O Tesla de Elon Musk pode destruir a vida em Marte

Antes do lançamento, o automóvel elétrico não foi esterilizado como se faz com as comuns naves espaciais. Por isso, o Tesla Roadster pode contaminar o planeta vermelho com bactérias terrestres, em caso de colisão.

O Tesla Roadster que foi lançado para o espaço a 6 de fevereiro pela SpaceX pode ser a maior carga de bactérias alguma vez lançada para o espaço. Caso entre em rota de colisão com Marte, esse facto pode-se tornar uma ameaça à vida biológica do planeta vermelha – se esta existir -, alertaram os cientistas da Universidade de Purdue dos EUA.

A NASA esteriliza as naves espaciais que pretende que aterrem noutros planetas, mas como o único objetivo da estação espacial de Elon Musk seria o de colocar o Roadster em permanente órbita, este acabou por não ser esterilizado antes do lançamento.

“É como uma espécie invasora, os organismos da Terra poderiam prosperar noutro planeta e acabar com os organismos nativos. Em caso de haver vida biológica em Marte, esta corre perigo de ser contaminada com organismos terrestres, e se estes se adaptarem, apoderar-se-iam do planeta vermelho, pelo que não sabemos o que acontecerá”, disseram.

As temperaturas extremas, a baixa pressão e a radiação cósmica fazem do espaço um ambiente inóspito para os organismos vivos. No entanto, este meio nem sempre se revela letal: algumas bactérias entram num estado latente no vazio espacial até que encontram as condições adequadas à vida.

A NASA já se mostrou contra a prática levada a cabo por Musk. A agência espacial norte-americana acredita que esta não é uma prática segura e que pode comprometer a pesquisa de vida em Marte.

A maior preocupação da diretora de Segurança Planetária, Lisa Pratt, é a de que as empresas comerciais estão a reduzir os custos de missões espaciais, o que pode aumentar o número de lançamentos.

Dessa forma, a diretora quer garantias de que todas as missões realizadas são seguras e não poluem o Sistema Solar. Pratt não quer outro Tesla Roadster a “passear” pelo espaço, ou que o lixo terrestre seja descartado em Marte.

O Tesla de Elon Musk poderia aterrar em Marte, ainda que esse seja um cenário pouco provável. O carro está numa órbita que cruza a Terra e Marte, e o mais provável é terminar com a colisão contra o nosso planeta.

Os cientistas avaliam esse risco em 6% de que o Tesla colida com a Terra durante o próximo milénio.

É quase caso para dizer que, afinal, o Tesla de Elon Musk levou duas cargas secretas para o espaço: um minúsculo dispositivo de armazenamento de informações que contém 360 terabytes de dados, o mesmo que 7 mil discos de Blu-Ray, e vida terrestre.

// RT / Canal Tech

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Isto é mesmo cómico, então o Elon Musk anunciou que queria colonizar marte, e estão preocupados se o Tesla leva vida microbiana?
    Mesmo que o roadster não atinja marte Elon promete levar o homem a marte e criar a primeira colónia humana nesse planeta, logo não se preocupem se o Tesla atinge Marte ou não… É que nem sequer é notícia…

  2. Ué, mas, num post anterior, ja n disseram q o Tesla falhou a órbita de Marte e está a caminho do Cinturão de Asteróides e q o mais perto q vai chegar de Marte, é a 6 bilhões de quilômetros?

  3. Como se não lançassem já pouco lixo neste planeta, agora também o lançam para o espaço… deve ser a solução para acabar com as lixeiras e os aterros… “exportar” lixo para o espaço, tal como há uns meses falava-se em “importar” lixo de Itália… não deve demorar muito a criar-se um “mercado bolsista de lixo” para movimentar ainda mais dinheiro em torno do que ( doutro modo ) não teria valor… caprichos de rico que não pensa minimamente nas consequências dos seus actos… para os menos avisados, basta ver o filme “Gravidade” para ver quais os efeitos do “lixo espacial”…

  4. Eu não queria estar na pele de algum micróbio que tivesse ido agarrado ao Tesla. No espaço fora da atmosfera da Terra, os raios altamente energéticos das carradas de estrelas, são a sentença de morte para qualquer bichito. Por isso, eu por nada deste mundo queria ser astronauta.

Facebook está a criar (com sucesso) tecnologia capaz de ler mentes

Há cerca de dois anos, o Facebook começou a desenvolver uma tecnologia capaz de ler as mentes das pessoas. Agora, a empresa apresentou com sucesso os primeiros resultados da sua investigação. O Facebook quer disponibilizar uma …

Descobertas oito novas fontes de Explosões Rápidas de Rádio vindas do Espaço

As Explosões Rápidas de Rádio (Fast Radio Bursts, FRBs) são dos enigmas mais intrigantes da astronomia moderna. Estes sinais de rádio, por norma, duram milésimos até desaparecer, mas alguns repetem-se de forma irregular. Desde a descoberta …

Cientista americana diz estar certa de que a Terra será atingida por asteroide

https://vimeo.com/355132338 Uma cientista americana de uma ONG dedicada a proteger a Terra diz que é 100% certo que um asteroide atingirá o nosso planeta. A cientista é Danica Remy, presidente da Fundação B612. Após um asteroide não …

NASA vai mesmo explorar Europa, a lua de Júpiter que pode ter vida extraterrestre

A NASA deu luz verde a uma missão para explorar uma lua de Júpiter que é considerada um dos melhores candidatos para a vida extraterrestre. A Europa - que é um pouco mais pequena do que …

País de Gales cancela plano controverso de criar "casas de banho robô"

O objetivo da construção era impedir atividade sexual, vandalismo e dormidas nas casas de banho públicas. O projeto ia recorrer às tecnologias de piso sensível ao peso, jatos de água, sensores anti-movimento e alarmes. O conselho …

Sem saber, uma mulher viveu durante 17 anos com a sua "gémea" dentro dela

Uma jovem na Índia, sem saber, viveu com uma das condições médicas mais raras e perturbadoras durante quase duas décadas. De acordo com um relatório de caso desta semana, a mulher tinha um saco que continha …

Novo filme da saga 007 já tem nome e data de estreia marcada

O novo filme da saga 007, realizado por Cary Fukunaga chama-se "No time to die" e estreia-se no Reino Unido e nos Estados Unidos em abril de 2020. "Daniel Craig regressa como James Bond, 007 em... …

Comporta pode tornar-se na nova Ibiza (e tudo começou com a queda do BES)

Após anos de um quase esquecimento, em termos de desenvolvimento imobiliário, a Comporta está a atrair investidores internacionais que encaram a pequena vila de Setúbal como uma "nova Ibiza". Um cenário que está a preocupar …

Família de Aretha Franklin cria fundo para a investigação de cancro raro

Um ano após a morte da cantora, a família de Aretha Franklin criou um fundo de apoio à investigação na área dos tumores neuroendócrinos, a doença rara que se revelou fatal para a celebridade, a …

Sporting vai monitorizar tudo o que se diz e escreve sobre jogadores

A empresa Noisefeed tem uma enorme base de dados relativa à atividade nas redes sociais de milhares de jogadores a nível global. Os jogadores de futebol de todo o mundo usam, cada vez mais, as redes …