Trump acusado de incentivar afro-americanos a não votar em 2016. E queria a filha Ivanka como vice

Gage Skidmore / Flickr

O presidente dos EUA, Donald Trump

A equipa da campanha digital de Donald Trump tentou dissuadir milhões de afro-americanos de votar nas eleições presidenciais norte-americanas de 2016, segundo uma investigação hoje divulgada por jornalistas da estação de televisão britânica Channel 4 News. Na época, o atual presidente também tentou que a sua filha Ivanka se tornasse a sua vice-presidente.

Os repórteres do canal britânico dizem ter obtido um ficheiro, utilizado há quatro anos pela equipa de campanha, que abrange quase 200 milhões de eleitores norte-americanos, catalogados em diferentes categorias para que pudessem enviar-lhes anúncios direcionados nas redes sociais.

Entre esses eleitores encontravam-se mais de 3,5 milhões de afro-americanos integrados numa categoria chamada “dissuasão”, com o objetivo de os levar a absterem-se de votar, de acordo com o Channel 4 News.

Segundo os jornalistas, os afro-americanos eram muito mais propensos do que outras comunidades a serem alvo desta estratégia. Na Geórgia, por exemplo, embora os negros constituam 32% da população, eles representavam 61% da categoria de eleitores a serem dissuadidos.

“Esta estratégia precedeu um colapso do voto negro em estados chave como Wisconsin”, antes da vitória final de Donald Trump, disse um dos jornalistas responsáveis pela investigação.

A campanha digital do candidato republicano em 2016 incluiu uma equipa da empresa britânica Cambridge Analytica, que tinha sido acusada pelo Channel 4 e outros meios de comunicação social de recolher e explorar os dados pessoais dos utilizadores do Facebook para fins políticos sem o seu consentimento.

O diretor da campanha digital de 2016 de Trump, Brad Parscale, disse que a sua equipa não tinha como alvo os eleitores negros.

“Eu diria que estou quase 100% certo de que não realizámos quaisquer campanhas que visassem afro-americanos”, frisou aos repórteres da PBS Frontline, mas os investigadores do Channel 4 News revelaram ter visto um documento confidencial no qual a Cambridge Analytica admitiu ter como alvo os afro-americanos.

O Channel 4 News também menciona anúncios negativos concebidos para desencorajar o voto em Hillary Clinton, candidata derrotada em 2016, tais como vídeos, vistos milhões de vezes no Facebook, em que a candidata democrata chama “super predadores” aos jovens negros.

Citado pelo Channel 4 News, o vice-presidente da principal organização de direitos civis dos afro-americanos, a NAACP (Associação Nacional para o Progresso de Pessoas de Cor), Jamal Watkins, afirmou estar “chocado” e “perturbado” com as revelações feitas.

As polémicas sobre a campanha de Trump em 2016 não ficam por aqui. Num livro escrito por Rick Gates – antigo vice-presidente da campanha que elegeu Trump – é revelado que o atual presidente dos EUA queria que a sua filha Ivanka fosse a sua vice-presidente.

Rick Gates divulga que Trump demorou um mês a escolher um vice-presidente em que pudesse confiar. Mike Pence acabou por ser o escolhido, mas não era o preferido do então candidato à Casa Branca.

Durante a discussão sobre a escolha de VP que o iria acompanhar  no seu mandato, Trump terá dito: “Acho que devia ser a Ivanka. Que tal Ivanka como minha VP?”, insistiu perante o silêncio na sala. Segundo o livro, Ivanka parece ter ficado surpreendida com a sugestão do pai, mas Trump defendeu que esta era “inteligente, brilhante, linda, e as pessoas vão amá-la!”

De acordo com o jornal “The Guardian”, Ivanka terá recusado a ideia do pai. A decisão de não se tornar VP, fez com que Trump acabasse por escolher Mike Pence, mas apenas depois do antigo governador do Indiana ter feito um discurso ofensivo contra Hillary Clinton, a candidata democrata às eleições em 2016.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

PJ descobre depósito de explosivos da Resistência Galega no centro de Coimbra

A Polícia Judiciária (PJ) desativou, em Coimbra, uma base logística do grupo independentista Resistência Galega, onde apreendeu “um importante” espólio de material usado nas atividades da organização. A PJ agiu no quadro de uma operação policial …

Teresa Leal Coelho admite processar ex-vereador Fernando Nunes da Silva

A vereadora da Câmara Municipal de Lisboa Teresa Leal Coelho admitiu que poderá vir a processar o antigo vereador Fernando Nunes da Silva, devido às declarações sobre a reposição dos sentidos de circulação na Avenida …

Linha de Fundo: Benfica reforça liderança, mais recados de Conceição, um jardim de infância especial e João “rosa” Almeida

Era uma vez um Clássico... Deu empate o primeiro clássico da época 2020/21. Em Alvalade, Sporting e FC Porto igualaram-se a duas bolas, num jogo que valeu pelas mudanças de resultado, mas que nem sempre foi …

CDS critica PS por obrigar portugueses a pagar "buraco" da TAP para servir apenas Lisboa

O CDS está "chocado" por a TAP ir abandonar as quatro rotas que opera no Aeroporto Francisco Sá Carneiro e critica o PS por obrigar portugueses a pagar "buraco" da TAP para servir apenas Lisboa. O …

Contratos de associação dos colégios privados. Ministério da Educação vence todos os 55 processos judiciais

Em todos os 55 processos judiciais que os colégios privados moveram contra o Ministério da Educação em 2016, na sequência da polémica dos contratos de associação, todas as 55 decisões foram favoráveis ao Governo. O jornal …

Famílias numerosas podem pedir desconto no IVA da luz a partir de março

As famílias com cinco ou mais elementos só poderão usufruir da redução do IVA da eletricidade a partir de 1 de março e terão de o requerer junto do seu fornecedor, segundo uma portaria esta …

Vacina da gripe disponível para mais grupos. Farmácias temem não ter stock suficiente

A vacina da gripe está, a partir desta segunda-feira, disponível para mais grupos populacionais com o início da segunda fase da campanha, que estende a vacinação a pessoas com 65 ou mais anos e pessoas …

Franceses em protesto para homenagear professor decapitado. Autoridades procuram radicais islâmicos

Milhares de pessoas reuniram-se no domingo no centro de Paris numa demonstração de repúdio pela decapitação do professor que mostrou aos seus alunos desenhos do Profeta Maomé. Os manifestantes da Praça da República ergueram cartazes onde …

Proud Boys acreditam na vitória de Trump: "Vamos Ganhar". Voto antecipado começa hoje na Florida

O líder do grupo Proud Boys disse à Lusa, durante uma manifestação em Miami, que Donald Trump vai vencer as eleições presidenciais norte-americanas, e rejeitou a acusação de que é dirigente de uma organização extremista. …

Projeto desenvolve testes rápidos de baixo custo para detetar imunidade

Um consórcio de universidades e uma empresa querem desenvolver "testes rápidos e de baixo custo" para detetar a resposta imunitária ao vírus SARS-CoV-2. O projecto TecniCov, que "obteve um financiamento de 450 mil euros da Agência …