Trump anuncia que pode declarar derrota do Daesh na próxima semana

O Presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou nesta quarta-feira que na próxima semana poderá dizer “formalmente” que a coligação internacional contra o Daesh conquistará aos jiadistas 100% do território que dominaram na Síria e no Iraque.

“Deve ser anunciado formalmente, provavelmente na próxima semana, que ganhámos 100% do califado, mas eu quero esperar até que o anúncio oficial chegue”, disse Trump perante os 79 membros da coligação contra o Daesh, reunidos em Washington.

Até agora, de acordo com a aliança, o Daesh detinha 1% do território que conseguira controlar na Síria, mas o Presidente norte-americano garantiu que os radicais vão deixar a área. As Forças Democráticas da Síria (FSD), uma aliança liderada por milícias curdas e o principal apoio da coligação na Síria, relataram nas últimas semanas o progresso contra os jiadistas na província de Deir al Zur, no leste da Síria, o último reduto do Daesh.

A campanha contra este reduto jiadista, na margem oriental do rio Eufrates, começou em setembro passado.

O califado do Daesh foi dizimado“, disse o Presidente norte-americano, acrescentado que “ninguém pensou que fosse possível fazê-lo tão rapidamente”. Trump fez o seu discurso num auditório do Departamento de Estado perante representantes dos membros da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos e formada por 75 países e quatro organizações internacionais, que incluem a União Europeia, a Interpol e a NATO.

Os membros da coligação estavam sentados por ordem alfabética, à exceção do Iraque, cujo lugar estava à direita do dos Estados Unidos. “Foi uma honra trabalhar com todos vós e continuaremos a fazê-lo porque, infelizmente (…), não importa quão brilhantes são nossos soldados, eliminando grandes e grandes secções, ainda há pequenas secções, o que pode ser muito perigoso”, salientou Trump.

Dessa forma, o presidente dos EUA admitiu que ainda haverá radicais, apesar de a coligação ter conseguido derrotar militarmente o Daesh e recuperar todos os territórios que o grupo tomou em 2014, quando proclamou o seu califado. A coligação internacional contra o Daesh foi criada em 2014, tendo lutado contra o grupo terrorista na Síria e no Iraque.

Em dezembro, Trump anunciou a retirada dos cerca de 2 mil soldados dos Estados Unidos na Síria, afirmando que a saída seria imediata, mas posteriormente falou numa retirada gradual, embora não avançando prazos concretos.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Polícia sueca investiga ataque à faca e aponta para "motivações terroristas"

A polícia sueca fez buscas no apartamento do homem que esfaqueou sete pessoas no país, na quarta-feira, informando que há pormenores na investigação que apontam para motivações terroristas. Segundo avançou esta quinta-feira o Público, a polícia …

Advogados apontam falhas à investigação da morte de Giovani Rodrigues

Alguns advogados de defesa dos acusados do homicídio de Giovani Rodrigues apontaram, esta quarta-feira, falhas à investigação, desde o apuramento dos factos à condição clínica, com a revelação de que o jovem foi também vítima …

Dia com menos mortes desde 28 de outubro. Mais 830 novos casos

Há mais 830 casos de covid-19 em Portugal. A Direção-Geral da Saúde indica que há agora 1708 doentes com covid-19 internados, menos 119 do que na quarta-feira. O número de doentes nos cuidados intensivos está …

Concelhia do PSD/Sintra tenta contornar Santana (e já aprovou um nome)

Enquanto a direção nacional do PSD tenta convencer Pedro Santana Lopes, a estrutura do PSD/Sintra aprovou o nome de António Pinto Pereira como candidato. Esta quarta-feira, a concelhia do PSD/Sintra aprovou o nome de António Pinto …

TAP com novo voo do Brasil para Portugal a 11 de março

A Embaixada de Portugal em Brasília anunciou, esta quarta-feira, que se irá realizar, a 11 de março, um novo voo entre São Paulo e Lisboa, em "condições inteiramente idênticas" às da viagem de repatriamento ocorrida …

Campos de reeducação servem para reduzir o número de uigures, diz estudo chinês

Um relatório chinês confirma que os campos de reeducação para onde o Governo envia os uigures da província de Xinjiang têm como objetivo diminuir a população uigur. O documento foi publicado acidentalmente online Depois de uma …

Merkel cede e aceita levantamento progressivo das medidas. França estima que situação melhore em abril

A chanceler alemã, Angela Merkel, aceitou na quarta-feira um levantamento progressivo das restrições contra a pandemia na Alemanha, cedendo a um descontentamento crescente na opinião e no próprio governo a sete meses das eleições legislativas. Ao …

Não tem de "haver culpados" no incêndio que matou cães em Santo Tirso, diz Governo

A secretária de Estado da Administração Interna, Patrícia Gaspar, defendeu ontem que “não tem de haver culpados” no incêndio de julho de 2020 que vitimou mais de 70 animais em dois abrigos ilegais em Santo …

Diagnóstico de grupo de peritos confirma cenário negro na Saúde Pública

A Comissão para a Elaboração da Proposta de Reforma da Saúde Pública e Sua Implementação pinta um retrato negro do estado da Saúde Pública em Portugal. Em fevereiro do ano passado, a ministra Marta Temido nomeou …

"Raciocínio Neandertal". Biden critica fim das máscaras obrigatórias no Texas

O Presidente norte-americano criticou, esta quarta-feira, a decisão do governador do Texas de acabar com a obrigatoriedade de utilização de máscara, classificando-a de "raciocínio Neanderthal". "Estamos à beira de ser capazes de mudar fundamentalmente a natureza …