Trump mandou matar general de elite do Irão. Líder supremo promete “vingança implacável”

(h) Iranian Supreme Leader's Office / EPA

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ordenou a morte do comandante da força de elite iraniana Al-Quds, o general Qassem Soleimani.

O Líder supremo do Irão prometeu vingança e o chefe da diplomacia do país advertiu que estamos perante uma “escalada extremamente perigosa”.

“Por ordem do Presidente, as forças armadas dos Estados Unidos tomaram medidas defensivas decisivas para proteger o pessoal norte-americano no estrangeiro, matando Qassem Soleimani”, disse o Departamento de Defesa norte-americano, em comunicado divulgado na quinta-feira à noite (hora local).

Qassem Soleimani foi morto esta sexta-feira num ataque aéreo ao aeroporto de Bagdad que também visou o ‘número dois’ da coligação de grupos paramilitares pró-iranianos no Iraque, Abu Mehdi al-Muhandis, conhecida como Mobilização Popular [Hachd al-Chaabi].

Em resposta, o líder supremo do Irão prometeu vingar a morte do general iraniano.

“O martírio é a recompensa pelo trabalho incansável durante todos estes anos. Se Deus quiser, o seu trabalho e o seu caminho não vão acabar aqui. Uma vingança implacável aguarda os criminosos que encheram as mãos com o seu sangue e o sangue de outros mártires”, afirmou Ali Khamenei, indicou a agência de notícias France-Presse (AFP).

O líder supremo declarou três dias de luto pela morte do comandante da força de elite iraniana Al-Quds, que descreveu como “símbolo internacional de resistência”, de acordo com uma declaração lida na televisão estatal.

O chefe da diplomacia iraniana já tinha avisado que o ataque ordenado por Trump constitui uma “escalada extremamente perigosa”. “O ato de terrorismo internacional dos Estados Unidos (…) é extremamente perigoso e uma escalada imprudente” das tensões, afirmou Mohammad Javad Zarif, numa mensagem publicada na rede social Twitter.

“A nossa vingança será terrível”

O antigo líder da Guarda Revolucionária iraniana Mohsen Rezai também já reagiu à morte do comandante da força de elite iraniana Al-Quds, numa mensagem em que deixa um aviso claro a Washington: “Soleimani juntou-se aos nossos irmãos mártires, mas a nossa vingança contra a América será terrível”.

As duas mortes já tinham sido confirmadas pelas televisões estatais do Iraque e do Irão.

No comunicado, o Pentágono disse que Soleimani estava “ativamente a desenvolver planos para atacar diplomatas e membros de serviço norte-americanos no Iraque e em toda a região”. O Departamento de Defesa também acusou Soleimani de aprovar o assalto inédito à embaixada dos Estados Unidos em Bagdad no início desta semana.

Numa aparente reação, o Presidente dos Estados Unidos, publicou uma imagem da bandeira norte-americana na rede social Twitter, sem qualquer comentário.

Por sua vez, o Secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, publicou no Twitter um vídeo que, segundo o mesmo responsável, mostra “iraquianos a dançarem na rua pela liberdade, gratos por Soleimani já não existir”.

“Uma mistura de James Bond e Lady Gaga”

O general Qassem Soleiman era um dos homens mais populares do Irão, considerado um adversário de Washington e dos aliados americanos.

Chefe da força de elite iraniana Al-Quds, responsável pelas operações da Guarda Revolucionária no estrangeiro, Qassem Soleimani desempenhou um papel chave nas negociações políticas sobre a formação de um Governo no Iraque, onde Teerão pretende manter a sua influência.

Com 62 anos, Soleimani tornou-se nos últimos anos uma verdadeira estrela no Irão, de que é prova a quantidade elevada de seguidores nas redes sociais.

Para os apoiantes – mas também para os inimigos – Soleimani, que desempenhou um importante papel na luta contra as forças radicais, foi uma personagem fundamental para o alargamento da influência iraniana no Médio Oriente, onde reforçou o peso diplomático de Teerão, especialmente no Iraque e na Síria, dois países onde os Estados Unidos estão militarmente empenhados.

“Para os xiitas do Médio Oriente, é uma mistura de James Bond, Erwin Rommel e Lady Gaga”, escreveu o antigo analista da CIA Kenneth Pollack, sobre o perfil de Suleimani, para o número da Time consagrado às 100 personalidades mais influentes do mundo em 2017.

Já para o Ocidente, “é (…) responsável de ter exportado a revolução islâmica do Irão, de apoiar terroristas (…) e de conduzir as guerras do Irão no estrangeiro”, notou Pollack.

No Irão, imerso numa grave recessão económica, algumas pessoas chegaram a sugerir a entrada de Soleimani na arena política local. No entanto, o general iraniano sempre rejeitou os rumores de uma candidatura às eleições presidenciais de 2021.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Estes radicais islâmicos são tão atrasados mentais!
    Mártires? ok ok, vão andando para a terra dos mártires pacóvios…
    Quando é que vão entender que não existem deuses nem seres míticos???? Nunca…. eu sei!

    • Este espécie pseudo-humana não tem massa encefálica. Meia dúzia de “BESTAS” dominam milhões destes acéfalos que acreditam que as virgens estão à espera deles para procriarem mais acéfalos. A religião católica também tinha milhões de acéfalos que acreditavam em Santas e Santos de Barro. Temos uma fartura de Santas e Santos e há uma Santa ou Santo para cada situação. Senhora da Ajuda, Senhora da Piedade, Senhora das Necessidades, Senhora Virgem Maria, Senhora de Fátima,etc….

