Começou a guerra comercial entre os EUA e a China. E as bolsas tremem

Jonathan Ernst / Reuters

Donald Trump

O Presidente norte-americano, Donald Trump, confirmou a aplicação de tarifas sobre as importações chinesas num valor anual até 60 mil milhões de dólares (48,7 mil milhões de euros). Esta quinta-feira, Wall Street registou a terceira maior queda diária em 2018.

Esta bateria de tarifas que visa as importações chinesas, que já tinha sido avançada algumas horas antes por altos funcionários da Casa Branca, pretende travar, segundo as palavras de Trump, a concorrência desleal por parte de Pequim e restringir o roubo de propriedade intelectual norte-americana.

Trump impôs taxas aduaneiras em mais de 1000 produtos importados da China e apontou ainda restrições ao investimento chinês em território norte-americano.

O presidente falou de taxas sobre “cerca de 60 mil milhões de dólares” de importações e disse que exigiu a Pequim medidas para reduzir “imediatamente” quase 1/3 do atual défice comercial dos EUA em relação à China.

Apesar destas medidas, Donald Trump insistiu, durante numa intervenção feita a partir da Casa Branca, que a China é um país “amigo” e que tem “imenso respeito pelo presidente Xi Jinping”. Também enfatizou a sua excelente relação pessoal com o seu homólogo chinês.

Em resposta, avança o Público, os chineses ameaçaram taxar produtos oriundos dos EUA como a carne de porco, alumínio, maçãs, vinho, etanol e tubos de aço.

O Ministério do Comércio chinês anunciou uma resposta em duas fases às medidas norte-americanas, que podem passar pela imposição de taxas alfandegárias entre 15% e 25% sobre um grupo de 128 produtos importados dos EUA, se as negociações com Washington não resultarem. Efeitos colaterais poderão prejudicar multinacionais norte-americanas com forte presença no mercado chinês, como a Apple, Intel, Ford e Boeing.

A possibilidade de uma guerra comercial entre duas das maiores potências mundiais provocou um terramoto em Wall Street, conta o Expresso, onde se registou a terceira maior queda diária de 2018 após o anúncio de Donald Trump.

Esta quinta-feira, Wall Street caiu 2,5% e o índice de pânico financeiro em Wall Street disparou 31%, a segunda maior subida do ano depois da escalada a 5 de fevereiro.

Mas nem só Wall Street tremeu, já que o clima de guerra comercial se apoderou esta sexta-feira das Bolsas da Ásia e as colocou perto da derrocada. O índice Nikkei 225, em Tóquio, a mais importante bolsa da região, perdeu 4,5%. Xangai, a segunda praça financeira asiática, viu o índice composto cair mais de 3%.

O conflito aberto pelo memorando assinado por Trump não tem, apenas, uma dimensão comercial. Implica, também, uma dimensão geopolítica, onde o risco de “acidentes” aumenta, frisa, esta sesta-feira, uma nota do Commerzbank para os seus clientes, citado pelo Expresso.

Temporariamente isentos

Robert Lighthizer, o responsável pelo Comércio Externo na Administração Trump, disse no Senado norte-americano que foram isentos temporariamente da aplicação dos direitos aduaneiros as importações daquele metais da Argentina, Austrália, Argentina, Brasil (quarto fornecedor de aço), Canadá (principal fornecedor de aço e de alumínio), Coreia do Sul (segundo fornecedor de aço), México (terceiro fornecedor de aço) e União Europeia.

Ficaram de fora da “pausa” na aplicação das taxas a China (segundo fornecedor de alumínio), Rússia (terceiro fornecedor de alumínio), Taiwan, Japão, Índia, Emirados Árabes Unidos e Turquia entre os fornecedores de aço e alumínio.

O Conselho Europeu decidiu adiar a discussão sobre a nova política comercial dos EUA e a resposta a dar pela União Europeia.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Em tempos americanos e europeus abriram as portas aos países asiáticos com a cantilena da globalização acabaram por arruinar milhares de postos de trabalho por cá e quem levou a maior parte do bolo foram os asiáticos, agora este talvez no que toca ao seu país consiga pôr alguma ordem na reciprocidade das trocas comerciais entre ambos.

RESPONDER

Aranhas e formigas inspiram metal que não se afunda

Cientistas criaram um metal altamente hidrofóbico que não se consegue afundar. As possíveis aplicações deste material estão a entusiasmar a comunidade científica. A tradição de os humanos se inspirarem nos animais e na natureza para algumas …

Hubble capta uma galáxia que tem 12 clones no céu

O telescópio espacial Hubble captou uma galáxia que parece ter sido duplicada várias vezes, aparecendo em regiões distantes do Universo. A galáxia, apelidada de Sunburst Arc, fica a a quase 11 mil milhões de anos-luz da …

Exoplanetas, explosões de estrelas e mais de mil objetos desconhecidos. Vídeo da NASA mostra "a beleza da paisagem cósmica"

https://vimeo.com/371950351 A NASA revelou esta terça-feira um panorama em vídeo do céu austral (hemisfério celestial sul), construído graças a 208 imagens captadas pelo caçador de planetas TESS (Exoplanets in Transit) durante um ano. Em comunicado, a …

John Cleese esgota três coliseus em 48 horas

John Cleese vai estar no Coliseu de Lisboa com “Last Time To See Me Before I Die” durante três dias. O humorista britânico esgotou as três datas em apenas 48 horas. Durante esta madrugada (10), a …

Descoberta no Egito múmia de grande animal semelhante a um leão

O Ministério das Antiguidades egípcio anunciou esta segunda-feira que uma equipa de arqueólogos desenterrou uma múmia de um grande animal incomum, semelhante a um leão ou uma leoa. “É um animal muito estranho, como um gato …

Ex-agentes da DEA revelam detalhes da vida de Escobar na prisão que o próprio construiu

Dois dos agentes do DEA, que durante mais de um ano participaram na operação de captura de Pablo Escobar, revelaram alguns detalhes sobre a vida do narcotraficante e ex-líder do cartel de Medellín na prisão La …

Num jardim zoológico da Austrália, há concertos ao vivo (para entreter os elefantes)

https://vimeo.com/372400002 O jardim zoológico de Melbourne está a desenvolver um programa mundial de músicos para tocar para a sua multigeracional manada de elefantes asiáticos em perigo de extinção para que melhore a ligação entre os seis …

Montijo: ANA pede mais tempo para analisar medidas de mitigação ambiental

A ANA – Aeroportos de Portugal pediu à Agência Portuguesa do Ambiente (APA) uma prorrogação do prazo para analisar as medidas de mitigação propostas pela entidade na Declaração de Impacte Ambiental (DIA) do futuro aeroporto …

Sérgio Conceição ultrapassa número de jogos de José Mourinho

No jogo deste domingo, que o FC Porto acabou por vencer o Boavista com um golo solitário de Alex Telles, Sérgio Conceição cumpriu o seu 128.º jogo como treinador dos dragões - mais uma partida …

Governo australiano acusado de censurar livro sobre história de Timor-Leste

O Ministério dos Negócios Estrangeiros australiano está alegadamente a tentar censurar partes do primeiro de dois volumes da história de operações militares em Timor-Leste, o dedicado à Força Internacional para Timor-Leste (Interfet), segundo revelou a imprensa …