Taxistas preparam vigília em frente à residência oficial de António Costa

Mário Cruz / Lusa

Os taxistas continuam em protesto pela suspensão da “lei Uber”. Nesta segunda-feira, no sexto dia consecutivo de manifesto, os motoristas de táxi vão realizar uma caminhada dos Restauradores até à Praça do Comércio, em Lisboa.

Os motoristas de táxi, que continuam concentrados na Praça dos Restauradores, vão caminha pelas 14 horas até à Praça do Comércio, onde farão uma vigília em frente à residência oficial do primeiro-ministro.

“Amanhã [segunda-feira] saímos a pé aqui dos Restauradores até à Praça do Comércio, onde vamos realizar uma vigília em frente à residência oficial do Primeiro-Ministro“, disse à agência Lusa Florêncio Almeida, da Associação Nacional dos Transportadores Rodoviários em Veículos Ligeiros (ANTRAL).

Os motoristas de táxis querem ser recebidos por António Costa, pretendendo a sua intervenção direta neste processo. A residência oficial do primeiro-ministro está provisoriamente instalada no Ministério do Mar, no Praça do Comércio, desde abril, devido a obras no palacete de São Bento.

As viaturas vão continuar estacionadas na Avenida da Liberdade durante os protestos, garantiu Florêncio Almeida.”Os carros não vão sair daqui, enquanto não tivermos provas de que vão resolver este problema. Isto é ponto final, até porque não nos vamos vencer pelo cansaço”, declarou.

No decorrer do protesto, que se iniciou na quarta-feira, as associações que representam os motoristas de táxi, a ANTRAL e a Federação Portuguesa do Táxi (FPT), receberam o apoio das câmaras municipais de Albufeira, Loulé, Setúbal, Sobral de Monte Agraço e Loures, disse Florêncio Almeida, que acrescentou: “de Lisboa, infelizmente, não, mas não é de admirar que desta vereação só tenso sido maltratados”.

Marcha até à Assembleia da República

Os taxistas não pretendem abrandar. Já na quarta-feira, adiantou o mesmo responsável, os motoristas projetam realizar uma marcha até à Assembleia da República para se manifestarem, coincidindo com a presença do ministro do Ambiente, que tutela o setor.

Florêncio de Almeida referiu que para iniciarem o diálogo com o Governo, além da exigência de a lei passar a contemplar a fixação, pelos municípios, do contingente de carros para aluguer de passageiros, querem a revisão do regime tarifário.

Já no sábado, Carlos Ramos, da FPT, tinha afirmado à Lusa a questão do regime tarifário, que qualificou como “caduco”. “É preciso ainda regulamentar o acesso às praças de táxi de aeroportos e portos, criar um regulamento disciplinar e um código de conduta, e criar um sistema de tarifário específico”, acrescentou Carlos Ramos.

Na capital, os táxis estão parados ao longo da Avenida da Liberdade, desde a Praça dos Restauradores, em protesto contra a entrada em vigor, a 1 de novembro, do diploma que regula as plataformas digitais de transportes.

Relativamente às plataformas digitais de transporte – Uber, Taxify, Cabify e Chauffeur Privé -, Carlos Ramos afirmou que se devem pensar num sistema de equilíbrio, “por exemplo em Espanha há uma viatura descaracterizada para 30 táxis”. “Nós não somos a Espanha, mas este é um exemplo”, argumentou.

Na passada sexta-feira, o processo teve um desenvolvimento, com o PCP a pedir a revogação da lei, uma decisão que os taxistas consideram estar no “caminho correto”, mas que ainda não é suficiente. No sábado as duas estruturas foram recebidas pelo chefe da Casa Civil da Presidência da República.

Taxistas do Porto “com expectativas na vigília”

Também no Porto o protesto segue firme. Cerca de 300 taxistas cumprem esta segunda-feira na cidade do Porto o sexto dia de protesto, aguardando “com expectativa” pela vigília à porta da residência do primeiro-ministro.

José Monteiro, vice-presidente da ANTRAL, explicou que os profissionais que se encontram esta manhã na avenida dos Aliados – “mais de 300” – estão “na expectativa” de obter resposta ao protesto iniciado na quarta-feira na sequência da vigília junto à residência oficial do primeiro-ministro, em Lisboa.

O responsável da ANTRAL adiantou que “começa a desenhar-se a ideia de os taxistas do Porto se juntarem, futuramente, aos colegas de Lisboa”, mas Carlos Lima, da Federação de Táxis do Porto, vincou que “os carros fazem falta no Porto, pelo menos para já”.

