Tecnologia portuguesa ajuda a evitar desastres ambientais por fuga de combustível

Foi desenvolvida no Porto uma tecnologia que tornará possível a monitorização remota e de forma contínua de mangueiras submersas, permitindo a manutenção preventiva e a deteção de fugas, evitando potenciais desastres ambientais.

Investigadores do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC) desenvolveram uma solução que, através da monitorização remota e contínua de mangueiras submersas, permite detetar eventuais fugas de combustível e evitar desastres ambientais.

A tecnologia, intitulada Underwater Wireless Sensor Network (UnWSN) e desenvolvida desde junho de 2018, visa “monitorizar” as mangueiras submersas que são utilizadas no transporte de fluidos como crude e água salgada pela indústria petrolífera.

Em declarações à Lusa, Rui Campos, investigador do INESC TEC, explicou que esta solução “vem dar resposta a um problema”: a monitorização periódica das mangueiras submersas que são usadas entre os navios e as refinarias, e nas plataformas petrolíferas em alto mar.

“Neste momento essa monitorização é realizada recorrendo a mergulhadores profissionais, com os inerentes custos elevados, periodicidade de monitorização muito limitada e impossibilidade de monitorização a grandes profundidades”, afirmou.

Esta solução vem, assim, permitir que a monitorização “seja feita quer em águas pouco profundas quer em águas profundas, a custos significativamente menores e em tempo real“, salientou o também coordenador da área redes sem fios do INESC TEC.

O UnWSN, ao tratar-se de uma solução de comunicações sem fios, permite que as atuais ferramentas utilizadas, como as comunicações acústicas ou os rádios com alcances limitados, sejam substituídas por sensores, instalados em mangueiras com um comprimento até 150 metros durante vários anos.

Segundo Rui Campos, esta solução pode vir a desempenhar “um papel verdadeiramente pioneiro” na indústria petrolífera que tipicamente dependa da utilização de vários equipamentos submersos. Mas não só, também no setor das eólicas offshore e da aquacultura offshore, esta solução poderá vir a ter um grande impacto.

“Esta solução poderá ter impacto no âmbito da monitorização em tempo real de objetos ou equipamentos submersos, quer em ambiente fluvial quer em ambiente marítimo”, frisou.

À Lusa, o investigador disse ainda que, no âmbito do UnWSN, já foram submetidos dois pedidos de patente, estando neste momento à espera de respostas de modo a que a solução possa vir a ser aplicada na indústria.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Maior ameaça ao crescimento português vem de Espanha

Diz o ditado popular que de Espanha nem bom vento, nem bom casamento. Mas, na verdade, o crescimento económico do país vizinho tem contribuído para puxar pela economia portuguesa. Agora, quando se prevê um abrandamento …

Cabo Verde esteve sem Internet durante 24 horas

O arquipélago de Cabo Verde voltou a ter acesso à Internet na tarde desta sexta-feira, cerca de 24 horas depois de uma instabilidade provocada por falhas no fornecedor internacional do serviço. O país tinha ficado sem …

Ventura em operação de charme no Porto depois de um atraso muito criticado no Parlamento

O deputado André Ventura, eleito pelo Chega, tem agendada para este sábado uma verdadeira operação de charme no Porto, com encontros com o presidente da Associação Comercial do Porto e com apoiantes do partido. Iniciativas …

Assistente social acusada de maltratar 14 crianças em centro de acolhimento

O Ministério Público (MP) acusa uma mulher de 46 anos, que era assistente social e diretora técnica de um centro de acolhimento na Maia, no distrito do Porto, de maltratar 14 crianças nesta instituição. De …

Marcelo não vê razão de preocupação com empresas portuguesas de Isabel dos Santos

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta sexta-feira ter sinais de que não há razão para preocupação nos setores económicos e empresas portuguesas nas quais a Isabel dos Santos está a vender …

Mina de lítio em Montalegre. "Impactes negativos minimizáveis” e 370 empregos

O Estudo de Impacte Ambiental (EIA) da concessão de exploração de lítio, em Montalegre, conclui que o projeto possui “impactes negativos” que, no entanto, “não são significativos”, “são minimizáveis” e de “abrangência local”. O EIA do …

Cristas faz o mea culpa e abandona o congresso. Corrida à sucessão faz-se a cinco

O 28.º congresso nacional do CDS arrancou este no Parque de Feiras e Exposições de Aveiro com o discurso da líder demissionária Assunção Cristas, que fez uma espécie de mea culpa e agradeceu aos centristas …

Sérgio Conceição sai do FC Porto no fim da época

O treinador do FC Porto, Sérgio Conceição, deixará o comando dos dragões no final da temporada. A derrota em casa com o Braga terá ditado a saída do técnico azul e branco. O técnico do FC …

Joacine quer mais direitos para deputados sem partido. "Está a antecipar" o futuro

A deputada Joacine Katar Moreira, do partido Livre, defendeu esta sexta-feira o alargamento dos direitos regimentais dos deputados não inscritos em partidos. A deputada única do Livre assumiu esta posição no final de uma reunião do …

França confirma 3 casos de coronavírus chinês. Já chegou à Austrália e Malásia

Depois de França ter confirmado três pessoas infetadas com o novo coronavírus oriundo da China, também a Austrália e Malásia reportaram casos. As autoridades da Malásia anunciaram este sábado terem registado os primeiros três casos de …