/

Suinicultores ameaçam bloquear trânsito em Lisboa com 250 camiões

1

A Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores está a organizar uma manifestação em frente ao Ministério da Agricultura, na Praça do Comércio, em Lisboa, e promete bloquear a cidade com a ajuda de 250 camiões de suinicultores que vão participar no protesto.

O porta-voz do Gabinete de Crise do setor disse, em declarações à SIC Notícias, que vão entrar em Lisboa “250 camiões de transporte de animais, de cereais, de carne e afins”.

O número elevado de veículos irá congestionar o trânsito na Segunda Circular e no Eixo Norte-Sul, explica João Correia, que pediu desculpas às pessoas a quem esta manifestação vai causar transtornos.

Cerca das 15h30, de acordo com vários órgãos de comunicação, estão já a entrar em Lisboa dezenas de camiões oriundos de vários pontos do país.

Os produtores realçam que não pretendem seguir o “caminho agressivo e violento, como os nossos colegas franceses”, mas que não podem “morrer calados”.

Os suinicultores enviaram uma carta aberta ao ministro da Agricultura, Capoulas Santos, onde afirmam que “os prejuízos diários dos suinicultores são insuportáveis“.

Os manifestantes queixam-se que neste momento só conseguem assegurar 65% da carne de porco consumida no país e que, “se nada for feito para atenuar a crise que o sector atravessa, dentro de um ano estaremos praticamente dependentes do estrangeiro”.

Os produtores recordam que Bruxelas atribuiu uma ajuda de 500 milhões de euros para o setor do leite e da suinicultura, da qual Portugal recebeu 4,3 milhões de euros que, acusam os suinicultores, terão ido exclusivamente para a produção leiteira.

“Os nossos colegas europeus receberam dezenas de milhões de euros. Como podemos competir com eles?”, queixam-se os manifestantes.

ZAP

1 Comment

  1. o PCP é o da fama de fabricar greves e outras formas de bloqueio mas estes gajos só se lembraram que não tinham alimento prós porcos (agora saber quem são os porcos) quando começaram a perceber que o partido deles ia perder a mama.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE