Mais verde e mais barato. Suécia segue a Alemanha e instala a primeira turbina eólica de madeira

A Suécia instalou uma nova e interessante turbina eólica: uma torre construída em madeira. A Alemanha também já tem esta nova tecnologia.

Construída a partir de materiais de fontes sustentáveis e que oferecem desempenho comparável às turbinas eólicas tradicionais, espera-se que a torre de madeira seja uma precursora de soluções mais baratas e ecológicas para a energia renovável no país nórdico. Há já versões comerciais planeadas para o futuro.

Seguindo os passos de uma criação semelhante na Alemanha, a nova torre eólica de madeira foi projetada pela empresa sueca de engenharia Modvion, que pretende melhorar o que vê como desvantagens significativas quando se trata de torres eólicas típicas.

As altas torres de aço exigem bases grossas para sustentar as suas secções superiores, o que não só as torna muito caras de produzir, mas também caras de transportar para o local, sendo que as regras sobre o tamanho da carga nas vias públicas muitas vezes se tornam problemáticas.

A Modvion está a trabalhar numa versão modular que pode ser feita de materiais mais baratos e ecológicos do que o aço, que requer enormes quantidades de energia para produzir.

As torres eólicas de madeira da empresa foram projetadas para atingir alturas superiores a 120 metros, a um custo significativamente menor do que as de aço, com a abordagem modular, permitindo que secções empilháveis sejam transportadas em vias públicas. Além disso, têm uma pegada de carbono neutra desde o dia em que a construção começa.

A torre de prova de conceito de 30 metros foi construída em conjunto com a empresa de construção em madeira Moelven em Töreboda. As secções de madeira da turbina foram transportadas para Björkö, uma ilha nos arredores de Gotemburgo, a cerca de 200 quilómetros de distância, com a peça final montada no final de abril.

“Esta é uma grande inovação que abre caminho para a próxima geração de turbinas eólicas”, disse Otto Lundman, CEO da Modvion AB, citado pelo NewAtlas. “A madeira laminada é mais forte do que o aço com o mesmo peso e, construindo em módulos, as turbinas eólicas podem ser mais altas. Ao construir em madeira, também reduzimos as emissões de dióxido de carbono na fabricação e, em vez disso, armazenamos dióxido de carbono no projeto”.

A Modvion planeia produzir versões em escala comercial da sua turbina de madeira em 2022: uma versão de 110 metros de altura para a Varberg Energi e 10 torres com mais de 150 metros de altura para a empresa de energia renovável Rabbalshede Kraf.

“A energia eólica deve ser a maior fonte de energia da União Europeia em 2027“, disse Ola Carlson, diretor do Centro Sueco de Tecnologia de Energia Eólica e professor assistente de geração de energia renovável. “Com as torres eólicas em madeira, obtemos eletricidade renovável ainda mais inteligente para enfrentar a crise climática”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. … quando se conclui que o derrube de árvores nobres que na melhor das hipóteses vamos precisar de décadas para as repor é uma solução ecológica, face ao uso do aço que é quase infinitamente reciclável, algo está muito errado.
    “Ah e a pegada ecológica?”
    Num gerador eólico? Faz assim tanto sentido usar o consumo energético e a poluição no fabrico como argumento em algo que tem como finalidade precisamente produzir energia sem poluição?
    Essa “pegada” será compensada ao fim de alguns meses de uso e sem necessidade de destruir florestas, já basta o que é destruído para fazer a maioria dos acessos e infraestruturas de apoio a estes geradores.

RESPONDER

Cidade japonesa acaba de proibir a utilização de telemóveis enquanto se caminha

A cidade japonesa de Yamato acaba de aprovar uma proposta de lei que proíbe as pessoas de utilizarem telemóveis enquanto caminham. A cidade, localizada num subúrbio de Tóquio, entende que os telemóveis são um risco …

MIT apagou base de dados popular que ensinou IA a ser racista e sexista

O Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos, viu-se obrigado apagar uma base de dados de treinamento de Inteligência Artifical (IA) depois de esta ensinar vários algoritmos a usar insultos racistas e sexistas. …

Escola Básica e fábrica de Paços de Ferreira encerradas, com nove casos positivos

A Escola Básica n.º 2 e a Fábrica de Lacados Abrelac, em Paços de Ferreira, Porto, foram encerradas após diagnosticados nove casos de covid-19 para “prevenção” e para “interromper as cadeias de transmissão”, disseram hoje …

Mais nove mortes e 328 casos confirmados em Portugal

Portugal regista hoje mais nove óbitos por covid-19, em relação a sábado, e mais 328 casos de infeção confirmados, dos quais 254 na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo os dados da Direção-Geral …

Cientistas criam miniatura de ondas de choque de supernovas (e quase desvendam um mistério)

Esta versão em miniatura das ondas de choque das supernovas pode ter ajudado os cientistas a chegar muito perto da resolução de um antigo mistério cósmico. Uma equipa de investigadores do Departamento de Energia do Centro …

Na Indonésia, são os recém-licenciados quem mais vai sofrer com o impacto económico da covid-19

A covid-19 continua a desacelerar a economia na Indonésia e pode causar graves impactos nos recém-licenciados que entram no mercado de trabalho pela primeira vez. Na Indonésia, o crescimento económico diminuiu para 2,97% durante o primeiro …

Mudanças climáticas ameaçam 60% das espécies de peixes do mundo

Uma nova investigação levada a cabo por cientistas do Instituto Alfred Wegener, na Alemanha, sugere que as mudanças climáticas podem destruir mais espécies de peixes do que se pensavam anteriormente. Se as temperaturas globais subirem …

Engenheiros desenvolvem célula de combustível duas vezes mais eficiente do que a de hidrogénio

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, desenvolveu um novo processo para uma célula de combustível que funciona com o dobro da tensão das células a combustível tradicionais de hidrogénio. O novo …

Preços das bebidas concertados durante anos. Seis supermercados sob suspeita de cartel

Seis grupos de distribuição alimentar e dois fornecedores de sumos, vinhos e outras bebidas, foram acusados pela Autoridade da Concorrência de concertarem preços durante vários anos em prejuízo do consumidor. "Após investigação, a Autoridade da Concorrência, …

Sindicato denuncia mobilização forçada de médicos para tratar surto de Reguengos de Monsaraz

O Sindicado dos Médicos da Zona Sul (SMZS) denunciou hoje o que diz ser uma “mobilização forçada de médicos” pela Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo para o combate ao surto de covid-19 de …