Sporting vs Guimarães | Samba de Raphinha trama minhotos

O Sporting alcançou o seu oitavo triunfo consecutivo no campeonato, o nono em todas as competições, após bater o Vitória de Guimarães por 2-0.

A equipa “leonina” foi superior desde o primeiro minuto frente à formação minhota, que só testou Renan Ribeiro nos minutos finais, com Raphinha a estar ligado de forma directa aos dois golos da equipa de Alvalade.

O Jogo explicado em Números

  • Primeiro quarto-de-hora bastante morno, com ambas as equipas a demonstrarem alguma intranquilidade na troca de bola (eficácia de passe de 75% para o Sporting e 74% para o Vitória). Apesar de os “leões” terem tido mais bola durante este período (56%-44%), foram os visitantes a fazer mais remates (2-1) e a ocupar posições mais avançadas no campo.
  • Após uma fase inicial de muita disputa, o Sporting assumiu o controlo do jogo. Não raras foram as vezes em que os “leões” tentaram o golo, mas sem sucesso, com a equipa da casa a chegar à meia-hora do desafio com nove disparos, um deles enquadrado e dois aos ferros da baliza defendida por Miguel Silva.
  • A pouco mais de cinco minutos do intervalo chegou o golo do Sporting, numa jogada individual de Raphinha, que contornou o guarda-redes vitoriano e, de ângulo apertado, “fuzilou” a baliza contrária. Após 14 disparos, quatro deles à baliza, chegava, por fim, o golo da equipa de Marcel Keizer.
  • Primeira parte de sentido único, dominada pelo Sporting desde o minuto 15. Os “leões” nem sempre remataram bem, é certo, mas ainda assim contabilizaram cinco disparos enquadrados e quatro aos ferros perante um Vitória que foi caindo de produção com o passar do tempo, chegando ao intervalo com apenas um disparo e 36% de posse.
  • No regresso aos balneários, Bruno Fernandes liderava os  GoalPoint Ratings, com nota 7.4, já com cinco passes para finalização, três para ocasião flagrante, uma assistência, e 43 acções com bola.
  • O Sporting entrou na segunda parte da mesma forma como saíra da primeira: a comandar as operações. Não foi, por isso, de estranhar que tenha chegado ao 2-0 logo nos minutos iniciais, de novo após uma jogada individual de Raphinha, que desta vez assistiu Luiz Phellype para o golo, o sexto em 11 jogos para o campeonato. A equipa “verde-e-branca” somou sete disparos nos primeiros 15 minutos da segunda parte e teve 72% de posse diante de um Vitória passivo, que não fez um único disparo e acertou apenas 64% dos seus passes neste período.
  • Bruno Fernandes, Acunã e Raphinha chegaram ao minuto 70 com dez remates e 19 passes para finalização entre eles, número absolutamente extraordinários e exemplificativos do papel que desempenham no processo ofensivo dos “leões”. No lado do Vitória nenhum jogador tinha mais do que um remate e só Davidson contabilizava passes para finalização (dois).
  • Apesar dos dois golos sofridos, Osorio era um dos (poucos) elementos em destaque na equipa do Vitória. Aos 80 minutos, o central venezuelano tinha o segundo maior registo de toques na bola da sua equipa (40) e somava 12 acções defensivas e nove duelos ganhos em 13 disputados.
  • O Vitória fez o seu primeiro (e único) remate à baliza ao minuto 91, um sinal claro da tarde desinspirada por parte da equipa vitoriana, que fechou a partida com 39% de posse de bola e dez disparos, seis deles de dentro da área sportinguista.

O Homem do Jogo

Tarde de sonho de Raphinha, que frente à sua antiga equipa abriu a contagem ainda antes do intervalo e esteve também ligado ao 2-0 ao assistir Luiz Phellype.

O extremo brasileiro, que ainda rematou uma vez ao poste, contabilizou cinco passes para finalização – criando duas ocasiões flagrantes -, um cruzamento eficaz e quatro passes longos certos, um deles para o último terço do campo.

Para além disso, recuperou seis vezes a bola, teve uma tentativa de drible eficaz e sofreu uma falta em zona de perigo. Apesar de ter desperdiçado uma ocasião flagrante, Raphinha fechou as contas com 8.8 nos GoalPoint Ratings, a nota mais alta da partida.

