/

Candidato à Presidência do Peru quer tratar covid-19 com aguardente

Paolo Aguilar / EPA

Yonhy Lescano, candidato à Presidência do Peru

O candidato do centro-esquerda à Presidência do Peru Yonhy Lescano, pertencente ao partido Ação Popular, insistiu em tratar os sintomas da covid-19 com sal e aguardente de cana-de-açúcar, uma “receita” que carece de qualquer evidência científica.

O candidato, que continua a liderar as intenções de voto, entre 10% e 11%, de acordo com as últimas sondagens feitas no país, reafirmou a crença no tratamento dos sintomas da doença provocada pelo SARS-CoV-2 com aguardente de cana-de-açúcar e recorrendo “receitas naturais”.

“Acredito na medicina popular, na medicina natural. Há pessoas que se curam com folha de coca, com sal e com uma série de ervas e plantas que existem na Amazónia”, explicitou Yonhy Lescano durante uma entrevista ao programa “Panorama”, emitido pela Panamericana Televisión.

O antigo congressista defendeu também que a utilização de aguardente de cana-de-açúcar é corroborada com evidências científicas porque, argumentou, funciona como um elixir bucal à base de álcool para eliminar vírus e bactérias da boca.

“É o mesmo princípio”, enfatizou Yonhy Lescano, um de seis candidatos à Presidência do Peru com possibilidade de ir a uma segunda volta. As presidenciais estão agendadas para 11 de abril.

Contudo, não há quaisquer evidências científicas de que a utilização de aguardente seja eficaz no combate aos sintomas da covid-19.

Recorde-se que em abril de 2020, o então Presidente dos Estados Unidos, o republicano Donald Trump, foi amplamente criticado pela comunidade científica depois de sugerir injeções de desinfetante para tratar os sintomas da covid-19, durante um briefing sobre a situação epidemiológica no país.

  // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.