Tribunal dos EUA aprovou recusa de venda de armas a muçulmanos

Florida Gun Supply / YouTube

Andrew Hallinan defende o “direito dos norte-americanos a estabelecerem zonas livres de muçulmanos”

Um tribunal distrital do estado da Flórida, nos Estados Unidos, rejeitou uma acção judicial contra uma loja de armas que se recusou a vender os seus produtos a muçulmanos.

A acção foi apresentada em julho pelo CAIR, Conselho de Relações Islâmicas Americanas, contra Andrew Hallinan, dono da Florida Gun Supply, uma loja de armas.

A acção foi intentada depois de Hallinan ter publicado um vídeo no Facebook onde declara que a sua loja era uma “zona livre de muçulmanos“.

A juíza responsável pelo processo, Beth Bloom, considerou a acção improcedente, alegando que o seu autor não tinha conseguido “fazer prova dos danos causados pela política da loja”.

Hassan Shibly, director executivo do CAIR, argumenta que o vendedor violou a Lei dos Direitos Civis, ao ferir a liberdade dos clientes, discriminando-os com base na sua religião.

“Os muçulmanos americanos têm o direito de procurar e comprar armas, ter aulas de segurança armada e disparar sem serem discriminados”, disse Shibly, citado pela Sputnik News.

O proprietário da loja de armas, por seu turno, explicou ao WND que se recusa a “equipar o próximo terrorista tipo-Paris com armas perigosas”.

“O meu objectivo é mudar a América – com uma arma de cada vez”, diz Andrew Hallinan.

“Ninguém está a defender a América, portanto defenderei eu”, explica o dono da Florida Gun Supply.

O direito dos norte-americanos a comprar e portar armas para defesa pessoal está consagrado na famosa Segunda Emenda da Constituição dos Estados Unidos.

Em janeiro de 2010, o Supremo Tribunal dos EUA anulou uma lei que proibia o porte de armas em Chicago.

O ano passado, a justiça federal obrigou o Estado do Illinois a permitir que os seus cidadãos usassem armas escondidas. O Illinois era o único estado que ainda proibia essa prática.

E também o ano passado, um juiz federal declarou inconstitucional uma ordem municipal de Chicago, que proibia a venda e porte de armas de fogo na cidade, uma das mais violentas do país.

Nos EUA, entrar numa loja e comprar uma arma é um direito, protegido pela Constituição, de todos os cidadãos norte-americanos. Ou quase todos.

ZAP

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Concordo… A capacidade de matar alguém deve estar do lado dos verdadeiros americanos. (sarcasmo…). É por isso que os tiroteios que têm acontecido em escolas dos EUA têm sido sempre realizados por “muçulmanos”… Sinceramente!

  2. A maioria dos americanos não consegue viver sem a paranoia do ódio ou discriminação. Primeiro foram os indios, depois os pretos, depois os comunistas, agora os muçulmanos, e quem sabe o que virá a seguir…

  3. Uma vez cowboys, cowboys para sempre. Enquanto na Europa o uso de armas, desde o século XVIII, se foi restringindo às forças policiais e militares, os EUA mantêm este costume revelador de grande atraso civilizacional. Mas como são fortes mandam no mundo e o mundo é o que se vê todos os dias. Impiedoso e gerido pela ganância de lucro e de poder.

  4. E as armas nas mãos dos outros já não matam? Francamente o ser humano está infestado de mentalidades muito mesquinhas e os U.S.A. país desenvolvido industrialmente parece muito atrasado culturalmente, pelo menos uma grande percentagem da população!.

RESPONDER

Após quase terem sido extintas, baleias azuis estão a voltar à Geórgia do Sul

A baleia azul regressou às águas em torno da ilha Geórgia do Sul, quase um século depois de este animal ter sido quase extinto pela caça industrial. A remota ilha Geórgia do Sul, perto da Antártida, era …

Manuscritos de "A Origem das Espécies" divulgados online pela primeira vez

Duas páginas originais do rascunho manuscrito de "A Origem das Espécies", de Charles Darwin, foram divulgadas online pela primeira vez. Além disso, foram ainda publicadas cartas e notas de leitura nunca antes vistas. Os documentos foram …

Os videojogos podem ser bons para o bem-estar pessoal, sugere estudo

De acordo com um novo estudo que analisou o comportamento de jogadores e dados fornecidos por empresas de videojogos, o tempo gasto a jogar pode ser bom para o bem-estar pessoal. A Electronic Arts e a …

A MINI criou uma van perfeita que foi pensada para relaxar, usufruir e conviver

A marca de automóveis MINI apresentou o projeto do Vision Urbanaut. Este veículo é uma van completamente moderna e sustentável, pois oferece mais espaço interior e versatilidade, e ainda deixa uma pegada ecológica mínima. Esta van …

Covid-19. Angela Merkel alerta sobre plano de vacinação para países mais pobres

A chanceler alemã, Angela Merkel, alertou os líderes dos países mais desenvolvidos que o progresso no desenvolvimento de um sistema de distribuição de vacinas para nações mais necessitadas tem sido lento e que essa questão …

Explosão em Beirute. Danos segurados rondam mil milhões

As vítimas da explosão que destruiu o porto de Beirute e área circundante, em agosto, apresentaram um total de 14.921 reclamações de seguro, totalizando danos segurados estimados em perto de 1,62 biliões de libras libanesas …

Centenas de pessoas que morreram de covid-19 em Nova Iorque continuam em camiões frigoríficos

Muitos destes cadáveres, que continuam em camiões frigoríficos, são de pessoas cujas famílias não puderam ser localizadas ou que não podem cobrir os custos do enterro. De acordo com o The Wall Street Journal, cerca de …

Bolsonaro responsabiliza estados e municípios por não usarem testes

Mais de 6,8 milhões de testes RT-PCR, adquiridos pelo Ministério da Saúde brasileiro, perderão a validade entre dezembro deste ano e janeiro de 2021. O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, direcionou para estados e municípios a responsabilidade …

Médico presente na sala de emergência revela detalhes da morte de John F. Kennedy

Um médico que estava presente na emergência do Parkland Memorial Hospital, para onde John F. Kennedy (1917-1963) foi transferido depois de ser baleado numa visita política ao estado do Texas, revelou novos detalhes sobre a …

Aprovado prolongamento do prazo para entrega de teses de mestrado e doutoramento

O parlamento aprovou esta segunda-feira uma proposta de aditamento ao OE2021 que permite que seja prorrogado até ao final do ano letivo o prazo de entrega e apresentação das teses de mestrado e doutoramento. “É prorrogado, …