Sporting 2-0 Aves | Leão vence na estreia de Amorim

Rúben Amorim estreou-se com uma vitória ao leme do Sporting. Na recepção ao Desportivo das Aves, os “leões” ganharam por 2-0, num jogo em que sentiram mais dificuldades do que as esperadas tendo em conta que, aos 20 minutos, já os visitantes estavam reduzidos a nove elementos.

A verdade é que, neste cenário, o Aves não teve grandes alternativas a não ser recuar e fechar todos os caminhos para a sua baliza.

Os “leões” terminaram com 83% de posse de bola e 22 remates, mas só no segundo tempo marcaram, primeiro por Sporar e depois por Luciano Vietto, de grande penalidade.

O jogo explicado em números

  • O Sporting começou o jogo no esquema favorito de Rúben Amorim, com três centrais – Sebastián Coates, Mathieu e Tiago Ilori – e com intenso domínio. Algo que ficou facilitado aos 11 minutos, quando Rúben Macedo viu vermelho directo por entrada dura sobre Wendel, após consuta do VAR por parte do árbitro.
  • No primeiro quarto-de-hora, os “leões” registaram 75% de posse de bola, 91% de eficácia de passe e o único remate do jogo, embora desenquadrado. E aos 16 o Aves esteve perto de marcar, quando Mato Milos ultrapassou Luís Maximiano, fora da área, mas o seu remate fraco foi travado por Ilori.
  • Aos 20 minutos, pior ficou o Aves, com Luiz Fernando a ver segundo cartão amarelo, após entrada sobre… Wendel – o primeiro havia sido por protestos aquando da expulsão de Rúben Macedo. Tudo corria mal aos visitantes, mas o Sporting continuava sem criar perigo.
  • O Aves não teve outra alternativa senão chamar o “autocarro” e fechar-se na sua defesa. Por isso, aos 30 minutos Rúben Amorim já havia tirado Ristovski de jogo e lançado Jovane Cabral para pressionar no ataque, mas mesmo assim os lances de perigo tardavam em surgir. Os “leões” iam já em 78% de posse e 93% de eficácia de passe, e também seis remates, mas nenhum enquadrado – expected goals (xG) não passavam de 0,3.
  • O primeiro remate enquadrado do jogo surgiu somente aos 37 minutos, ao oitavo disparo leonino, na autoria de Rodrigo Battaglia, de fora da área. Perto do intervalo, Sporar trabalhou bem à entrada da área, mas em zona frontal a atirou por cima da barra. Nos descontos, Vietto atirou forte à barra, numa fase de maior aperto para os forasteiros.
  • Primeira parte claramente marcada pelas duas expulsões de jogadores do Desportivo das Aves, que se viu com nove elementos logo aos 20 minutos.
  • Esse facto ajudou o Sporting a não ter grandes preocupações defensivas, a dominar (81% de posse de bola), mas complicou na medida em que os visitantes prescindiram de atacar e fecharam-se em frente à sua baliza, minimizando os espaços para o “leão” criar perigo.
  • O melhor no primeiro tempo foi Rodrigo Battaglia, com GoalPoint Rating de 6.1, com 96% de eficácia de passe e todos os duelos aéreos ganhos.
  • Acredite. O Sporting chegou aos 94% de posse de bola e de eficácia de passe nos primeiros 15 minutos do segundo tempo, mas continuou a lutar contra um mar de gente na área do Aves, com os seus cinco remates a encontrarem apenas por uma vez as luvas de Quentin Beunardeau.
  • Mas a insistência leonina acabaria por dar frutos. Aos 62 minutos, Wendel cruzou da esquerda com conta, peso e medida e Sporar, de cabeça, abriu o activo, ao 17º disparo leonino, quarto enquadrado. E o segundo golo não demorou a surgir. Aos 67, o árbitro assinalou penálti por mão de Afonso Figueiredo na área e Luciano Vietto não desperdiçou, fazendo o 2-0.
  • A história do jogo resumia-se ao Sporting a atacar, a tentar chegar a mais golos, com o Aves a não sair do seu terço defensivo. Os 91% de posse dos “leões” eram naturais e os visitantes registavam somente três acções com bola no meio-campo contrário chegados os 70 minutos.
  • Só aos 87 minutos o Aves conseguiu subir e rematar, por Zidane Banjaqui, para defesa tranquila de Maximiano, numa fase em que as duas equipas já pareciam esperar pelo apito final. O domínio leonino era total e o triunfo estava há muito assegurado.

Manuel de Almeida / Lusa

O melhor em campo GoalPoint

Wendel não jogou em Famalicão e a falta foi sentida. No regresso após jogo de castigo, o brasileiro encheu o campo e foi o MVP da partida, com GoalPoint Rating de 7.4.

O médio fez a assistência para o 1-0, da autoria de Sporar, somou dois passes para finalização e teve uma eficácia de passe de 96%, conseguida com 110 entregas completas em 115 – números pouco vistos. Para além disso, teve sucesso em dez de 13 passes longos e eficácia em 12 passes progressivos, terminando ainda com oito recuperações de posse e o máximo de acções com bola (123). Foram sobre ele as faltas que resultaram nas duas expulsões.

