Taxa adicional ao IMI surpreende casais com facturas elevadas

iStock

Há vários casais que acreditavam estar isentos do imposto adicional ao IMI e que estão a receber notificações do Fisco para pagarem valores acima do esperado. Em causa está o facto de não terem entregue uma declaração que lhes permitia escapar a este imposto ou pagar menos.

O caso é reportado pelo Diário de Notícias que avança que o Fisco emitiu 211.690 notificações de pagamento desta taxa adicional ao Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) que deverão ser saldadas em Setembro.

Destas notificações mais de 15 mil são para particulares e 3.479 são casais que entregaram a declaração que lhes permite optar pela tributação conjunta e, logo, escapar ao imposto adicional ou pagar menos, conforme repara o DN.

Mas há casais, em número não apurado, que não entregaram essa declaração e que, assim, estão a ser taxados a título individual pelo património imobiliário detido pelos dois elementos do agregado familiar.

O problema reside no patamar de isenção. O adicional ao IMI é aplicado ao património imobiliário que excede os 600 mil euros. No caso dos casais que optem pela tributação conjunta, a isenção de pagamento duplica, indo até aos 1,2 milhões de euros de património.

Mas para poder usufruir daquele direito, os casais têm que entregar a declaração a vincar a opção pela tributação conjunta entre 1 de Abril e 31 de Maio.

O DN apurou que “só um quinto de 15 mil proprietários” entregou essa declaração. Isto explica-se, na maioria dos casos, pelo desconhecimento da lei, o que está a gerar muitas queixas junto das repartições de Finanças, segundo o jornal.

O contribuinte Hélder Cruz é um dos indignados, lamentando ao jornal que recebeu uma notificação para pagamento do imposto adicional no valor de 700 euros.

“Enviam-nos e-mails e sms por tudo e por nada, mas não disseram nada sobre este adicional ao IMI, apesar de se tratar de um imposto novo”, queixa-se, dizendo ainda que as Finanças têm “todos os elementos para perceber que os imóveis são propriedade de ambos”, mas que o colocaram a ele como “único titular” de três imóveis detidos pelo casal.

O advogado António Gaspar Schwalbach, da sociedade Telles, alerta ao DN que, “sem uma alteração legislativa das regras, muito dificilmente estas reclamações terão sucesso”.

ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Pode ser verdade, pode ser mentira… A ser verdade “MORTÁGUA” tem razão, existe muita gente a receber muito sem pagar impostos, se calhar ainda a receber ajudas de todos nós.

    • Têm património imobiliário acima dos 600 mil euros, e vai logo a correr a queixar se que lhe estão a pedir 700 euros extra….
      Ricos e agarrados, mas para gastar 700 euros numa mer*** qq não se queixava de certeza.

    • Não te cansas de agitar a bandeira? É que pelo eu já estou farto de te ver a agitá-la! És mais previsível que uma pedra da calçada, com a diferença que também és muito mais aborrecido. Arranja vida, pá, que o mundo não é só política!!!

  2. Tenho para mim que o Estado é o maior salafrário traidor deste país e esta é mais uma prova. O fisco sabe tudo da nossa vida mas, se não fizermos uma certa “declaração” que inventaram muito pelo escurinho o fisco faz “orelhas moucas” e suga mais um pouco do desgraçado do contribuinte, e sem opção de reclamação. Tenho sentido muito isso. Este é o resultado da “democracia” que temos vindo a construir (ou a deixar construir, o que dá no mesmo).

