Trump anuncia que pode declarar derrota do Daesh na próxima semana

O Presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou nesta quarta-feira que na próxima semana poderá dizer “formalmente” que a coligação internacional contra o Daesh conquistará aos jiadistas 100% do território que dominaram na Síria e no Iraque.

“Deve ser anunciado formalmente, provavelmente na próxima semana, que ganhámos 100% do califado, mas eu quero esperar até que o anúncio oficial chegue”, disse Trump perante os 79 membros da coligação contra o Daesh, reunidos em Washington.

Até agora, de acordo com a aliança, o Daesh detinha 1% do território que conseguira controlar na Síria, mas o Presidente norte-americano garantiu que os radicais vão deixar a área. As Forças Democráticas da Síria (FSD), uma aliança liderada por milícias curdas e o principal apoio da coligação na Síria, relataram nas últimas semanas o progresso contra os jiadistas na província de Deir al Zur, no leste da Síria, o último reduto do Daesh.

A campanha contra este reduto jiadista, na margem oriental do rio Eufrates, começou em setembro passado.

O califado do Daesh foi dizimado“, disse o Presidente norte-americano, acrescentado que “ninguém pensou que fosse possível fazê-lo tão rapidamente”. Trump fez o seu discurso num auditório do Departamento de Estado perante representantes dos membros da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos e formada por 75 países e quatro organizações internacionais, que incluem a União Europeia, a Interpol e a NATO.

Os membros da coligação estavam sentados por ordem alfabética, à exceção do Iraque, cujo lugar estava à direita do dos Estados Unidos. “Foi uma honra trabalhar com todos vós e continuaremos a fazê-lo porque, infelizmente (…), não importa quão brilhantes são nossos soldados, eliminando grandes e grandes secções, ainda há pequenas secções, o que pode ser muito perigoso”, salientou Trump.

Dessa forma, o presidente dos EUA admitiu que ainda haverá radicais, apesar de a coligação ter conseguido derrotar militarmente o Daesh e recuperar todos os territórios que o grupo tomou em 2014, quando proclamou o seu califado. A coligação internacional contra o Daesh foi criada em 2014, tendo lutado contra o grupo terrorista na Síria e no Iraque.

Em dezembro, Trump anunciou a retirada dos cerca de 2 mil soldados dos Estados Unidos na Síria, afirmando que a saída seria imediata, mas posteriormente falou numa retirada gradual, embora não avançando prazos concretos.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Impossíveis de cumprir. Directores preocupados com novas regras para as escolas

As orientações da Direcção Geral de Saúde (DGS) para as escolas com vista ao regresso das aulas presenciais, em Setembro, estão a preocupar os directores dos estabelecimentos de ensino. Isto porque as consideram impossíveis de …

Homicídios disparam na maioria das cidades norte-americanas durante a pandemia

O número de homicídios cometidos em solo norte-americano disparou na maioria das cidades do país na primeira metade de 2020, comparativamente com o mesmo período do ano passado, revela uma investigação do New York Times. …

Investigadores desenvolvem robô-cientista (e já descobriu um novo catalisador)

Uma equipa de cientistas da Universidade de Liverpool, no Reino Unido, construiu um robô-cientista móvel inteligente, que realiza experiências sem ajuda humana. O novo robô-cientista toma decisões sozinho e já descobriu um novo catalisador. Segundo a …

Sérgio Figueiredo deixa direção de informação da TVI

Sérgio Figueiredo saiu do cargo de diretor de informação da TVI, anuncia a estação de televisão em comunicado enviado às redações. A cessação de funções é efetiva a partir desta sexta (10) e põe fim a …

Dinamarca lança "passaporte covid-19"

O Governo da Dinamarca lançou o "passaporte covid-19", um documento que atesta que o portador do mesmo não teve um resultado positivo ao novo coronavírus recentemente. Deverá ser utilizado em viagens internas ou externas. De …

Mais oito mortes e 342 novos casos. Mais 305 pessoas dadas como recuperadas

Portugal regista este sábado mais oito mortes por covid-19 e mais 342 casos confirmados em relação a sexta-feira, segundo dados da Direção-Geral de Saúde. De acordo com o boletim epidemiológico diário da DGS, há 46.221 casos …

Ainda há esperança para os gorilas mais raros do mundo. Foram fotografados com crias

Os gorilas do rio Cross, os mais raros do mundo, foram fotografados na Nigéria com algumas crias, aumentando a esperança para esta espécie de primatas. A fotografias foram divulgadas por uma organização não-governamental nigeriana, a …

"Já sofreu muito". Trump comuta pena de prisão do seu amigo e antigo conselheiro Roger Stone

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, comutou a pena de prisão do seu amigo e antigo conselheiro Roger Stone, que foi condenado em fevereiro a 40 meses de prisão, anunciou sexta-feira a Casa Branca. Roger …

Armas, droga, sucata e prostituição financiam neonazis portugueses (mas lucros não vão todos para a causa)

Os grupos neonazis portugueses são "bastante desorganizados" e financiam-se com dinheiro obtido em negócios ilícitos, como o tráfico de armas, de droga e de mulheres para prostituição e a sucata. Mas os ganhos obtidos não …

"Nem de perto nem de longe". DGS não recomenda reabertura de parques infantis

A reabertura de parques infantis não é “nem de perto nem de longe” recomendada pela Direção-Geral de Saúde (DGS), disse a diretora-geral que explicou que as crianças devem brincar no modelo de “bolhas familiares”. “Pela sua …