A bóia de salvação da Suíça é a economia forte e diversificada

Miquel Fabré / Flickr

Zurique (Suíça)

A economia suíça, forte e diversificada, deverá resistir à crise que se avizinha. Com a fronteira com o norte de Itália, o país agiu cedo e prepara-se agora para revitalizar a economia.

A tempestade ainda não passou, mas as prioridades da Suíça já mudaram: com o desconfinamento já na segunda de três fases, a prioridade agora é a recuperação da economia.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) espera que o PIB da Suíça diminua 6% em 2020, enquanto que a Secretaria de Estado dos Assuntos Económicos estima uma queda de 6,7%. Ainda assim, as previsões são melhores do que para muitos países europeus. Para Portugal, por exemplo, a estimativa do FMI é de uma quebra de 8% do PIB.

A crise que se avizinha não vai ser uma tarefa fácil de superar, mas Gregor Zemp, secretário-geral da Câmara de Comércio e Indústria Suíça em Portugal, admite que a economia tem duas grandes vantagens que vão ajudar o país a reerguer-se.

A primeira é “a competitividade da nossa economia, que permitirá uma retoma mais rápida”, e a segunda é “a dívida pública ter-se situado ao longo dos últimos dois anos em cerca de 30%, portanto, num valor mais baixo do que em muitos outros países”.

Para o secretário-geral, “com os cofres mais abastecidos combate-se a crise com mais facilidade”, logo “países, empresas e até pessoas que tiverem a liquidez necessária conseguirão ultrapassar este período com as receitas afetadas e investir na adaptação às novas circunstâncias, até o mercado se normalizar”.

À semelhança de outros países, há setores que vão perder mais do que outros. É o caso do turismo, que conta para 3% das receitas diretas da economia suíça, e das “empresas de trading, sobretudo de matérias-primas, das quais a Suíça tem várias com peso internacional”, explica Gregor Zemp, citado pelo Diário de Notícias.

As PME (cerca de 99% das empresas suíças) também deverão ficar prejudicadas, uma vez que “dependem fortemente da exportação”.

Segundo Zemp, quem sai a ganhar “é o cluster Life Science (química/farmacêutica, biotech, medtech), particularmente o setor farmacêutico, em que empresas como uma Roche, com um longo historial de desenvolvimento de produtos, neste momento estão a trabalhar arduamente no desenvolvimento de medicamentos e/ou de uma vacina contra o vírus”.

Os seguros ou o setor financeiro também são afortunados, “uma vez que a Suíça continua a ser considerada segura e estável, um “porto seguro” para os tempos de tempestade”.

O Governo já anunciou uma ajuda de emergência da ordem dos 60 mil milhões de francos suíços, mais de 56 mil milhões de euros, para travar as consequências económicas e sociais da pandemia de covid-19.

Apesar de a ajuda não ser suficiente para fazer face às perdas colossais, a economia do país deverá sobreviver por ser tão “diversificada e forte”, argumentou o embaixador André Regli, citado pelo mesmo jornal.

Zemp traça um paralelismo com Portugal, destacando que, nesta altura, “é interessante constatar que em países com uma governação mais humilde e democrática, como a Suíça e Portugal, o combate à crise tem sido mais bem-sucedido”.

“Em países com uma governação mais autocrata e até arrogante, como os EUA, a Rússia ou o Brasil, e no início também o Reino Unido, o vírus conseguiu causar mais prejuízo, com mortes e consequências económicas mais dramáticas”, acrescentou.

“Esperamos que os governos da Suíça e de Portugal continuem com esta forma humilde, consequente e pragmática a combater esta crise”, rematou o secretário-geral da Câmara de Comércio e Indústria Suíça em Portugal.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Exacto….
    “economia forte e diversificada” ou como se costuma dizer: esconder (e ajudar a desviar) dinheiro/ouro de ditadores, de corruptos e de criminosos em geral!…

RESPONDER

"Checkmate". Rússia apresenta o seu novo jacto de combate revolucionário

O novo jacto é a aposta do governo russo para as exportações e pode vir a ditar o fim da supremacia (aérea e no mercado) do F-35 norte-americano. A Rússia apresentou o protótipo do novo jacto …

"É demasiado tarde". As palavras dos médicos aos doentes com covid-19 que recusaram a vacina

Estados Unidos da América contam com 48.49% da população totalmente vacinada, apesar de o processo ter estagnado nas últimas semanas. Os números de novas infeções crescem, assim como as mortes face ao crescimento galopante da …

"Pingdemic". Há uma nova "pandemia" a causar escassez de comida e combustível no Reino Unido

As medidas de distanciamento social no Reino Unido caíram e, como consequência, centenas de milhares de pessoas estão a ser notificadas para cumprir isolamento. A partir desta segunda-feira o uso de máscara e outras medidas de …

O lago mais improvável de Roma é um refúgio urbano (que impulsiona o ativismo ambiental)

O lago mais improvável de Roma, que nem sequer devia existir, motivou uma luta pela proteção ambiental do local. No anos 90, num local de construção a apenas alguns quilómetros a leste do Coliseu de Roma, …

Afeganistão. EUA lançam ataques aéreos enquanto Talibãs exigem a renúncia do Presidente

Os Estados Unidos (EUA) entraram num confronto pela cidade de Kandahar, realizando ataques aéreos em apoio às forças afegãs, enquanto os Talibãs apelam ao Presidente Ashraf Ghani para renunciar. O porta-voz do Pentágono, John Kirby, avançou …

A primeira casa impressa em 3D no Canadá é inspirada na sequência de Fibonacci

Depois de ter inspirado inúmeros edifícios, a sequência de Fibonacci serviu de musa à empresa de impressão em 3D Twente Additive Manufacturing (TAM), que criou a primeira casa impressa em 3D do Canadá. A Fibonacci House é …

Marcha do Orgulho de Budapeste será um protesto contra as leis anti-LGBTQI, diz organização

A marcha do Orgulho em Budapeste, que ocorrerá no sábado, será "uma celebração, mas também um protesto", disseram os organizadores, enquanto a comunidade LGBTQI húngara se prepara para desafiar a escalada da campanha anti-homossexual do …

PSD propõe máximo de 215 deputados e divisão de grandes círculos eleitorais

O PSD apresentou, esta sexta-feira, a sua proposta para a reforma do sistema eleitoral, que fixa um máximo de 215 deputados, menos 15 do que o total atualmente em vigor. A proposta do PSD para a …

Variante Lambda: o que saber sobre a nova mutação que preocupa as autoridades

Está a ter um foco mais circunscrito à América Latina, mas já houve dois casos desta mutação em Portugal. A OMS está atenta e de momento classifica a Lambda como uma variante de interesse. Foi inicialmente …

PSD força audição de Eduardo Cabrita sobre inquérito da IGAI

O PSD recorreu à figura da audição potestativa a que os partidos têm direito a usar regimentalmente para ouvir membros do Governo e entidades públicas.  O PSD requereu esta sexta-feira a audição parlamentar obrigatória do ministro …