31 de dezembro e 1 de janeiro de 2019, à semelhança de anos anteriores, devido à fraca …

Catalães devem seguir a via eslovena e estar "dispostos a tudo" para alcançar independência

Quim Torra disse este sábado que os catalães devem seguir o exemplo do processo de independência da Eslovénia e estar "dispostos a tudo". O presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, disse este sábado que …

"Injustiça fiscal." Governo rejeita alterar IRS para salários de anos anteriores

O Governo recusou aceitar uma recomendação da Provedora de Justiça que pedia ao Executivo para atualizar o regime de IRS para rendimentos relativos a anos anteriores. No início de outubro, a Provedora da Justiça escreveu a …

Oito anos depois, pensionistas recebem subsídio de Natal por inteiro

Oito anos depois, os pensionistas recebem esta segunda-feira o subsídio de Natal por inteiro, sem cortes e no mês de dezembro. A maioria dos pensionistas da Segurança Social começa esta segunda-feira a receber a pensão de …

Carlos Ghosn, ex-presidente da Renault-Nissan, acusado por ocultar rendimentos

O Ministério Público japonês acusou oficialmente o ex-presidente da Nissan de ocultar rendimentos da empresa durante um período de cinco anos. De acordo com a agência Kyodo e o canal público NHK, o Ministério Público responsabiliza …