  3. Uma coisa é ter património desse valor, com heranças, etc, outra é ter rendimentos que cheguem mesmo para tanto imposto. Ter uma casa de família , grande, em ruínas, para onde ninguém quer ir, herdada, que não consegue vender, que já paga o dobra do IMI por estar abandonada, não há dinheiro para fazer nada. ….Que fazer? Como dizia alguém: ” Antigamente era rico quem tinha bens, agora só paga impostos! Claro que quem tem bens novos e a render, faz toda a diferença, mas para o fisco , é igual. É mesmo esses já pagam tantos impostos sobre alugueres de casas etc, que ou as põem muito caras, pois 28% vai logo para o Estado, a seguir paga-se o condomínio, e todas as obras necessárias……, se a renda for baixa, e a lei das rendas não é segura, é maior a despesa que o lucro.E há sempre a hipótese de não pagamento, três meses e se for preciso, o despejo, é triste pois é, mas o dono da casa precisa do dinheiro para pagar impostos, senão o Estado faz uma penhora! Tenho uma casa herdada, que nunca irei ter lucro dela! Só em obras já se gastou um dinheirão, mesmo há mais de 30 anos a 10€, um casal, em que os dois trabalhavam e, agora reformados. Não dá nem para o IMI.Agora aumentada. Advogados, bem pagos, nem a bem o finzeram…. Nada linear. Por isso não há casas para alugar. Ou tornam possível o mercado de arrendamento, em que quem compra uma casa para alugar, não é logo um malvado de um rico…., e as regras, fazem que quem compre tenha lucro, sem ter que alugar muito caro e a renda suba, como sobe a gasolina, o melão, etc, porque quem aluga precisa do dinheiro para os comprar…..ou haverá sempre um mercado selvagem e injusto. Quem paga? O pequeno investidor e quem precisa de alugar…..Os grandes, sempre na maior.

RESPONDER

Uber passa a estar disponível em todo o país

A plataforma de transporte pode, a partir desta terça-feira, ter operadores em todo o território nacional, considerando ser um passo importante num contexto em que o turismo interno ganha relevância, no âmbito da pandemia da …

Profissionais do SNS já trabalharam oito milhões de horas extra no primeiro semestre

No primeiro semestre de 2020, contam-se mais 1,2 milhões de horas suplementares trabalhadas, sendo que só em maio a subida foi superior a 471 mil. Segundo o Jornal de Notícias, nos primeiros seis meses deste ano, …

Rui Moreira diz que não é possível prevenir festejos de adeptos do FC Porto

O presidente da Câmara Municipal do Porto disse, esta terça-feira, não ser possível tomar medidas de prevenção em relação a possíveis festejos de adeptos do FC Porto pela conquista do título, pedindo apenas que se …

Mulher assintomática provoca surto de 71 infetados na China. Bastou entrar sozinha num elevador

A passagem de uma mulher infetada com covid-19, mas assintomática, por um elevador de um edifício habitacional na China deu origem a um surto de 71 contagiados. De acordo com o estudo publicado pelo Centro de …

Detido em França um dos pedófilos da "darknet" mais procurados do mundo

A polícia francesa prendeu um suspeito de gerir portais na "darknet" que permitiram a "milhares de internautas de todo o mundo ter acesso a fotografias ou vídeos de caráter pedopornográfico", anunciou, esta segunda-feira, o Ministério …

Mais seis mortes e 233 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta terça-feira, mais seis mortes e 233 novos casos de infeção por covid-19 em relação a segunda-feira. Segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS), dos 233 novos casos, 143 são na região …

Itália restitui a França obra de Banksy roubada do Bataclan

Itália anunciou, esta terça-feira, que vai devolver a França uma obra atribuída a Banksy, uma homenagem às vítimas dos ataques terroristas em Paris, em 2015, roubada em 2019 e encontrada numa quinta perto de Roma. Antes, …

Há corais vermelhos na costa algarvia (e vai haver multas para quem os apanhar)

Os corais vermelhos da costa portuguesa vão passar a estar protegidos por legislação pesqueira e ambiental que está a ser preparada pelo governo e coimas elevadas, anunciou o ministro do Mar. O ministro do Mar, Ricardo …

Vieira e SAD arguidos. CMVM suspende ações do Benfica

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) suspendeu, esta terça-feira, as negociações de ações da Benfica SAD, pouco tempo depois de ter sido confirmada a existência de três arguidos por fraude fiscal, na sequência …

Comissão Europeia planeia reduzir capacidade das multinacionais em explorar sistemas fiscais

A Comissão Europeia está a estudar formas de acionar partes de tratados europeus para reduzir a capacidade das multinacionais em explorar os sistemas fiscais de alguns países da União Europeia (UE), identificando-os como distorções do …