  2. Se a ordem fosse assinada pelo sr. Obama, a apresentação / descrição deste general assumiria outros contornos. Mas, dado que é o sr. Trump que lidera a Casa Branca, há uma triste tentativa de retratar aquele terrorista como um inocente herói. Tal é o enviesamento da comunicação social… A destruição deste regime iraniano seria uma bênção, mas o sr. Trump não quererá colocar uma guerra no currículo, pelo menos não antes das eleições deste ano, da qual tudo indica sairá vencedor.

  3. De que servem as “mensagens, para muitos formatada na época do Natal”? Nessa altura todos falam em Paz! É esta Paz? E na passagem do Ano NOVO? Foi assim há tanto tempo? “Quem semeia ventos colherá tempestads” mais tarde ou mais cedo! Querem extreminar os Iraquianos tal como fizeram aos Indios? Entrar em 201, ANO NOVO, desta forma? “Quem vai à guerra dá e leva”! São caminhos e opções perigosas para este ano novo… PAZ PAZ PAZ PAZ PAZ…Sem armas é o que o MUNDO MAIS NECESSITA… BOM ANO!

  4. A imprensa ocidental, que apenas repete o que lhe é ordenado, não dá notícia da morte, ontem, do alto dirigente da CIA (Ayatollah Mike) que foi o estratega do assassinato do General Soleimani. No entanto, a sua morte foi hoje mesmo confirmada pelos serviços de espionagem russos. O avião “caiu” no Afeganistão e todos os documentos a bordo ficaram nas mãos dos talibãs. Ups!… Também pouco se sabe das dezenas de soldados norte-americanos transferidos para hospitais na Alemanha e EUA devido às graves lesões cerebrais resultantes do ataque iraniano às bases norte-americanas no Iraque (https://zap.aeiou.pt/34-militares-eua-lesoes-cerebrais-304581). O Trump faz de conta que não houve, nem haverá, retaliações. As eleições estão perto…

RESPONDER

"Era como se a morte estivesse num copo." No século XVIII, o gin estava a arruinar a Inglaterra

A bebida alcoólica tornou-se tão popular no Reino Unido que os empresários começaram a utilizar todo o tipo de aditivos para enriquecerem. No século XVIII, o gin tornou-se a maior droga que o homem poderia consumir …

Vacinar animais contra a covid-19? Dezenas de zoos nos EUA estão a avançar com a ideia

Cerca de 70 jardins zoológicos e espaços de conservação nos Estados Unidos estão a administrar a vacina da farmcêutica veterinária Zoetis aos seus animais. Não são só os humanos que estão a ser vacinados contra a …

Lewis Hamilton: "Eu não disse que estava a morrer"

Acidente com Max Verstappen originou dores no campeão; Helmut Marko disse que já era "espectáculo" a mais. Troca de palavras entre os dois candidatos ao título. Como se esperava, o acidente que envolveu Lewis Hamilton e …

Autorretrato de Frida Kahlo deverá ser vendido por um valor recorde de 30 milhões de dólares

A Sotheby’s espera ultrapassar os 30 milhões de dólares (mais de 25 milhões de euros) com o autorretrato da pintora mexicana Frida Kahlo, no qual aparece também o seu marido Diego Rivera. O autorretrato Diego y …

David Luiz: "Um dos dias mais especiais da minha vida" - e ainda se fala sobre Jorge Jesus

Flamengo ficou mais próximo de mais uma final da Libertadores, depois de derrotar o Barcelona de Guayaquil. David Luiz estreou-se. O Flamengo venceu o Barcelona de Guayaquil por 2-0, na primeira "mão" das meias-finais da Copa …

Iémen. Escassez de alimentos empurra 16 milhões de pessoas para a fome, revela ONU

Pelo menos 5 milhões de pessoas no Iémen estão à beira da fome e outros 16 milhões estão "a caminhar para a fome", num país dilacerado pela guerra civil. O Programa Mundial de Alimentos (WFP, na …

Presidente da Tunísia governará por decreto, ignorando partes da constituição

O Presidente da Tunísia, Kais Saied, declarou que governará por decreto e ignorará partes da constituição, enquanto se prepara para mudar o sistema político, gerando críticas imediatas da oposição. Desde 25 de julho, dia em que …

Alemanha deixa de pagar quarentena a trabalhadores não vacinados

A Alemanha vai deixar de indemnizar trabalhadores não vacinados que forem forçados a quarentena devido ao coronavírus, por ser "injusto pedir aos contribuintes que subsidiem aqueles que se recusam a ser vacinados", disse na quarta-feira …

Governo acaba com recomendação do teletrabalho

O Conselho de Ministros decidiu acabar com a recomendação da opção pelo teletrabalho e eliminar a testagem em locais de trabalho com mais de 150 trabalhadores. Estas medidas integram a terceira e última fase do plano …

Cansado de denúncias, Betis pede aos seus sócios: "Portem-se bem"

Clube onde jogam dois portugueses quer que os adeptos tenham um "comportamento adequado" durante os jogos no Benito Villamarín. O Betis de Sevilha jogou seis vezes até agora, nesta época. Quatro desses encontros foram disputados em …