Trump deu orçamento ilimitado à NASA para ir a Marte até ao fim do primeiro mandato

Donald Trump deu orçamento ilimitado à NASA se a agência espacial conseguir colocar alguém em Marte até ao fim do mandato do presidente norte-americano.

A história foi avançada no livro “Team of Vipers”, escrita por Cliff Sims, um dos responsáveis pela comunicação de Donald Trump durante a campanha presidencial dele, e noticiada pelo Intelligencer.

Segundo Sims, Trump ficou insatisfeito quando Robert Lightfoot Jr, ex-administrador interino da NASA, lhe explicou que não seria possível enviar uma missão tripulada a Marte antes de 2030.

Mas e se eu lhe desse todo o dinheiro que poderias precisar para o fazer? E se levássemos o orçamento da NASA ao rubro, mas nos focássemos inteiramente nisso, em vez de fazer o que quer que se esteja a fazer agora? Já dava?”, perguntou o presidente americano. O administrador disse que não. Trump ficou “visivelmente desapontado”.

O episódio aconteceu a 24 de abril de 2017, poucos antes de Trump conversar publicamente e por videochamada com a astronauta e bioquímica Peggy Whitson, que nesse dia se tinha tornado na norte-americana que mais tempo passou no espaço. Ao lado dele estava a filha, Ivanka Trump, e a astronauta Kate Rubins.

Antes da chamada ficar online, Donald Trump conversou em privado com Peggy Whitson e perguntou-lhe: “Diga-me, Marte: o que antecipa em termos de timing para realmente enviar seres humanos para lá?”. Peggy Whitson respondeu: “Bem, eu acho que segundo a lei, seria na década de 2030. Infelizmente, os voos espaciais exigem muito tempo e dinheiro, por isso, para chegar lá, é necessária alguma cooperação internacional”.

A resposta não agradou ao presidente norte-americano, que admitiu querer ver um norte-americano em Marte enquanto está na Casa Branca.

“Bem, acho que queremos fazer isso no meu primeiro mandato ou, na pior das hipóteses, no meu segundo mandato. Vamos ter que acelerar um pouco”, admitiu Donald Trump. “Nós já não conquistamos a imaginação das pessoas. Nós costumávamos fazer coisas grandes, coisas incríveis. Ninguém podia fazer as coisas que nós fazíamos. Temos de inspirar as pessoas”.

“Quais são os nossos planos para Marte?”, perguntou Trump ao então administrador interino da NASA. Robert Lightfoot Jr. respondeu que se ia enviar um rover para o Planeta Vermelho durante os anos 20 e só nos anos 30 é que se agendaria uma missão tripulada ao planeta vizinho.

“Mas há alguma maneira de fazer isso até o final do meu primeiro mandato?”, insistiu o presidente americano. O administrador não disse que não diretamente, mas alertou que havia muitas implicações logísticas

Foi assim que surgiu a proposta de Trump: usar todo o dinheiro de que precisasse, sem qualquer limite orçamental, desde que colocasse uma pessoa em Marte até ao fim do primeiro mandato do presidente, que termina a 20 de janeiro de 2021 – embora possa ser reeleito para um segundo mandato.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

É a quantidade de alimento que determina quem se torna a abelha-rainha

Um novo estudo sugere que é a quantidade de alimento, e não a sua qualidade, como se pensava até agora, que determina quem se torna a abelha-rainha. Quais são os fatores que determinam qual é a …

Em Miami e Nova Iorque, os polícias ajoelharam-se por George Floyd

Em Miami e em Nova Iorque, alguns agentes da autoridade juntaram-se aos manifestantes por breves momentos, para mostrar o seu respeito pela memória de George Floyd. Nos Estados Unidos, os protestos pela morte de George Floyd …

A Nova Zelândia está em cima de uma enorme bolha de lava

A Nova Zelândia situa-se no topo dos restos de uma pluma vulcânica gigante. Este processo é o responsável pela atividade vulcânica e desempenha um papel fundamental no funcionamento do nosso planeta. Nos anos 70, vários cientistas …

Petição busca estatuto de vítima para crianças em contexto de violência doméstica

Uma petição lançada na sexta-feria que reivindica a criação do estatuto de vítima para as crianças que vivem em contexto familiar de violência doméstica já foi assinada por mais de 1300 pessoas, entre elas personalidades …

Assimétrica e flutuante. A primeira casa impressa em 3D na República Checa vai "nascer" em 48 horas

A primeira casa impressa em 3D na República Checa vai estar pronta no próximo mês para demonstrar a velocidade e a eficácia de uma técnica de construção que será sete vezes mais rápida e terá …

Anonymous garantem que princesa Diana foi assassinada para abafar caso Epstein

O movimento internacional de ciberativistas Anonymous - ou alguém que alega operar em seu nome - garante que a princesa Diana, que morreu num acidente de viação em agosto de 1997, foi, na verdade, assassinada …

Empresa de mineração pede desculpa por destruir cavernas sagradas aborígenes

A empresa mineira Rio Tinto admitiu que destruiu as cavernas pré-históricas que eram locais de culto para os aborígenes australianos e pediu desculpa. As cavernas de pedra Juukan Gorge 1 e 2 – dois locais de …

Itália exige "respeito": vai abrir fronteiras, mas excluir países que impõem restrições a italianos

Apesar de acredita "no espírito europeu", o ministro dos Negócios Estrangeiros italiano sublinhou que o país está pronto "para fechar as fronteiras" àqueles que não o respeitem. A Itália vai abrir as suas fronteiras internacionais a …

As Forças Armadas sul-africanas não estavam preparadas para um inimigo invisível

A Força de Defesa Nacional da África do Sul não está preparada para combater uma pandemia silenciosa como a da covid-19. Este "inimigo invisível" veio trazer à tona as fragilidades do país. As Forças Armadas da …

Putin convoca referendo sobre alterações constitucionais para 1 de julho

A aprovação da reforma constitucional permitirá ao atual Presidente da Rússia, Vladimir Putin, cumprir mais dois mandatos suplementares a partir de 2024. Vladimir Putin anunciou a data de 1 de julho para o referendo nacional de …