Jogadores em foco

  • Acunã 8.7 – Exibição de luxo do argentino, que contabilizou sete passes para finalização, um deles para ocasião flagrante. Deu ainda nas vistas com 14 acções defensivas, metade delas desarmes.
  • Bruno Fernandes 8.3 – Criou oito ocasiões de perigo e fez seis disparos, ambos máximos da partida, e venceu dois duelos aéreos ofensivos em três. Mas nem tudo foram “rosas”: falhou 16 passes e perdeu 27 vezes a posse, mais do que qualquer outro jogador.
  • Miguel Silva 6.6 – Apesar dos dois golos sofridos, foi o jogador em destaque na equipa do Vitória, com cinco defesas, três delas a remates de dentro da área, uma saída pelo ar eficaz e quatro passes longos certos.
  • Doumbia 5.5 – Errou apenas cinco passes em 69 entregas e somou 13 recuperações de posse e três intercepções. Pela negativa, consentiu três dribles e cometeu sete faltas.
  • Davidson 4.4 – Foi o jogador da sua equipa visitante com mais passes para finalização (três), mas desperdiçou uma ocasião flagrante e controlou mal a bola em oito situações e perdeu a posse 17 vezes.

Resumo

PARTILHAR

RESPONDER

Inscrição hebraica com 2.800 anos revela antigo nome bíblico

Uma equipa de arqueólogos encontrou um jarro com 2.8000 anos com a inscrição em hebraico "Benayo" no sítio arqueológico de Abel Beth Maacah, no norte de Israel, local várias vezes mencionado na Bíblia Hebraica.  De …

Braga vence FC Porto e conquista Taça da Liga. Sérgio coloca lugar à disposição

O Sporting de Braga venceu hoje o FC Porto por 1-0 e conquistou a Taça da Liga, com Ricardo Horta a marcar o golo decisivo aos 90+5, garantindo um troféu que os bracarenses já tinham …

Rara moeda de ouro com a cara de Eduardo VIII vendida por preço recorde

Uma rara moeda de ouro com o perfil do rei britânico Edward VIII foi vendida a um comprador particular pelo valor recorde de 1,3 milhões de dólares. A informação é avançada pela Royal British Mint, a …

Depois dos incêndios, Austrália está prestes a experimentar uma "bonança" de aranhas mortais

Depois dos incêndios florestais que assolaram o país, os australianos começaram a implorar por chuva. O bónus de aranhas mortais não estava incluído no pedido, mas os especialistas do Australian Reptile Park acreditam que é …

Governo admite retirar cidadãos nacionais de Wuhan

As autoridades portuguesas estão a cooperar com outros países europeus para reforçar o apoio aos cidadãos nacionais que se encontram em Wuhan, onde ocorreram os primeiros casos do novo coronavírus, admitindo a possibilidade de retirá-los …

Os cogumelos podem ser muito mais antigos do que pensávamos

Os cogumelos podem ser mais antigos do que pensávamos, concluíram cientistas que dataram vestígios de micélio (constituinte dos cogumelos) com 800 milhões de anos, divulgou esta quarta-feira a Universidade Livre de Bruxelas, na Bélgica. Estudos anteriores …

Comer iogurte natural pode ajudar a reduzir o risco de cancro da mama

Uma das causas mais apontadas para o cancro da mama é a inflamação causada por bactérias nocivas. Esta tese ainda não foi provada, mas é apoiada pelas evidências até agora disponíveis de que a inflamação …

Primeiro caso suspeito de infeção por coronavírus detetado em Portugal

Foi detetado o primeiro caso suspeito de infeção infeção pelo novo coronavírus , em Portugal, anunciou este sábado a Direção-Geral de Saúde. “Este doente, regressado hoje [este sábado] da China, onde esteve na cidade de Wuhan …

Slava Semeniuta transforma chuva em atmosfera néon

O artista e fotógrafo russo Slava Semeniuta, também conhecido como Visual Scientist, mistura elementos naturais e faz mágica com eles. Slava Semeniuta, também conhecido como Visual Scientist, retoca fotografias de poças de água para criar composições …

Empresa quer vender dispositivos que extraiem água potável do ar

A empresa israelita Watergen está a planear começar a vender uma versão para o consumidor do seu aparelho que extrai água potável do ar ainda este ano. A tecnologia do gerador atmosférico da empresa está em …