Trump ameaça retirar EUA da NATO. “Nós aguentamos sozinhos”

Christian Bruna / EPA

O presidente dos EUA, Donald Trump, ameaçou abandonar a NATO, caso os países aliados não aumentassem as contribuições para a organização, criando assim uma “situação de emergência”.

Donal Trump terá dito aos restantes parceiros que se não se comprometessem imediatamente com o aumento das suas contribuições financeiras para a defesa comum, o seu país abandonaria a organização e conduziria a sua própria política de segurança e defesa unilateralmente, de acordo com o Público.

Num discurso duro, dirigido aos aliados da NATO, Trump considerou que estes países não têm legitimidade porque não pagam os valores devidos. “Nós aguentamos sozinhos“, sustentou o Presidente norte-americano.

Desta forma, a reunião dos 29 chefes de Estado e do Governo da NATO acaba de assumir caráter de emergência, após o presidente dos EUA ameaçar retirar o seu país da Aliança Atlântica.

De acordo com o jornal, fontes diplomáticas confirmaram a convocatória de uma reunião de emergência pelo secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, depois de  Trump ter dito que a aliança não tinha legitimidade por causa da desigualdade entre os vários parceiros na partilha de custos.

Elementos da equipa de comunicações da Casa Branca disseram que o Presidente apenas usou uma linguagem mais dura, avisando os aliados das “graves consequências” de não decidirem, já nesta cimeira, elevar o seu investimento em despesas militares para a meta dos 2% do PIB ainda este ano.

No entanto, e de acordo com fontes diplomáticas, os líderes presentes na sala interpretaram o discurso de Trump como uma clara ameaça à integridade da Aliança.

Compromisso continua “muito forte”

Questionado pelos jornalistas após a reunião de emergência que decorreu esta manhã, Trump disse que tem sido “muito duro” com os países e que na passada quarta-feira foi “um bocado mais duro”, mas afirmou que acredita na NATO.

“As pessoas estão finalmente a pagar o que não pagavam ontem e os EUA estão a ser melhor tratados e a NATO é uma máquina bem afinada”, argumentou Trump.

“Agora, estou muito muito contente“, afirmou o presidente norte-americano, depois de ter revelado as garantias dos outros países da Aliança. O Compromisso dos EUA com a NATO “continua muito forte“, assegurou. “A NATO está muito mais forte agora do que há dois dias”, concluiu, descrevendo a reunião de emergência desta manhã como “fantástica”.

O presidente dos EUA não terá gostado da forma como a comunicação social estava a retratar o primeiro dia de reuniões, dando a ideia de que tudo estava a decorrer com normalidade, aponta o Observador.

Já na chegada a Bruxelas, para o primeiro dia da Cimeira, Trump já tinha deixado claro que tinha viajado até ao centro da Europa para acertar contas com os parceiros NATO e para exigir que os gastos com o setor militar sejam aumentados para 4% do PIB.

Esta não é a primeira vez que o executivo norte-americano aponta os dedos aos demais aliados, pedindo por mais e maiores contribuições financeiras.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. E será que faz sentido manter a NATO? Com a Turquia lá?!!!!
    Provavelmente o que é necessário é a OTUE ou em inglês UETO.

  2. pelo que ouvi nas noticias, ele tem razao
    os EUA dao quase 4% do pib para a NATO
    ha paises que nem 1% dao
    pelas noticias, nós (portugal) um pais pobre consegue dar mais (1,2%) do que os paises mais ricos (alemanha, frança)

RESPONDER

Primeiro não flutuava, e agora o novo submarino espanhol não cabe nas docas

Primeiro não flutuava, por excesso de peso, e agora, não cabe nas docas. O novo submarino da Marinha Espanhola é um embaraço para a Defesa do país vizinho e um caso flagrante de derrapagem, com …

Prisão preventiva para 39 dos 58 arguidos dos Hells Angels

O Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa determinou prisão preventiva para 39 dos 58 arguidos como medidas de coação no âmbito do processo do grupo Hells Angels e apresentações periódicas às autoridades para os restantes. Segundo …

Bruxelas aplica multa recorde de 4,3 mil milhões de euros à Google

A Comissão Europeia aplicou, esta quarta-feira, uma multa com valor recorde de 4,3 mil milhões de euros ao gigante norte-americano Google por abuso de posição no mercado devido ao sistema Android. Esta sanção, destinada a punir …

Rapazes salvos na Tailândia saíram do hospital e recordam "milagre"

As 12 crianças e o treinador de futebol que ficaram presos numa gruta inundada na Tailândia e que estavam internados desde a semana passada receberam esta quarta-feira alta hospitalar e falaram pela primeira vez desde …

Hotel processa sobreviventes do massacre de Las Vegas

A empresa que detém o hotel Mandalay Bay, em Las Vegas –  onde Stephen Paddock disparou sobre uma multidão num festival de música country –, processou mil de vítimas do ataque, argumentando não ter "qualquer …

Jesus pediu a Cintra para anular cláusula de confidencialidade

Nas primeiras entrevistas após a sua saída do Sporting e das agressões em Alcochete, o Jorge Jesus disse que a equipa não devia ter jogado a final da Taça de Portugal e que Sousa Cintra …

Trump "traidor" recua e diz que, afinal, a Rússia pode ter manipulado eleições

Donald Trump cedeu à pressão e afirmou, esta terça-feira, que acredita nas conclusões dos serviços secretos de que houve, de facto, ingerência russa das presidenciais de 2016. O Presidente dos Estados Unidos disse esta terça-feira que …

Cientistas alcançam recorde impressionante de entrelaçamento quântico

Um grupo de cientistas da Universidade de Ciência e Tecnologia da China conseguiu armazenar 18 qubits - a unidade básica da computação quântica - em apenas seis fotões entrelaçados. O feito inédito de três qubits emaranhados …

Sistema informático lança caos nas escolas no último dia de matrículas

Hoje é o último dia para efectuar as matrículas no próximo ano lectivo, mas as demoras e falhas no portal electrónico onde o processo tem que ser realizado estão a lançar o caos nas escolas. …

Militares da GNR revoltados com castigos para quem passa poucas multas

"Desmotivados e apavorados." É assim que 14 dos 18 militares do posto da GNR no Sameiro, em Braga, se queixam de sofrerem pressões do sargento que comanda a unidade para passarem multas aos automobilistas. O desabafo …