“Estamos a ser esmagados”. Trump não está feliz com o seu shutdown

Kevin Dietsch / EPA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump

Apesar de reiterar que não vai ceder enquanto não vir aprovado o financiamento para a construção de um muro na fronteira com o México, Donald Trump têm mostrado, nos bastidores do shutdown dos Estados Unidos, frustração com o processo e descontentamento com a cobertura jornalística.  

“Estamos a ser esmagados!”, terá dito o Presidente norte-americano ao chefe do gabinete, Mick Mulvaney, de acordo com uma fonte próxima de ambos citada pelo jornal The New York Times. “Por que não podemos conseguir um acordo?”, terá questionado.

Em causa está o projeto de orçamento para o ano fiscal em curso que Trump se recusa a assinar por não ver incluída uma verba – que ascende a 5,7 mil milhões de dólares – para a construção do muro. Este impasse político entre o Presidente e o Congresso norte-americano levou Trump a paralisar parcialmente o Governo dos Estados Unidos.

Vinte e sete dias volvidos, esta paralisação é já a mais longa da história política dos Estados Unidos, tendo ultrapassado o recorde de 21 dias estabelecido durante a presidência de Bill Clinton, em janeiro de 1996.

Segundo noticia o NYT, Trump estará incomodado com a resistência dos democratas, bem como com a cobertura levada a cabo pelos média. Sondagens recentes, nota o jornal, indicam que os norte-americanos culpam o Presidente pela paralisação, que deixou já cerca de 800 mil funcionários sem salários.

Maior impacto financeiro do que era esperado

Os conselheiros presidenciais têm alertado Trump sobre os efeitos negativos que esta paralisação – que afeta todos os serviços considerados não essenciais – está a ter na economia norte-americana. Ao encontro do que noticia o NYT, os assessores económicos da administração de Trump admitiram esta quinta-feira que a paralisação parcial do governo está a ter um impacto financeiro maior do que o inicialmente estimado.

“Fizemos um cálculo preliminar, no início da crise, que apontava para danos menores do que aqueles que agora constatamos”, explicou Kevin Hassett, presidente do Conselho Económico da Casa Branca.

Trump aponta o dedo, segundo relata o NYT, aos seus conselheiros, culpando-os por não conseguir a negociação que pretende. Também o Business Insider frisa o descontentamento de Presidente norte-americano, notando que este não terá gostado que os seus funcionários não o tenham defendido no Congresso, onde foi debatida a construção do muro que acabaria mais tarde por ser rejeitada.

O impasse continua e, apesar do alegado descontentamento de Trump, o Presidente não mostra sinais de querer recuar, tendo chegado a avisar que a paralisação poderia levar “meses ou anos”. Trump quer que os democratas voltem à mesa de negociações – tarefa que não se adivinha fácil. “Está a tornar-se cada vez mais óbvio que os ‘Democratas Radicais’ são um partido de fronteiras abertas e crime. [Os democratas] não querem ter nada a ver com a grande crise humanitária na nossa fronteira do Sul”, pode ler-se na conta oficial de Trump no Twitter.

Esta é a terceira paralisação parcial em 2018, mas desta feita Trump garante que está disposto a manter o braço-de-ferro para garantir fundos para construir um muro na fronteira com o México, uma das suas mais mediáticas bandeiras eleitorais.

ZAP // Lusa

 

PARTILHAR

RESPONDER

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …

China anuncia fim de novas centrais a carvão no estrangeiro

Segundo os especialistas, o impacto da medida deverá depender da forma como será implementada, podendo ter um grande impacto na luta contra as alterações climáticas. Num anúncio bem recebido por ativistas e organizações ambientes, a China …

Roménia vai distribuir €200 mil a quem tiver vacinação completa contra a covid-19

A Roménia anunciou uma "lotaria de vacinação" que distribuirá prémios de até 200.000 euros entre aqueles que tiverem a vacinação completa, na tentativa de elevar a taxa de imunização, a segunda mais baixa da União …

Antes da invasão ao Capitólio, Bannon ajudou a planear estratégia para "matar a presidência de Biden no berço"

O estrategista-chefe da campanha de Donald Trump, Steve Bannon, revelou que falou com o ex-Presidente antes da invasão ao Capitólio, a 06 de janeiro, discutindo as condições para "matar a presidência de [Joe] Biden no …

Costa prepara novo alívio de restrições para vigorar a partir de 1 de outubro

António Costa prepara-se para anunciar, na quinta-feira, o levantamento de um conjunto de restrições que vigoraram por causa da covid-19. O primeiro-ministro, António Costa, prepara-se para anunciar na quinta-feira o levantamento de um conjunto de restrições …

IPO Porto. Cirurgias fora do horário suspensas desde julho

As intervenções cirúrgicas feitas fora do horário normal estão suspensas no bloco central do IPO do Porto desde o dia 1 de julho. Os profissionais de saúde do IPO do Porto estão indisponíveis para realizar intervenções …

Rio critica "vigarice" das sondagens. Líder do PSD acredita na vitória de Moedas

Esta tarde, ao lado de Francisco Rodrigues dos Santos e de Carlos Moedas, Rui Rio apelou a que não se acredite nas sondagens que, "ou são mal feitas, ou são encomendadas: uma vigarice". O presidente do …

A prova que precisava: Sim, as máscaras protegem contra a covid-19 (mas há uma predileta)

As máscaras funcionam? Se sim, será melhor utilizar uma N95, uma máscara cirúrgica ou uma máscara de pano? No último ano e meio, os investigadores produziram muitas evidências laboratoriais sobre a eficácia das máscaras. Para muitas …