Suspensas buscas pelo avião do voo MH370 desaparecido há quase três anos

As operações de busca no sul do oceano Índico para encontrar o avião da Malaysia Airlines, com o código de voo MH370, desaparecido há quase três anos, foram suspensas.

O avião saiu de Kuala Lumpur, capital da Malásia, às 00h40 de 8 de março e deveria ter aterrado na capital chinesa quase seis horas depois. Mas, cerca de 40 minutos após a descolagem a aeronave terá invertido deliberadamente a sua rota, tendo também sido desligados os comandos que permitiriam localizar o aparelho.

As operações de busca já varreram, até agora, os 120 mil quilómetros quadrados onde os investigadores acreditam que os destroços do avião da companhia aérea da Malásia possam estar.

O aparelho “não foi localizado” depois de mapeado o perímetro, pelo que “as buscas submarinas do MH370 foram suspensas”, anunciaram os governos australiano, malaio e chinês.

A investigação oficial acredita que alguém desligou os sistemas de comunicação do aparelho, antes de este inverter o rumo e acabar por se despenhar numa zona remota desabitada do oceano Índico. No entanto, nenhuma teoria foi confirmada.

O Boeing 777 caiu ao mar com 239 pessoas a bordo, e o seu desaparecimento é um dos maiores mistérios da história da aviação civil.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE