Terramoto na Nova Zelândia causou mudanças radicais no relevo do litoral

@skyrize / Twitter

Terramoto na Nova Zelândia causou mudanças radicais no relevo do litoral

Terramoto na Nova Zelândia causou mudanças radicais no relevo do litoral

O terramoto de magnitude 7.8 que sacudiu a Nova Zelândia na última segunda-feira foi tão poderoso que levantou o leito do oceano em quase dois metros acima do nível da água, expondo sua textura interessante.

Na segunda-feira, a Ilha do Sul, na Nova Zelândia, foi palco de um dos terramotos mais poderosos da sua história, com uma magnitude de 7,8 na escala de Magnitude de Momento, MMS.

O terramoto causou centenas de novos tremores, tsunamis, deslizamentos de terra e uma série de outros cataclismos, e foi tão poderoso que levantou o leito do oceano quase dois metros acima do nível da água, expondo a sua textura interessante.

O fenómeno foi observado na pequena cidade de Kaikoura, e tudo aconteceu tão rapidamente que quando os moradores locais foram investigar, ainda havia pequenos animais marinhos a rastejar pelo solo elevado.

Diversos cientistas afirmaram que nunca tinham visto nada semelhante.

“Nunca vi isso num terramoto, é a primeira vez que observamos algo deste tipo”, afirma o geólogo marinho Joshu Mountjoy, investigador do Instituto Nacional de Pesquisa da Água e Atmosfera da Nova Zelândia.

“Vai demorar algum tempo até que isto regresse ao normal”, diz Mountjoy.

O terramoto deixou mais de mil habitantes locais e turistas isoladas por deslizamentos de terra. Duas pessoas morreram e dezenas ficaram feridas.

Os efeitos do tremor de terra foram tão intensos porque houve dois tremores simultâneos, que aconteceram em falhas geológicas na ilha sul do País pouco depois da meia noite.

Agora os neozelandeses temem que outros tremores secundários sentidos no local sejam um indicador de que outro grande terramoto esteja por vir a qualquer momento no próximo mês.

Os efeitos do terramoto são visíveis em toda a costa de Kaikoura. O que mais impressiona foi a rapidez com que tudo aconteceu: entre 90 segundos e 2 minutos.

Mountjoy explica que não houve uma única ruptura no leito oceânico, mas múltiplas delas.

Os investigadores agora concentram-se em tentar descobrir como exactamente é que o terramoto alterou o relevo do litoral. Até agora há indícios de que a terra não se moveu apenas para cima, mas para os lados também.

Informações de GPS já mostraram que o Cabo Campbell, na região de Marlborough, se moveu pelo menos de dois a três metros na direção horizontal e sentido nordeste, e o marégrafo do local apontou para um aumento da maré de 90cm.

A série de abalos mudou também radiucalmente a estrutura do interior da Nova Zelândia, que ficou desfigurada com seis novas “cicatrizes” — grandes falhas geológicas em locais onde antes não existiam.

ZAP / HypeScience

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

A supergigante Betelgeuse é mais pequena e está mais perto da Terra do que se pensava

De acordo com um novo estudo feito por uma equipa internacional de investigadores, podem ser necessários mais 100.000 anos até que a estrela gigante vermelha Betelgeuse morra numa explosão de fogo. O estudo, liderado pela Dra. …

Mulheres menos propensas à covid-19 por respeitarem mais o distanciamento social

Uma das razões pelas quais as mulheres podem ser menos vulneráveis ​​a infeção pelo novo coronavírus deve-se ao facto de serem mais propensas a aderir às políticas de distanciamento social, sugeriu uma nova pesquisa. Uma pesquisa …

Braga 3 - 0 AEK | Minhotos de gala conquistam atenienses

O Sporting de Braga iniciou a sua participação no Grupo G da Liga Europa com uma vitória. Na recepção aos gregos do AEK de Atenas, os minhotos mostraram ser muito mais equipa e ganharam por …

Capitalismo vai arruinar o planeta até 2050, alertam cientistas

Um grupo de cientistas alerta que se continuarmos com este capitalismo desenfreado, o nosso planeta vai sofrer consequências a nível climático e ambiental. Até 2050, o planeta Terra pode sofrer seriamente às mãos do capitalismo desenfreado. …

Os novos faróis inteligentes da Audi levam-no ao cinema sem sair do carro

Os novos faróis LED da Audi levam-no ao cinema sem sair do carro, já que são capazes de projetar imagens na estrada ou em paredes. A novidade é lançada na nova linha de SUVs elétricos da …

FC Porto foi "histriónico" e não se portou bem, escreve-se em Manchester

Jornal inglês alega que os elementos do FC Porto foram exagerados, turbulentos e não tiveram um comportamento adequado. Não há uma única palavra sobre o árbitro. Na manhã seguinte à derrota (3-1) do FC Porto em …

De passagem secreta a cemitério de carros. Túnel sob Nápoles "esconde" veículos enferrujados da II Guerra

No centro de Nápoles, em Itália, há veículos e motocicletas abandonados e enferrujados dos anos 1940 alinhados num túnel a mais de 30 metros abaixo dos seus pés. A Piazza del Plebiscito foi nomeada após uma …

Primeira ministra islandesa interrompida por um terramoto quando dava uma entrevista em direto

Um terramoto de magnitude 5.6 interrompeu uma entrevista em direto da primeira ministra islandesa ao The Washington Post. Mas Katrin Jakobsdottir reagiu à situação de forma tranquila: "Isto é a Islândia". Katrin Jakobsdottir estava a dar …

O voo mais longo do mundo está de volta (e agora é ainda mais longo)

O voo da Singapore Airlines que partia de Singapura com destino até Nova Iorque, foi uma das vítimas do covid-19 e ficou suspendo a 23 de março. Agora, é possível viajar nesta rota novamente, e …

Obras de cinco museus de Berlim vandalizadas no início do mês

Sarcófagos egípcios, pinturas do século XIX e esculturas em pedra de três dos principais museus de Berlim foram atacados com uma substância líquida oleosa a 3 de outubro, dia em que se festejaram os 30 …