/

Trump arrasou May. Londres respondeu com “Bebé Trump” de fraldas e zangado

7

Chris Ratcliffe / EPA

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, com a primeira-ministra do britânica, Theresa May

Donald Trump acusou a primeira-ministra britânica, Theresa May, de arruinar o objetivo dos britânicos de saírem da União Europeia, com a sua abordagem “suave” das negociações com Bruxelas, o que deverá “matar” futuros acordos comerciais com os Estados Unidos.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O primeiro-ministro norte-americano arrasou a estratégia de Theresa May para o Brexit. As declarações foram feitas em entrevista ao The Sun, na qual Donald Trump afirmou que May está a arruinar o objetivo dos britânicos de saírem da UE, com a sua abordagem “suave” das negociações com Bruxelas. E acrescentou: Boris Johnson, ex-ministro dos Negócios Estrangeiros, daria um “excelente” primeiro-ministro.

Apontando o dedo a um “Brexit light“, Trump disse que “se os britânicos fizerem um acordo como o que está em cima da mesa, nós vamos negociar com a União Europeia em vez de negociarmos com o Reino Unido, pelo que provavelmente isso vai matar o acordo” com o Reino Unido.

Além disso, Donald Trump comparou o referendo de 2016, no qual se decidiu a saída do Reino Unido da União Europeia, com as eleições norte-americanas desse mesmo ano e afirmou que “o acordo que Theresa May está a procurar obter é muito diferente do que aquele pelo qual as pessoas votaram”.

O Presidente dos Estados Unidos confessou ainda ao tablóide que aconselhou May durante as negociações britânicas com Bruxelas, mas que a primeira-ministra britânica o tinha ignorado.

Trump prefere Boris Johnson para primeiro-ministro

Ao mesmo jornal, Donald Trump disse que Boris Johnson, ex-ministro dos Negócios Estrangeiros, é alguém “muito talentoso” e que “seria um grande primeiro-ministro”. “Penso que tem o que é preciso”.

Apesar de se ter mostrado “muito entristecido” pela saída de Johnson do Governo britânico, o Presidente dos Estados Unidos manifestou esperança no seu regresso. No entanto, quando confrontado sobre se pensa que Johnson pode substitui May no futuro, Trump colocou-se à defesa e disse não estar interessado “em pôr um contra o outro”.

Deputados solidários com May

Vários deputados britânicos mostraram-se solidários com Theresa May e usaram as redes sociais para o mostrar, criticando o “ataque” de Donald Trump sobre a estratégia da primeira-ministra sobre o Brexit.

Emily Thornberry, porta-voz dos trabalhistas, disse que Trump “foi extremamente grosseiro“. “A mãe dele não lhe ensinou nada? Isto não é maneira de se comportar”, disse Emily ao programa “Good Morning”, da estação de televisão ITV.

O Diário de Notícias avança ainda que a conservadora Sarah Wallaston disse que a entrevista provoca “repulsa” e que Trump está “empenhado em insultar May”. “Se este é o preço a pagar por um acordo com os Estados Unidos, então não vale a pena”, escreveu.

A trabalhista Anna Turley escreveu ainda que o Presidente norte-americano “é um racista e que não tem respeito” pelo Reino Unido e questiona a realização do encontro agendado para esta sexta-feira com a rainha Isabel II.

Entretanto, também a porta-voz da Casa Branca se pronunciou, afirmando que “o Presidente é muito bem visto pela primeira-ministra” e que Trump “tem muito respeito” por Theresa May.

As declarações de Donald Trump atingem Theresa May que tenta manter a unidade do Governo do Partido Conservador, mesmo após as demissões dos ministros que defendiam uma “saída dura” da UE.

“Bebé Trump” já sobrevoa Londres

Donald Trump cumpre esta sexta-feira, 13 de julho, uma visita oficial ao Reino Unido. O balão de um Trump gigantesco, de fraldas e especialmente pensado para os protestos contra a sua visita já voa junto ao Parlamento britânico.

Segundo a Renascença, a luz verde foi dada por Sadiq Khan, presidente da câmara local que “apoia o direito ao protesto pacífico e compreende que ele pode assumir diversas formas”, disse um porta-voz.

Ainda durante a entrevista, Trump disse saber da existência do balão gigante que vai flutuar a cidade de Londres e afirmou que irá passar pouco tempo na cidade. Porquê? “Penso que quando põem balões para me fazer sentir indesejado, não há razões para ir a Londres.”

  ZAP // Lusa

7 Comments

  1. “…O primeiro-ministro norte-americano arrasou…” lol…lol… quem é este Senhor ?? jornalismo de brincadeira…

    • Realmente!…
      Só faltou chamar presidente britânica à Theresa May!!
      .
      De resto, foi lindo ver o Trampa a dizer uma coisa e depois, em frente à Theresa May, dizer precisamente o contrário do que tinha dito!…

  2. Trump é uma anedota e só como tal ficará recordado na história dos EUA. Entretanto, vai fazendo estragos por onde passa, sempre e enquanto pode.

    A única maneira de este gêbo ir para além deste mandato é fazendo um golpe de estado ou pedindo outra vez ao Putin para aldrabar os resultados das eleições… Mas os Americanos não vão na cantiga segunda vez!

    Depois de Trump, só o Bernie Sanders para endireitar os estragos dele.

  3. Estou muito enterssado neste curso queria saber o que e necessario para enfrentar este curso aguardo resposta para poder encorpurar o curso

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.