José Monteiro, da ANTRAL, esclareceu que “a ideia” de deslocar taxistas do Porto para o protesto na capital está “só a amadurecer” e coloca-se “se as coisas começarem a falhar”. “Já são seis dias de luta e há custos em tudo isto. Apenas o Presidente da República teve a amabilidade e sensatez de tentar desbloquear o problema”, notou.

Segundo Carlos Lima, da Federação de Táxis, pelas 10h estavam nos Aliados “cerca de 250 carros”, havendo “vários a chegar”, pelo que a perspetiva do vice-presidente da Federação de Táxis do Porto apontava esta segunda-feira como o dia “de maior adesão”.

“Estamos pendentes de notícias de Lisboa, devido à vigília, pelo que é esperado um grande movimento”, observou. O responsável acrescentou que vários taxistas pernoitaram na avenida dos Aliados, no centro do Porto, e que alguns se deslocaram entretanto a casa para “se refrescarem” ou “descansar” um pouco.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Quero ver quem os tem no sitio… o PM ou os taxistas intransigentes!
    Ca para mim alguem vai ficar com eles entalados entre as virilhas.

RESPONDER

Não são só os humanos. Até os cães-guia podem vir a ser substituídos por robôs

A tecnologia de Inteligência Artificial (IA) não ameaça apenas automatizar o trabalho dos humanos. Os cães-guia, que ajudam pessoas com deficiência visual a navegar com segurança pelo mundo, podem ser os seus próximos alvos. Uma equipa …

Laboratório investigado em Madrid depois de vídeo mostrar maus tratos a animais

Um laboratório em Madrid, Espanha, está a ser investigado por alegados maus tratos a animais, depois de uma inspeção confirmar as suspeitas de abuso filmadas por um antigo funcionário. O vídeo divulgado pela Cruelty Free International …

Equipa realiza primeiro transplante de traqueia do mundo. Pode reverter danos causados pela covid-19

Uma equipa de cirurgiões realizou o primeiro transplante de traqueia humana do mundo. A cirurgia foi feita numa mulher com graves danos no órgão, revelou o Hospital Mount Sinai, em Nova Iorque. A recetora do transplante …

Em 2020, os mais velhos renderam-se aos "animais de estimação pandémicos"

Uma nova investigação revelou que as famílias com crianças não foram as únicas a aderir à tendência dos "animais de estimação pandémicos" em 2020. Os mais velhos também não resistiram. Segundo a National Poll on Healthy …

Tramado por uma turfeira. Homem confessa assassinato, mas corpo encontrado tinha 1600 anos

O que tinha tudo para ser um casamento feliz, acabou em tragédia. Num estranho caso em que uma simples planta ditou o desfecho de uma investigação criminal. Em 1959, a retratista e entusiasta de viagens Malika …

"Projeto Bernanke". Google terá usado programa secreto para dar vantagem ao seu sistema de anúncios

A Google terá usado durante anos um programa secreto que usava dados de lances anteriores na bolsa de publicidade digital da empresa para dar ao seu próprio sistema de compra de anúncios uma vantagem sobre …

Para "proteger a verdade histórica", Rússia divulga documentos que revelam atrocidades nazis em Stalingrado

O Ministério da Defesa da Rússia divulgou documentos desclassificados que detalham atrocidades cometidas por soldados e oficiais nazis durante a II Guerra Mundial. A divulgação destes documentos, que foram publicados no site do Ministério da Defesa …

Espanha. Funcionários públicos podem trabalhar três dias em casa sem perder direitos

O Governo espanhol e os sindicatos de funcionalismo público chegaram, esta segunda-feira, a um acordo que prevê que os trabalhadores da Administração Pública podem trabalhar três dias por semana em casa com os mesmos direitos …

Rara coleção de um dos primeiros fotógrafos da História vai a leilão nos EUA

Quase 200 imagens de um dos primeiros fotógrafos da história, William Henry Fox Talbot, vão a leilão, em Nova Iorque, já este mês. A coleção de William Henry Fox Talbot será parte do leilão "50 obras-primas …

Em greve de fome, Navalny é ameaçado ser alimentado à força. Ativistas falam em tortura

O opositor russo Alexei Navalny afirmou hoje na rede social Twitter que as autoridades penitenciárias estão a ameaçar alimentá-lo à força para quebrar a greve de fome que mantém na prisão desde 31 de março. “Ele …