“Não vá ao ginásio, nem à biblioteca, nem a jantares ou a festas”. Suécia limita reuniões a oito pessoas

Fredrik Sandberg; TT / EPA

A Suécia, que tem mantido uma estratégia menos estrita do que a maioria dos países europeus face à covid-19, anunciou esta segunda-feira que vai limitar as reuniões públicas a um máximo de oito pessoas devido ao aumento dos contágios.

O indicador de aglomerações, até agora fixado em 50 a 300 pessoas dependendo do caso, cairá para oito a partir de 24 de novembro, medida “necessária” para diminuir o número de infeções, justificou o primeiro-ministro sueco, Stefan Löfven, em conferência de imprensa.

A medida entrará em vigor a 24 deste mês e assim permanecerá por quatro semanas.

Até sexta-feira, a Suécia contabilizou 177.000 casos de infeção com o novo coronavírus e 6.164 mortes por covid-19.

Trata-se da segunda medida de restrição anunciada em menos de uma semana pelas autoridades suecas, após terem imposto a proibição de venda de álcool a partir das 22h e a obrigação de encerramento de bares, restaurantes e clubes noturnos até às 22h30.

A estratégia de combate ao novo coronavírus na Suécia, o país escandinavo mais afetado e que conta com cerca de 103 milhões de habitantes, tem sido mais branda do que a dos vizinhos da Dinamarca, Finlândia e Noruega, apostando em poucas restrições e muitas recomendações, em que se apela à responsabilidade individual.

Löfven justificou a medida pelo menor cumprimento das recomendações, algo que considera “compreensível” pela duração da pandemia, mas ressalvou a importância de atuar com rapidez para limitar os contágios.

“A situação no nosso país é complicada e, ao mesmo tempo, simples: vivemos um tempo de provações. E vai piorar. Cumpra o seu dever, assuma a sua responsabilidade para impedir a propagação. Não vá ao ginásio, nem à biblioteca, nem a jantares ou a festas. Fique em casa”, insistiu Löfven.

Suécia registou 10 vezes mais óbitos do que a Noruega

Depois de uma primavera dura, em que a Suécia registou cinco vezes mais óbitos do que a Dinamarca e 10 vezes mais do que a Noruega, embora com uma taxa de mortalidade inferior à dos países mais castigados da Europa, a pandemia no país melhorou durante o verão, com os níveis de contágio abaixo dos restantes países nórdicos.

No entanto, nas últimas duas semanas, e de acordo com os dados mais recentes do Centro Europeu e Controlo de Doenças (ECDC), está a registar-se uma média de 511,9 novos casos por cada 100.000 habitantes, o dobro do índice da Dinamarca e mais do que os Países Baixos e o Reino Unido, entre outros.

“O rápido aumento que vimos na Europa veio para cá com grande força. O peso sobre a Saúde aumentou claramente e isso significa um contágio crescente”, disse o diretor da Agência de Saúde Pública sueca, Johan Carlson, defendendo que a regra passa pela ideia de “desistir de tudo o que não é absolutamente necessário”.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.319.561 mortos resultantes de mais de 54,4 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela AFP.

ZAP ZAP // Lusa

 

PARTILHAR

RESPONDER

Deco avança para tribunal contra Apple por manipulação de desempenho dos iPhones 6

A Deco Proteste anunciou esta segunda-feira que avançou com uma ação judicial contra a Apple, acusando-a de práticas enganosas por ter manipulado os iPhones 6, 6 Plus, 6S e 6S Plus para se tornarem obsoletos …

Crónica ZAP - Nota Artística por Nuno Miguel Teixeira

Nota artística: pouco Festival no FC Porto-Sporting

https://soundcloud.com/nuno-teixeira-264830877/fc-porto-0-0-sporting-o-musical Está bem: Futebol Clube do Porto contra Sporting Clube de Portugal. Segundo classificado recebe o líder. Jogo que pode praticamente definir o novo campeão nacional de futebol. O encontro é naquele estádio junto ao centro …

Índia e Paquistão comprometem-se a respeitar cessar-fogo em Caxemira

Na quinta-feira, o Paquistão e a Índia alcançaram um acordo para fazer cumprir o cessar-fogo na região de Caxemira, reivindicada pelos dois países. A fronteira entre ambos é palco frequente de ataques que deixam soldados …

Governo quer rever norma da dádiva de sangue que exclui homossexuais

O Governo determinou, esta segunda-feira, a constituição de um grupo de trabalho para rever a norma que exclui dadores "por comportamento sexual". De acordo com o SAPO24, o Ministério da Saúde determinou a constituição de um …

Governador de Nova Iorque volta a ser acusado de assédio sexual

O governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo, foi acusado por outra ex-assessora de assédio sexual, que foi sua assistente executiva e conselheira de políticas de saúde até novembro do ano passado. Segundo noticiou no sábado o New …

Francisco Assis alerta Governo para riscos das raspadinhas

O presidente do Conselho Económico e Social (CES), Francisco Assis, vai promover um estudo sobre o impacto social do vício da raspadinha e informar o Governo, na esperança de que este repondere o lançamento da …

Mais de 75% dos refugiados sírios podem sofrer de stress pós-traumático

Mais de três quartos dos refugiados sírios podem estar a sofrer de distúrbios mentais, como transtorno de stress pós-traumático (TEPT), dez anos após o início da guerra civil no país. De acordo com um artigo do …

AVC foi a principal causa das 112.334 mortes em 2019

As doenças circulatórias foram as principais causas das 112.334 mortes verificadas em Portugal em 2019, divulgou esta segunda-feira o Instituto Nacional de Estatística, assinalando que a mais mortífera foi o acidente vascular cerebral (AVC). Em 2019, …

Iémen irá enfrentar a pior fome já vista nas últimas décadas. Guterres implora por generosidade

De acordo com a ONU, a situação humanitária no Iémen é muito grave e o país irá enfrentar a pior fome à qual o mundo já assistiu. Esta situação pode ser revertida se os seus …

"Um erro histórico". Tratado assinado em Portugal incentiva aquecimento global

Um tratado assinado em Lisboa concede um grande poder às empresas de energia para processar os Estados caso se sintam prejudicadas por políticas climáticas. O Tratado da Carta da Energia (TCE) é um acordo internacional assinado …