Clima de tensão leva Rio a negociar com Costa fora do Parlamento

Inácio Rosa / Lusa

A primeira semana de Rui Rio não foi um mar de rosas. O novo líder prepara-se para enfrentar o partido e negociar com o Governo directamente sem passar pelo grupo parlamentar do PSD, caso a contestação dentro do partido continue.

A mensagem do novo líder do PSD é clara: Rui Rio não quer entrar em choque direto com os seus críticos, mas também não está disponível para ceder nas suas intenções para o partido. Desta forma, vai segurar Fernando Negrão, da mesma forma que segurou Elina Fraga.

Ao Público, um membro da atual direção do PSD afirmou que Rio “não é a favor de consensos podres e não clarificadores. Um outro membro da direção acrescentou que “se for preciso Rio conduzirá a sua estratégia de entendimento com o PS para levar a cabo reformas no país fora do Parlamento, através dos grupos de trabalho que vão negociar com o PS a descentralização e fundos estruturais do Portugal 2030″.

Esta decisão de enfrentar o próprio partido e negociar com o Governo diretamente sem passar pelo grupo parlamentar do PSD é mais um ataque à contestação que Rui Rio enfrenta depois de Fernando Negrão ter sido eleito por uma minoria de votos.

Há quem fale em “golpe palaciano“, mas Rui Rio deverá prosseguir a sua agenda por outros meios e cumprir os seus objetivos.

Porém, se há quem aponte o dedo a Rui Rio, há também que o aponte o dedo aos deputados. Um dirigente afirmou ao jornal que o que os deputados estão a fazer em relação a Negrão “não reflete o resultado do congresso que foi de unanimidade e consenso”.

“O doutor Fernando Negrão teve a unanimidade do grupo parlamentar para, há dois anos, ser o candidato do PSD à presidência da Assembleia da República e agora, que é escolhido pelo doutor Rui Rio, tendo sido porta-voz da campanha do doutor Santana Lopes, não serve?”, questiona. “Há deputados que não perceberam a mensagem do congresso“.

Clima de tensão vai a exame na próxima quinta-feira

Na próxima quinta-feira, Fernando Negrão fará a sua primeira reunião da bancada, enfrentando os deputados que depositaram 32 votos em branco e 21 votos nulos.

O novo líder parlamentar quer envolver todos os deputados na nova estratégia do partido. Numa entrevista à SIC, garantiu que não irá esforçar-se para descobrir quem foram os elementos da sua lista que não votaram nele.

Ainda assim, classificou de “ridícula” a crítica do deputado Sérgio Azevedo, face ao seu desvalorizar dos votos de protesto e reduziu a opinião de Paula Teixeira da Cruz de que não teria legitimidade a “uma interpretação jurídica”, avança o jornal.

Mas a grande dúvida que irá continuar a pairar no ar é se esta guerra no PSD fica por aqui, se continua, ou se, por outro lado, a estratégia dos críticos é fragilizar Rui Rio e pôr a sua liderança em causa ainda antes das legislativas ou se esperam pelo final de 2019.

“Depende de como ele aguentar isto tudo. A equipa dele já está partida, Lisboa vai cilindrá-lo, no Parlamento vai ser muito difícil”, admite um dos ‘montenegristas’, a ala que nasceu no PSD depois do congresso do último fim-de-semana, ao Público.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. “[…]por outro lado, a estratégia dos críticos é fragilizar Rui Rio e pôr a sua liderança em causa ainda antes das legislativas ou se esperam pelo final de 2019[…]

    Haverá sempre algum azedume ideológico de uma certa ala do PSD para com Rui Rio. São os Santanistas/Cavaquistas neoliberais e para eles um Rui Rio que quer que o Partido Social Democrata seja “social democrata”, não agrada. É uma gente que já tinha dada como adquirida a ideia de ter um PSD colado às ideologias do PPE (ao qual apenas o CDS deveria pertencer ideológicamente).

