Tempo de espera para consultas e cirurgias deverá agravar-se

Mário Cruz / Lusa

Segundo o presidente da Associação Portuguesa dos Administradores Hospitalares (APAH), Alexandre Lourenço, o tempo de espera para consultas e cirurgias deverá agravar-se num futuro próximo.

O alerta está lançado por Alexandre Lourenço, que justifica o agravamento pela redução do horário de trabalho e pelas greves. O presidente da APAH reconhece que a situação se tenha deteriorado nos finais de 2018 e admite que pode piorar no futuro.

“Pelo menos em relação a 2017, a expectativa é que os tempos se deteriorem por todos estes efeitos no Serviço Nacional de Saúde”, disse Alexandre Lourenço numa entrevista conjunta à Rádio Renascença e ao Público.

A expectativa é que os tempos se deteriorem“, avisou o presidente da APAH, explicando que “a redução do horário de trabalho das 40 para as 35 horas nos contratos individuais de trabalho e a greve no final do ano terá cancelado cerca de 7000 a 8000 cirurgias”.

No decorrer da entrevista, Alexandre Lourenço destacou um grave problema no Serviço Nacional de Saúde, que se prende com a limitação do número de anestesiologistas. Além disso, os resultados do relatório da Entidade Reguladora de Saúde relativo ao final de 2018 mostra que os tempos de acesso a cirurgia são mais problemáticos em hospitais periféricos.

O administrador hospitalar acredita ainda que recuperar os tempos de espera e a confiança será uma tarefa complicada. “Os tempos de espera só serão recuperados quando as instituições tiverem autonomia para gerir as suas próprias organizações”, explicou, acrescentando que é necessário um maior investimento no setor e uma melhor política de gestão de recursos humanos.

“As estruturas não têm flexibilidade para dar resposta a todo o volume de doentes que temos no sistema”, disse Alexandre Lourenço. O presidente da APAH mostra ainda o seu descontentamento pela “gestão financeira e orçamental das instituições de saúde completamente errada e que leva ao aumento do desperdício”.

A sua previsão é que as dívidas aumentem, “como tem ciclicamente aumentado”. Alexandre Lourenço explica que a dívida aos fornecedores vai aumentar e depois existe uma injeção financeira adicional no final do ano pelo Ministério das Finanças. “Esta é uma gestão orçamental completamente errada“, realçou.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Grande governo SOCIALISTAS,sempre a bater recordes!!Rumo a nova bancarrota!O que no val ,é o passe social estar barato!Viva a gerigonça!Prestes a ter piores serviços publicos que na altura da troika.Ilisionistas e aldrabões ao nível de Berardo&CO.

RESPONDER

"Algo incrível". Guterres louvado por impedir nações poluentes de falar na cimeira climática

A ONU já tinha anunciado que apenas líderes com um plano de ação climático claro poderiam falar, e parece que António Guterres está decidido em seguir esta diretiva. O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, foi …

Boris tem 12 dias para apresentar à UE por escrito os seus planos para o Brexit ("se existirem")

O Presidente francês e o primeiro-ministro finlandês concordaram que "está na hora de Boris Johnson apresentar as suas propostas por escrito - se elas existirem". Boris Johnson tem 12 dias para apresentar, por escrito, à União …

Portugal regressa ao quinto lugar do ranking da FIFA

Portugal regressou ao quinto lugar do ranking da FIFA, divulgado esta quinta-feira pelo organismo regulador do futebol mundial, com a subida de uma posição após as vitórias fora diante da Sérvia e Lituânia. Na anterior classificação, …

Congressista muçulmana acusa Donald Trump de colocar a sua vida em risco

A congressista democrata muçulmana Ilhan Omar acusou na quarta-feira o Presidente norte-americano, Donald Trump, de colocar a sua vida em risco, após ter partilhado um vídeo falso relacionado com o aniversário do 11 de setembro. Em …

Novas regras para pagamentos deixam alguns cartões de refeição ilegais

Com a entrada em vigor no dia 14 de setembro das novas regras para fazer pagamentos, alguns cartões de refeição emitidos por bancos ficam em situação irregular. As medidas fazem parte de uma diretiva europeia e …

Bruno Fernandes terá partido portas do Estádio do Bessa após expulsão

O capitão dos leões, expulso no tempo de compensação do jogo contra o Boavista, terá partido duas portas na zona dos balneários do estádio do Bessa. O Correio da Manhã mostrou, esta quarta-feira, imagens de Bruno …

Contratos de 1,8 milhões levaram à demissão de secretário de Estado

Os contratos celebrados pelo Estado com empresas privadas no âmbito dos programas de prevenção de incêndios sobre os quais incide a investigação do Ministério Público que constituiu como arguido o secretário de Estado da Proteção …

Israel. Netanyahu propõe ao partido da oposição criar um "governo de unidade"

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, desafiou nesta quinta-feira Benny Gantz, líder do partido rival, para formar um "governo de unidade". As eleições em Israel, na terça-feira, determinaram um cenário em que nem o partido Likud …

Dez anos depois, Naide Gomes vai receber medalha de bronze dos Mundiais

A antiga atleta portuguesa Naide Gomes vai receber, nos Mundiais de atletismo, em Doha, a medalha de bronze referente à prova de salto em comprimento dos Mundiais de 2009, que se disputaram em Berlim. A antiga …

Filho de José Eduardo dos Santos começa a ser julgado a 25 de setembro

O ex-presidente do Fundo Soberano de Angola José Filomeno dos Santos vai começar a ser julgado a 25 de setembro. "Zenu" é acusado de branqueamento de capitais e peculato. José Filomeno dos Santos, antigo presidente do …