Surfistas que chocaram na mesma onda decidem caso em tribunal

 

mikebaird / Flickr

foto: mikebaird / flickr

foto: mikebaird / flickr

O tribunal de Viana do Castelo está a julgar um caso em que dois surfistas do concelho são acusados do crime de ofensas mútuas à integridade física, por terem chocado no mar ao disputar a mesma onda.

Os factos, segundo a acusação deduzida pelo Ministério Público (MP), consultada esta terça feira pela agência Lusa, remontam à tarde do dia 24 de Novembro de 2012, na Praia do Cabedelo, na margem esquerda da cidade de Viana do Castelo, quando ambos estavam na água, numa zona bastante procurada para a prática de surf.

O caso envolve o atual presidente da Surf Clube de Viana, João Zamith, de 38 anos, um dos mais conhecidos surfistas e dirigentes associativos desportivos na região. Do outro lado está Ricardo Forte, de 37 anos, igualmente um dos mais experientes surfistas do concelho e empresário local.

Diz a acusação, após queixas apresentadas por ambos, que estes “decidiram apanhar uma onda numa zona muito próxima” e “em sequência diferenciada”. Quando Ricardo Forte “deslizava na sua prancha na crista de uma onda» surgiu João Zamith «em sentido contrário, preparando-se para apanhar a referida onda”.

“Nesse momento, cada um deles assentou em manter o rumo, sem se desviar, pelo que embateram com as respetivas pranchas um contra o outro”, lê-se ainda na acusação.

O choque acabou por provocar ferimentos diversos nos dois surfistas, que necessitaram de receber assistência médica, e danos avaliados em 70 euros numa das pranchas. Em terra, ambos envolveram-se ainda numa troca de acusações, com ameaças de parte a parte.

O surfista João Zamith responde em tribunal por um crime de ofensa à integridade física simples e outro de dano, provocado na prancha do colega Ricardo Forte, que, por sua vez, está acusado pelo MP do mesmo crime de ofensa à integridade física simples.

Na segunda sessão do julgamento, o tribunal ouviu várias testemunhas, nomeadamente outros surfistas, em que nenhum disse ter presenciado os factos, apelidados na gíria da modalidade de “drop in”, durante o momento em que a onda está a ser surfada.

Uma das testemunhas, ex-presidente da Federação Portuguesa de Surf, recordou que “ninguém rouba onda” porque as “ondas são de todos”, mas admitiu que os dois tinham “experiência suficiente” para evitar o choque.

Guilherme Bastos acrescentou que em dez anos de federação só se recorda de outros dois casos semelhantes, fora de competição, numa outra praia de Viana do Castelo e em Aveiro. Em competição, disse ainda, é “frequente” a ocorrência destas “interferências” durante a prática de surf, cabendo depois a decisão sobre eventuais infrações a um júri constituído por quatro pessoas.

“Agora imagine a minha posição, que sou só uma a decidir”, ironizou a juíza, que, durante a sessão desta terça feira, criticou o facto de ambos os surfistas não se terem entendido fora do tribunal.

O caso tem ainda uma terceira sessão de julgamento agendada para o mês de Dezembro.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. A País á beira da rotura social e estes 2 atrasados mentais a discutir e a entupir ainda mais os Tribunais porque andavam na mesma onda.. deviam era lá ter ficado os dois!

RESPONDER

UE em rota de colisão com a Polónia. Em causa estão os crimes de ódio

A relação entre a União Europeia e a Polónia está cada vez mais comprometida. As duas partes têm chocado no que toca à discussão dos crimes de ódio. No seu primeiro discurso sobre o estado de …

Leixões nega ter colocado adeptos na bancada a ver um jogo

Episódio aconteceu numa partida de voleibol em Gondomar. Presidente garante que jovens pertencem aos órgãos sociais do clube, Federação não confirma a identidade à entrada. A Supertaça de voleibol começou, no Grupo B, com o duelo …

Ventura quer ser Sá Carneiro do século XXI e ter juventude partidária

O presidente do Chega vai apresentar-se este fim de semana em Évora para a II Convenção Nacional do partido populista de direita como “o principal continuador em Portugal” de Sá Carneiro, o falecido líder fundador …

Alemanha tem provas materiais de que Maddie está morta

As autoridades alemãs têm provas materiais de que Madeleine McCann está morta, garante o porta-voz da Procuradoria de Braunschweig, Hans Christian Wolters, à RTP. Apenas está por provar o envolvimento de Christian Brueckner no homicídio …

BE quer que direito das grávidas a acompanhante seja respeitado

O Bloco de Esquerda (BE) quer que as normas da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre gravidez e parto no âmbito da covid-19 sejam revistas para que o direito das mulheres grávidas a estarem acompanhadas seja …

Proposta do PCP para passar Novo Banco para esfera pública foi chumbada

A recomendação ao Governo proposta pelo PCP para reverter da venda do Novo Banco, transferindo-o para a esfera pública, foi hoje chumbada no parlamento com os votos contra de PS, PSD, CDS-PP, PAN, Iniciativa Liberal …

Trump ataca voto por correspondência. Resultados podem não ser "determinados de forma precisa"

O Presidente dos EUA, Donald Trump, reforçou na quinta-feira no Twitter os ataques ao voto por correspondência nas eleições de novembro, ao que a rede social reagiu ligando duas das suas mensagens a informação verificada …

Quatro candidatos disputarão sucessão de Santana no Aliança

O novo líder do Aliança, que sucederá ao fundador do partido, Pedro Santana Lopes, vai ser escolhido entre quatro candidatos no próximo congresso nacional, agendado para 26 e 27 de setembro em Torres Vedras. Segundo noticiou esta …

Recomendação do PS para tarifa social de Internet sem oposição (mas partidos querem mais)

A recomendação do PS ao Governo para que crie uma tarifa social de acesso à Internet não mereceu esta quinta-feira oposição de nenhuma bancada, mas foram vários os partidos que defenderam a necessidade de “ir …

Ex-deputado PS acusado de uso abusivo de viaturas da Câmara de Barcelos

O Ministério Público acusou de peculato e abuso de poderes o ex-deputado socialista Domingos Pereira, pela alegada utilização de viaturas do município de Barcelos para deslocações de e para a Assembleia da República. Segundo nota publicada …