Televisões e jornais franceses vão deixar de publicar imagens de terroristas

Alberto Estevez / EPA

Vários jornais e canais de televisão em França anunciaram que vão deixar de publicar imagens de terroristas. A decisão surge depois da vaga de atentados que vem assolando o país e pode levar o governo francês a criar uma lei especial para generalizar a medida.

O jornal Le Monde, o France Info, o canal de televisão BFM TV, o jornal católico La Croix, bem como o grupo France Médias Monde (que inclui as cadeias RFI, France 24 e MCD), estão entre os que decidiram que não voltarão a publicar as fotografias de terroristas. E a Europe 1 decidiu que não vai divulgar sequer os seus nomes.

São medidas que pretendem “evitar eventuais efeitos póstumos de glorificação“, conforme explica o director do Le Monde, Jérome Fenoglio, num editorial intitulado “Resistir à estratégia do ódio”.

O jornalista diz que a “batalha” contra o terrorismo não pode ser apenas uma preocupação para as forças de segurança e para os políticos, mas que “respeita a todos os componentes da sociedade”, nomeadamente aos sites de informação e aos jornais.

Em declarações ao France Info, Jérome Fenoglio acrescenta que o Le Monde não voltará a publicar fotos “extraídas do passado dos terroristas” ou aquelas que possam ter sido tiradas por estes “antes da passagem ao acto” e que possam ser encaradas como “uma forma de glorificação póstuma”.

Fenoglio explica que o jornal Le Monde já tinha recusado publicar uma imagem do terrorista de Nice, em que ele aparece a mostrar os músculos, por a considerar “inutilmente chocante, indecente e pouco informativa”.

No entanto, o jornal vai continuar a divulgar informações sobre os terroristas, nomeadamente nomes, perfis ou “fotos de captura de ecrã como provas indubitáveis da sua presença num lugar antes de um atentado” ou ainda imagens de “documentos de inquérito”, explica Fenoglio.

“Para poder lutar contra o mal, é preciso poder continuar a explicá-lo, a investigar, a comparar, a fazer o nosso trabalho de jornalista”, conclui o director do Le Monde.

Já o director adjunto da BFM TV, Alexis Delahousse, salienta que, em termos de imagens, o canal vai publicar apenas “os avisos de procura difundidos pelas forças da ordem e que podem ajudar os investigadores”.

Por outro lado, órgãos de comunicação como os jornais Libération e Le Figaro, ou como o canal France Television, não aderem a esta ideia, considerando que divulgar as fotos dos terroristas não é o mesmo que glorificar os seus actos ou o terrorismo.

Esta falta de consenso estará a levar a Secretária de Estado de Ajuda às Vítimas, Juliette Méadel, a estudar a possibilidade de criar um projecto de lei que vincule todos os média aos mesmos princípios, nomeadamente no sentido de os proibir de divulgar a identidade dos terroristas, aquando de novos atentados, conforme avança a rádio RFI.

SV, ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Excelente medida. Vem ela de encontro àquilo que por diversas vezes tenho tentado demonstrar; quanto maior for a exploração das imagens, das noticias e das sequelas maior será o desejo de continuar a saga para ganhar publicidade e provocar o medo nos cidadãos. Ainda bem que a França toma esta decisão e bom seria que todos os restantes paises da Europa seguissem este exemplo. Nem noticias nem imagens. Silêncio absoluto. A frustração tomará lugar junto daqueles que procuram um momento de glória. Nem que seja â custa de inocentes.

    • Também concordo com a medida. Deverá haver discernimento até que ponto a informação é útil, ou apenas promove/ incentiva a novos actos de terrorismo. Está nas mãos de todos os responsáveis pela comunicação social avaliar a pertinência versus impacto da informação por eles divulgada. Essa avaliação deveria deixar de ter como prioridade o público em geral, para ser o público susceptível de sentir incentivos à posteridade através de actos de loucura como os que temos assistido nos últimos tempos.

RESPONDER

Com os zoos fechados, tudo serve para entreter uma família de lontras. Até um simples galho de bambu

O confinamento serviu como um lembrete indesejado de que ficar preso dentro de casa sem muito o que fazer pode ser desgastante. O mesmo é verdade para os animais, por isso os jardins zoológicos tiveram …

Uma ilha, cinco géneros. Os Bugis têm palavras para as "cinco maneiras de estar no mundo"

Uma ilha, cinco géneros. O povo Bugis é um poderoso grupo étnico que se destaca pelo reconhecimento de cinco géneros distintos. Na Indonésia, a ilha Sulawesi é a casa de um povo que reconhece cinco …

O "aeroporto do amanhã" está abandonado no meio de um pântano dos Estados Unidos

Era para ser o "aeroporto do amanhã", um centro intercontinental para aviões supersónicos com seis pistas e conexões ferroviárias de alta velocidade para as cidades vizinhas. Hoje, é pouco mais do que uma pista no …

Facebook remove (acidentalmente) página oficial de Ville de Bitche, uma remota cidade francesa

O Facebook apagou a página de Ville de Bitche, uma remota cidade francesa. O município passou um mês a apelar à rede social para repor a página. "Recebemos uma mensagem no Facebook e também percebemos que …

NASA escolheu SpaceX de Elon Musk para a próxima missão tripulada à Lua

Elon Musk fecha contrato de 2,9 mil milhões de dólares para levar o Homem novamente à Lua. O contrato é a mais importante vitória da SpaceX e reforça a posição da empresa como parceira …

Benfica 1-2 Gil Vicente | Galo canta e silencia águia na Luz

STOP. O Gil Vicente visitou na tarde deste sábado o Benfica e saiu do palco da Luz com os três pontos na bagagem e a “cantar de galo”, ao vencer por 2-1, num duelo relativo …

"Longa vida à monarquia." Realeza britânica tende a viver mais três décadas do que a população geral

As diferenças na longevidade de alguns membros da família real em comparação com a população em geral são extremamente grandes, mas não incomuns. O príncipe Filipe, marido da rainha Isabel II e o consorte mais antigo …

Abominável (e falso) Homem das Neves. Líder russo usou Yeti para atrair turistas para a Sibéria

Um dos líderes regionais mais antigos de Vladimir Putin confessou ter encenado avistamentos falsos de Yetis numa tentativa de encorajar o turismo na Sibéria. Aman Tuleev, um dos líderes regionais de longa data do Presidente russo …

Irão já está a enriquecer urânio a 60%

O Irão avisou e já está a cumprir. Menos de uma semana depois de ter acusado Israel de um ataque contra a sua principal central nuclear, o país diz estar a enriquecer urânio com uma …

Salvini vai a julgamento em Itália por bloqueio de migrantes em navio

Matteo Salvini, líder do partido de extrema-direita italiano Liga, vai ser julgado por acusações de sequestro pela sua decisão de impedir o desembarque de 147 migrantes resgatados no Mediterrâneo pela Open Arms, em agosto de …