Surfistas que chocaram na mesma onda decidem caso em tribunal

 

mikebaird / Flickr

foto: mikebaird / flickr

foto: mikebaird / flickr

O tribunal de Viana do Castelo está a julgar um caso em que dois surfistas do concelho são acusados do crime de ofensas mútuas à integridade física, por terem chocado no mar ao disputar a mesma onda.

Os factos, segundo a acusação deduzida pelo Ministério Público (MP), consultada esta terça feira pela agência Lusa, remontam à tarde do dia 24 de Novembro de 2012, na Praia do Cabedelo, na margem esquerda da cidade de Viana do Castelo, quando ambos estavam na água, numa zona bastante procurada para a prática de surf.

O caso envolve o atual presidente da Surf Clube de Viana, João Zamith, de 38 anos, um dos mais conhecidos surfistas e dirigentes associativos desportivos na região. Do outro lado está Ricardo Forte, de 37 anos, igualmente um dos mais experientes surfistas do concelho e empresário local.

Diz a acusação, após queixas apresentadas por ambos, que estes “decidiram apanhar uma onda numa zona muito próxima” e “em sequência diferenciada”. Quando Ricardo Forte “deslizava na sua prancha na crista de uma onda» surgiu João Zamith «em sentido contrário, preparando-se para apanhar a referida onda”.

“Nesse momento, cada um deles assentou em manter o rumo, sem se desviar, pelo que embateram com as respetivas pranchas um contra o outro”, lê-se ainda na acusação.

O choque acabou por provocar ferimentos diversos nos dois surfistas, que necessitaram de receber assistência médica, e danos avaliados em 70 euros numa das pranchas. Em terra, ambos envolveram-se ainda numa troca de acusações, com ameaças de parte a parte.

O surfista João Zamith responde em tribunal por um crime de ofensa à integridade física simples e outro de dano, provocado na prancha do colega Ricardo Forte, que, por sua vez, está acusado pelo MP do mesmo crime de ofensa à integridade física simples.

Na segunda sessão do julgamento, o tribunal ouviu várias testemunhas, nomeadamente outros surfistas, em que nenhum disse ter presenciado os factos, apelidados na gíria da modalidade de “drop in”, durante o momento em que a onda está a ser surfada.

Uma das testemunhas, ex-presidente da Federação Portuguesa de Surf, recordou que “ninguém rouba onda” porque as “ondas são de todos”, mas admitiu que os dois tinham “experiência suficiente” para evitar o choque.

Guilherme Bastos acrescentou que em dez anos de federação só se recorda de outros dois casos semelhantes, fora de competição, numa outra praia de Viana do Castelo e em Aveiro. Em competição, disse ainda, é “frequente” a ocorrência destas “interferências” durante a prática de surf, cabendo depois a decisão sobre eventuais infrações a um júri constituído por quatro pessoas.

“Agora imagine a minha posição, que sou só uma a decidir”, ironizou a juíza, que, durante a sessão desta terça feira, criticou o facto de ambos os surfistas não se terem entendido fora do tribunal.

O caso tem ainda uma terceira sessão de julgamento agendada para o mês de Dezembro.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. A País á beira da rotura social e estes 2 atrasados mentais a discutir e a entupir ainda mais os Tribunais porque andavam na mesma onda.. deviam era lá ter ficado os dois!

RESPONDER

Sondas espaciais com "cunho" português vão passar perto de Vénus

As sondas espaciais europeias Solar Orbiter e BepiColombo, ambas com tecnologia e ciência portuguesas, vão passar perto de Vénus a 9 e 10 de agosto, respetivamente, anunciou esta segunda-feira a Agência Espacial Europeia (ESA). A passagem …

Elvis Presley terá morrido de doenças genéticas (e não por overdose de medicamentos)

Segundo um novo livro de Sally Hoedel, a morte de Elvis Presley estará, afinal, relacionada com o tratamento para doenças congénitas das quais sofria. O cantor norte-americano, que morreu há quase 44 anos, estava fortemente medicado …

A cidade mais populosa de África está a viver em contra-relógio

Os habitantes da Nigéria, o país mais populoso de África, já estão habituados a contornar as inundações anuais que invadem o país. No entanto, este ano a situação saiu fora do controlo, com o principal …

"Pensávamos que a Casa Branca mandava". Biden sob fogo devido ao fim da proibição dos despejos

A inacção de Joe Biden perante o fim das moratórias que proíbem os despejos durante a pandemia está a ser criticada até dentro do próprio Partido Democrata. A moratória federal aos despejos acabou este sábado, para …

Na ausência de Biles, Sunisa Lee coroou-se rainha da ginástica. É a primeira hmong a ganhar ouro

Sunisa Lee chegou a Tóquio com a missão de ajudar os Estados Unidos a garantir o ouro e de garantir a presença em finais individuais de aparelhos. Com o abandono de Biles, tornou-se a estrela …

Presidente afegão culpa retirada “abrupta” dos EUA pelo rápido avanço dos talibãs

O chefe de Estado afegão prometeu vencer o conflito com as milícias talibãs e os Estados Unidos dizem-se prontos a receber mais milhares de refugiados. O Presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, prometeu esta segunda-feira vencer o …

42% das pessoas em enfermaria no Hospital de são João têm vacinação completa

No Centro Hospitalar de São João (CHSJ), 42% das pessoas internadas em enfermaria e 15% das internadas em unidades de cuidados intensivos tinham a vacinação completa. Segundo os últimos dados da Direção-Geral da Saúde (DGS), apenas …

António Oliveira e uma arbitragem "conveniente"

Athletico Paranaense perdeu novamente no Brasileirão e a equipa de arbitragem ajudou os vencedores, queixou-se o treinador português. O Athletico Paranaense, líder do Brasileirão nas primeiras jornadas, está numa fase negativa: apenas uma vitória nas últimas …

André Ventura - Chega

Autárquicas. Chega concorre sozinho a 220 municípios para avaliar o seu "impacto"

André Ventura anunciou esta segunda-feira que o Chega irá concorrer nas eleições autárquicas a “cerca de 220 municípios” do país, sublinhando que o partido vai a votos sozinho para avaliar o seu “impacto”, mas sem …

Ex-guarda nazi julgado aos 100 anos por cumplicidade em assassinatos

Um homem de 100 anos que supostamente serviu como guarda num campo de concentração nazi será julgado em outubro por cumplicidade no assassinato de mais de 3.500 pessoas durante a Segunda Guerra Mundial, informou a …