Jogadores em foco

  • Rodrigo Battaglia 6.9 – O argentino estava incumbido de garantir os equilíbrios defensivos dos “leões”, mas perante as expulsões de jogadores do Aves, pôde aventurar-se um pouco mais, terminando com o segundo melhor rating, fruto de três remates, um passe de ruptura, 97% de eficácia de passe e 101 acções com bola.
  • Andraz Sporar 6.9 – O jogo estava difícil e sem espaços e era necessário alguém entre os defensas do Aves para romper a resistência contrária. E o ponta-de-lança fez isso mesmo, abrindo o activo de cabeça. O esloveno rematou três vezes, ganhou dois de seis duelos aéreos ofensivos e fez somente oito passes, todos certos.
  • Luciano Vietto 6.8 – O argentino sentiu muitas dificuldades para encontrar espaços entre os defensores contrários e romper. Ainda assim foi o mais rematador da partida, com sete disparos, cinco de fora da área, dois enquadrados. E acabou por marcar um golo, de penálti.
  • Marcos Acuña 6.6 – O argentino fez todo o corredor esquerdo leonino e foi dos poucos a conseguir, desde a primeira parte, imprimir ritmo e lances de ruptura com a bola controlada. Terminou com quatro passes para finalização, 90% de eficácia de passe, 103 acções com bola e a totalidade dos três duelos aéreos defensivos ganhos.
  • Tiago Ilori 6.1 – Nem sempre aposta no “onze” inicial, Ilori deu-se bem no esquema de três centrais de Amorim, mostrando certeza no passe (90% de eficácia), com cinco longos certos e 13 progressivos completos, e ainda ganhou os quatro duelos aéreos em que participou.
  • Ricardo Mangas 5.8 – O Aves praticamente só defendeu, pelo que o seu melhor elemento com um defesa-central. Ricardo Mangas completou as duas tentativas de drible e somou dez acções defensivas, entre elas três desarmes e outros tantos bloqueios de remate.

Resumo

PARTILHAR

RESPONDER

Morreu aos 98 anos o historiador, sociólogo e crítico de arte José-Augusto França

O historiador, sociólogo e crítico de arte José-Augusto França morreu este sábado, aos 98 anos, na casa de saúde de Jarzé, perto da cidade francesa de Angers, disse à Lusa a pintora Emília Nadal, sua …

Ventura: "Não vejo outra possibilidade senão a ministra da Saúde ou pedir desculpa ou ser afastada"

O Chega vai questionar formalmente o Governo pelo “facto de a ministra da Saúde ter utilizado um carro do Estado” para ir a uma ação de campanha no Porto na sexta-feira, anunciou este sábado André …

Ouvir 30 segundos de uma sonata de Mozart pode reduzir ataques de epilepsia

Ouvir a Sonata para Dois Pianos em Ré Maior (K448), de Wolfgang Amadeus Mozart, durante pelo menos 30 segundos, ajuda a reduzir a atividade elétrica cerebral associada à epilepsia resistente a medicação. Os resultados também sugerem …

Astrónomos resolvem mistério cósmico com 900 anos

Um mistério cósmico com 900 anos, em torno das origens de uma famosa supernova observada pela primeira vez na China no ano 1181, foi finalmente resolvido. Uma nova investigação, publicada dia 15 de setembro no The …

Bons hábitos alimentares podem reduzir a probabilidade de contrair covid-19

Um novo estudo indica que as pessoas que comem muitas frutas e vegetais podem ter menos probabilidades de contrair covid-19. Num pesquisa que envolveu 590 mil adultos, os investigadores descobriram que as pessoas que eram adeptas …

Inteligência Artificial está a "alimentar" a violação dos direitos humanos, alerta ONU

Num novo relatório, a Organização das Nações Unidas (ONU) alertou os países que o uso imprudente de Inteligência Artificial (IA) pode estar a pôr em causa o respeito pelos direitos humanos. Michelle Bachelet, Alta Comissária das …

Foi viajar e não voltou. O misterioso desaparecimento de Gabby Petito (e do namorado)

Gabrielle Petito, uma jovem norte-americana de 22 anos, desapareceu misteriosamente. Gabby foi viajar com o namorado, que voltou para casa sozinho e não quis contar o que aconteceu — e agora também está desaparecido. Gabby Petito, …

Aos 101 anos, Ginny é a "Senhora Lagosta" e não planeia reformar-se

Virginia Oliver continua a trabalhar na pesca da lagosta, apesar de já ter 101 anos de idade. 'Ginny' não planeia reformar-se e já se tornou um meme na internet. Virginia 'Ginny' Oliver tem 101 anos e …

Dinamarca. Reclusos condenados a prisão perpétua proibidos de iniciar novos romances

Os reclusos que cumprem prisão perpétua na Dinamarca serão proibidos de iniciar novos relacionamentos amorosos, decisão proposta pelo governo após uma jovem de 17 anos se apaixonar por Peter Madsen, que assassinou a jornalista Kim …

Casal queria que o seu filho se chamasse Vladimir Putin. A Suécia não deixou

Na Suécia, os pais são obrigados a comunicar os nomes dos seus filhos recém-nascidos ao Skatteverket nos primeiros três meses a partir do nascimento. Um casal sueco, que vive na cidade de Laholm, foi proibido pela …