    Uma gentinha que tem ainda esperanças de derrubar Rui Rio com estas manobras de bastidores e de contra-propaganda… Como se isso fosse possível ou sequer desejável. Eles não compreendem que mesmo que isso tivesse alguma hipótese de acontecer, o único resultado prático sería atirar o PSD para uma crise de estabilidade e credibilidade sem precedentes, empurrando muitos dos seus votantes para o PS.Ou então o objectivo é empurrar votos para os “conservadores” do CDS e é para lá que esperam tranferir os descontentes do PSD.

  2. Os parlamentares do PSD estão a dar um espectáculo deplorável ao país.
    Mais interessados nas suas vidinhas do que no país e no partido que (não) representam.
    Costa pode dormir descansado…

  3. O problema que o Rio tem de resolver é afrontar os interesses instalados de um grupo de baronetes que não representam o partido nem o país, porque escolhidos a dedo nas “universidades de verão”. O que está em linha com o “elitismo” que já vem dos tempos do prof. Cavaco, sendo o exercício do poder a única coisa que une o “saco de gatos” da bancada parlamentar.
    Sem uma base ideológica forte, a única coisa que os une são os interesses individuais e de grupo. Razão tem o Carlitos – Costa pode dormir descansado !

RESPONDER

Dez funcionários agredidos no aeroporto de Lisboa em 3 meses

O Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (Sitava) alertou, na quinta-feira, para as sucessivas agressões a trabalhadores da Groundforce nas portas de embarque do aeroporto de Lisboa, referindo "mais de uma dezena de episódios" …

Brasil vs Costa Rica | Triunfo arrancado a ferros

O Brasil deu um passo importante rumo aos oitavos-de-final do Campeonato do Mundo, vencendo a Costa Rica por duas bolas a zero. Num jogo muito difícil do Grupo E ante uma Costa Rica muito fechada …

Europeus que quiserem continuar a viver no Reino Unido vão ter de pagar 74 euros

Se quiserem continuar a viver no Reino Unidos, os cidadãos europeus vão ter de pedir uma autorização de residência permanente. O Governo britânico prometeu um sistema fácil para quem quiser permanecer no país. Os cidadãos europeus …

Pode haver uma ligação entre o Alzheimer e vírus no cérebro

Cientistas sugerem a ligação entre a doença de Alzheimer, a forma mais comum de demência, e a presença de vírus no cérebro. O estudo identificou níveis elevados de dois tipos de herpesvírus humanos - 6A e …

Está provado: a teoria da gravidade de Einstein é válida noutras galáxias

Astrónomos provaram que a teoria da gravidade de Einstein é válida também em galáxias "vizinhas" da Via Láctea, ao realizarem pela primeira vez um teste preciso sobre a gravidade fora do Sistema Solar. Para fazer este …

"Mal-estar" no PSD. Deputados votaram à revelia de Rui Rio

A direcção do PSD considera "gravíssima" a decisão da bancada social-democrata de votar a favor do projecto do CDS-PP sobre combustíveis, notando que foi tomada "à revelia" de Rui Rio. Um dado que surge numa …

Fim das isenções para os Recibos Verdes na Segurança Social

O regime de contribuições para a Segurança Social dos chamados Recibos Verdes vai mudar em Janeiro de 2019. Uma das alterações mais significativas é o fim das isenções de pagamento para quem acumule o trabalho …

ERC "reprova veementemente" Porto Canal por divulgar e-mails do Benfica

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social decidiu "reprovar veementemente" o Porto Canal pela divulgação de e-mails do Benfica, após queixa das "águias". O operador televisivo anunciou que vai "impugnar judicialmente" a decisão. A decisão da …

Detido suspeito do homicídio do rapper XXXTentacion

Um homem suspeito de ter assassinado o rapper XXXTentacion foi detido na quarta-feira, dois dias depois do jovem de 20 anos ter sido baleado mortalmente, na Flórida, nos EUA. Segundo a agência Reuters, o suspeito, …

Constituição impede redução do preço dos combustíveis (pelo menos para já)

A esquerda e a direita juntaram-se contra o Governo e aprovaram a redução do imposto sobre os combustíveis, mas isso não significa que o preço final que os condutores portugueses pagam nas bombas de gasolina …