“Tiro ao lado” de Portugal no caso Manuel Vicente

PSD / Flickr

Luis Marques Mendes

Portugal emitiu um mandado de detenção para Manuel Vicente, ex-vice-presidente de Angola acusado de corrupção, pensando que ele estaria no nosso país. Mas, afinal, foi “um tiro ao lado das autoridades portuguesas”, como refere Marques Mendes.

No seu habitual espaço de comentário na SIC, Marques Mendes revelou que o tribunal que está a julgar a Operação Fizz, onde Manuel Vicente é acusado de corrupção, recebeu uma “informação da PSP” de que o ex-governante angolano estaria em Portugal.

Assim, foi emitido um mandado de detenção, mas foi “um tiro ao lado das autoridades portuguesas, uma vez que Manuel Vicente estaria, na verdade, em São Tomé e Príncipe, segundo realça o ex-líder do PSD na SIC. “Não havia necessidade”, constata.

Marques Mendes revela ainda que Manuel Vicente enviou, a 19 de Janeiro passado, uma carta à Procuradoria-Geral de Angola para pedir formalmente às autoridades do seu país que solicitem a Portugal a transferência do processo judicial em que está implicado.

Um sinal de que o ex-vice-presidente angolano “está disponível para ser julgado” em Angola, refere Marques Mendes.

O comentador refere, assim, que “nos próximos dias chegará formalmente a Portugal um pedido das autoridades judiciais de Angola para que o processo seja transferido para o país”.

Caso Centeno é “pé na poça” do MP

Comentando o caso de Mário Centeno, e as suspeitas levantadas pelo Ministério Público por causa dos convites que o ministro das Finanças solicitou para assistir a um jogo do Benfica, na tribuna VIP do Estádio da Luz, Marques Mendes constata que foi “um absurdo”.

“O MP meteu o pé na poça”, salienta o comentador da SIC, frisando que “pedir convites para ir para o camarote presidencial de um clube pode ser politicamente errado, mas não é crime”. “É um uso e costume, uma conduta habitual”, e portanto, “deixa de haver crime”.

“Não há recebimento de vantagem indevida, é a lei que o diz, e o Ministério Público devia sabê-lo bem, até porque vários magistrados já usufruíram desse uso e costume em camarotes de clubes de futebol”, considera também Marques Mendes.

Operação Lex é “murro no estômago”

A Operação Lex foi outro processo judicial abordado pelo ex-líder social-democrata no seu habitual espaço de comentário na SIC. Desta feita, para notar que “dois juízes desembargadores [respectivamente Rui Rangel e Fátima Galante] a serem alegadamente corrompidos é um choque” porque é sinal de que “a corrupção já chegou ao mais alto nível da justiça”.

Falando do caso como “um enorme murro no estômago” dos portugueses, Marques Mendes salienta, contudo, que “saber que ninguém fica impune, seja político, banqueiro, magistrado ou dirigente desportivo, é o lado positivo que devemos valorizar”.

“Este é o maior legado da actual Procuradora Geral da República; depois de Joana Marques Vidal a investigação tornou-se mais livre, mais independente e mais abrangente”, conclui Marques Mendes.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Falsa vítima dos atentados de Paris condenada a pena de prisão

Alexandra Damien, parisiense de 33 anos, que se fez passar por uma das vítimas do atentado de radicais islâmicos no dia 13 de novembro de 2015, em Paris, foi condenada por extorsão e falso testemunho. A …

Chefe do Estado-Maior do Exército demite-se

O chefe do Estado Maior do Exército (CEME), o general Rovisco Duarte, demitiu-se nesta quarta-feira, dois dias após a tomada de posse do novo ministro da Defesa A notícia, inicialmente avançada pela TVI24, é agora confirmada …

"Biscoitos Ronaldo" geram polémica em café português no Reino Unido

Café em Worcester, Reino Unido, vendeu cerca de 60 bolachas. Dono alega que se tratava de uma brincadeira. Um português que vive no Reino Unido gerou polémica ao vender, no seu café, bolachas alusivas às acusações …

Macron segue os passos de Portugal e remodela o Governo francês

Depois de Portugal, foi a vez da França fazer uma remodelação governamental. Quatro ministros estão de saída, entram oito e seis mudam de pasta. A remodelação do Governo francês foi anunciada na terça-feira, duas semanas depois …

Governo quer vender fardas da PSP e GNR na Internet

A criação de uma plataforma online para a venda das fardas dos militares da GNR e dos agentes da PSP é uma das medidas que consta do Orçamento do Estado para 2019, com o objectivo …

Explosão em escola na Crimeia faz 10 mortos e centenas de feridos

Pelo menos 10 pessoas morreram e outras 50 ficaram feridas numa explosão no Instituto Politécnico da cidade de Kerch, no leste da Crimeia, de acordo com fontes médicas russas. "Como resultado de uma explosão no Instituto …

Relação confirma pena de prisão máxima para Pedro Dias

O Tribunal da Relação de Coimbra confirmou esta quarta-feira a decisão da primeira instância de condenar Pedro Dias a 25 anos de prisão por vários crimes cometidos em Aguiar da Beira, a 11 de outubro …

Benefícios fiscais só para novos contratos podem acelerar despejos

Depois de analisar as propostas do pacote de habitação, a UTAO avisa para as possíveis consequências das medidas de alívio fiscal no arrendamento, por apenas se aplicarem a novos contratos.   A Unidade Técnica de Apoio …

Subvenções vitalícias a políticos custam 7,17 milhões (e a lista continua em segredo)

O Orçamento de Estado para 2019 prevê um gasto de 7,17 milhões de euros com as subvenções vitalícias atribuídas a políticos. Um valor que desce apenas 90 mil euros, relativamente a 2018, numa altura em …

Afinal, a Google cedeu dados de bloggers ao Benfica

O Benfica chegou a acordo com a Google para a obtenção da identidade dos autores de blogues que divulgaram emails roubados ao clube. Os encarnados terão desistido da acção contra a gigante tecnológica. O Jornal de …