O Tesla de Elon Musk levou uma carga secreta para o espaço

Arch Mission

3 das primeiras 5 bibliotecas Arch criadas até agora

Quando a semana passada a SpaceX lançou o mais poderoso foguetão do mundo, foi a sua carga especial – o Tesla Roadster de Elon Musk – a conquistar toda a atenção. Mas o desportivo eléctrico levava uma segunda carga secreta escondida no carro.

Preso no interior do primeiro carro espacial, está um pequeno objecto, projetacdo para durar milhões – ou mesmo milhares de milhões – de anos, muito mais que o próprio Roadster vermelho: um minúsculo dispositivo de armazenamento de informações que contém 360 terabytes de dados, o mesmo que 7 mil discos de Blu-Ray.

Chamado Arch, o minúsculo dispositivo feito de cristal de quartzo contém bibliotecas de informação codificadas. Parece um CD em miniatura, tem o tamanho de uma moeda, e é suficientemente resistente para suportar para sempre as terríveis condições espaciais.

Por trás da tecnologia está a Arch Mission Fundation, uma ONG que pretende “preservar e disseminar o conhecimento da humanidade através do tempo e do espaço, para o benefício das futuras gerações”. A tecnologia foi desenvolvida pelo físico Peter Kazansky, da Universidade de Southampton, no Reino Unido.

Os primeiros dois discos criados, o Arch 1.1 e o Arch 1.2, serão em teoria estáveis durante pelo menos 14 mil milhões de anos, graças à técnica de armazenamento em 5D, na qual a informação é codificada com a ajuda de nanoestruturas um vidro de sílica de quartzo.

O Arch 1.2 está agora a percorrer o espaço, no já mítico Tesla espacial de Elon Musk, a uma velocidade de 12.908 km/h, e leva a trilogia Foundation, de Isaac Asimov, um clássico de ficção científica cujo tema é a preservação do conhecimento e cultura humana num universo vasto e cruel. Este primeiro disco foi baptizado de “Biblioteca Solar”.

“A Biblioteca Solar vai estar em orbita do sol durante milhões de anos. Pense nisso como um anel de conhecimento à volta do Sol. Este é o primeiro passo de um projecto épico para seleccionar, codificar e distribuir os nossos dados através do Sistema Solar e além”, explica Nova Spivack, co-fundadora da Arch Mission Foundation.

Dois novos lançamentos estão programados para 2020 e 2030, com as arcas “Lunar” e “Mars”, que irão levar backups do conhecimento humano para a Lua e para Marte. O segundo disco foi também projectado para no futuro ajudar no desenvolvimento de uma internet no Planeta Vermelho.

Com todas estas arcas espalhadas pelo Sistema Solar, o conhecimento humano ficará descentralizado da Terra – e na realidade estas arcas podem até ser enviadas para muito, muito longe da Via Láctea.

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. A carga era secreta para os jornalistas que so leram a primeira parte do informação.
    Agora, enquanto tomavam uma bujeca, escutaram alguém a comentar os fantásticos discos e foram investigar e descobriram que a carga estava escondida no manifesto, um documento chato e pouco sensacionalista.

    Para a semana vão descobrir que o roadster tinha rodas, e que o condutor é um fato espacial sem ninguém lá dentro.
    As surpresas que o Elon prepara para a imprensa.

  2. O problema em questão: será que algum dia “se” a humanidade se extinguir e uma outra forma de vida “extra-terrestre” descobrir (se conseguir descobrir algo tão minusculo) este artefacto, o vai idolatrar de tal maneira que nem vão saber o que é na verdade, e vão pensar que será alguma reliquia apenas pelo formato e não pelo conteudo. Pois não acredito que vão saber o tipo de tecnologia incorporada nestes discos.

    Da mesma maneira que aqui na terra os humanos vão descobrindo piramides, artefactos do passado e também não o conseguem fazer, pelo menos em pratica nunca conseguem perceber qual o objetivo ou a “tecnologia” antepassada aplicada naqueles objetos, pois tornam-los imediatamente em peças de museu e/ou religiosos sem saberem o termo util.

    Penso que será assim que outros serem se deparão com a nossa tecnologia atual.

RESPONDER

Arábia confirma morte de Khashoggi no consulado. Foi durante "uma luta"

A Arábia Saudita reconheceu esta sexta-feira que o jornalista saudita Jamal Khashoggi foi morto no seu consulado em Istambul, na Turquia, durante uma luta, referindo que 18 sauditas estão detidos como suspeitos. "Investigações preliminares realizadas pelo …

Marido da nova ministra da Saúde renuncia a cargo que tinha no setor

O presidente do Conselho Nacional de Saúde, Jorge Simões, renunciou ao cargo invocando “motivos pessoais”, disse esta sexta-feira à agência Lusa fonte oficial do Ministério da Saúde. Numa resposta à Lusa, o gabinete da ministra da …

Ministério da Justiça tem “absoluta confiança” no sorteio da Operação Marquês

A Secretária de Estado da Justiça, Helena Mesquita Ribeiro, disse nesta sexta-feira que o Ministério tem "absoluta confiança" no sorteio de distribuição de processos aos juízes, reconhecendo, contudo, que é necessário averiguar as suspeições lançadas …

Fatura da eletricidade e do gás terá redução inferior a 2 euros

A redução do IVA na eletricidade e no gás natural prevista na proposta de Orçamento do Estado para 2019 deverá resultar numa diminuição da fatura mensal para as famílias inferior a dois euros, avançou hoje …

Cidade chinesa planeia criar uma lua artificial

As autoridades municipais de Chengdu, capital da província chinesa de Sichuan, anunciaram planos para a construção de uma lua artificial em 2020. Com um "brilho crepuscular", a nova lua iria iluminar a cidade num diâmetro …

Mineral ultra-raro descoberto em antiga cratera de meteorito na Austrália

Um mineral ultra-raro que apenas se forma quando rochas espaciais atingem a crosta terrestre com uma enorme pressão foi encontrado na Austrália. Até ao momento, só foram encontrados seis exemplares deste mineral, conhecido como reidite, …

Assange processa Equador por "violação de direitos fundamentais"

O co-fundador do WikiLeaks, Julian Assange, exilado na embaixada do Equador em Londres desde 2012, lançou esta sexta-feira uma ação legal contra o governo de Quito, alegando violação dos respetivos direitos fundamentais. Assange “acusa o governo …

O fóssil humano mais antigo da América foi encontrado nos escombros do Museu Nacional do Brasil

O crânio de Luzia, o fóssil humano mais antigo das Américas, foi encontrado por investigadores nos escombros do Museu Nacional do Brasil, que foi assolado por um enorme incêndio no passado mês de setembro. O fóssil …

Nascer no código postal certo (e ter uma boa mercearia) aumenta a esperança de vida

Segundo um estudo sobre a esperança de vida nos EUA, o local de nascimento importa. Se uma pessoa nascer no Mississipi, provavelmente não chegará aos 75 anos. Por outro lado, um natural de Nova Iorque …

Arqueólogos revelam segredos da única múmia tatuada do Egito

Um grupo de arqueólogos acaba de concluir as análises realizadas na única múmia tatuada já encontrada no Egito. Os testes revelaram muitos dos segredos desta múmia milenar, principalmente sobre as suas misteriosas tatuagens. A múmia, com …