“12.500 euros não chegavam para Paris”. Sócrates explica empréstimos do amigo

Pedro Nunes / Lusa

O ex-primeiro-ministro José Sócrates

Em mais uma sessão de interrogatório liderada pelo juiz Ivo Rosa, José Sócrates voltou a falar das suas “dificuldades financeiras”, justificando os pedidos de empréstimos ao amigo Carlos Santos Silva com o facto de o ordenado de 12 mil euros mensais não ser suficiente para os seus gastos em Paris.

No quarto dia de interrogatório na fase de instrução do processo Operação Marquês que decorreu nesta quinta-feira, 31 de Outubro, José Sócrates foi confrontado com os pedidos de empréstimos de dinheiro que alega ter feito ao amigo Carlos Santos Silva. A tese da acusação é que o dinheiro era, na verdade, do antigo primeiro-ministro e que Santos Silva era seu testa-de-ferro.

Ivo Rosa confrontou Sócrates com as razões porque é que pedia empréstimos ao amigo Carlos Santos Silva. “Porque 12.500 euros não chegavam para Paris”, salientou o antigo governante, notando que sempre teve “dificuldades financeiras” e referindo que o ordenado que recebia como consultor da farmacêutica Octapharma para a América Latina não era suficiente para suportar os seus gastos e os do filho na capital francesa.

Confrontado por Ivo Rosa com o facto de ter gasto cerca de 7 mil euros numas férias na Suíça para fazer ski, apesar das suas alegadas “dificuldades financeiras”, Sócrates desvalorizou o valor. “Acho que é normal. São gastos da classe média, sr. dr. juiz“, afirmou.

Quanto ao facto de receber o dinheiro das mãos de Santos Silva em numerário, Sócrates afiançou que não queria que pensassem que trabalhava para o amigo e que pretendia manter os alegados empréstimos em privado.

O Ministério Público suspeita que Santos Silva cedeu 1,1 milhões de euros a Sócrates entre 2012 e 2015.

O interrogatório a José Sócrates vai prosseguir na segunda-feira à tarde em Lisboa. O juiz Ivo Rosa tinha agendado 4 dias para interrogar o ex-primeiro ministro, mas as cerca de cinco horas diárias que Sócrates passou no Tribunal de Instrução Criminal, nesta semana, não foram suficientes para esgotar toda a matéria que consta da acusação do processo.

Sócrates, que esteve preso preventivamente e em prisão domiciliária, está acusado de 31 crimes económico-financeiros. O antigo líder socialista foi acusado pelo Ministério Público da alegada prática de três crimes de corrupção passiva de titular de cargo político, 16 crimes de branqueamento de capitais, nove crimes de falsificação de documento e três crimes de fraude fiscal qualificada, no âmbito da Operação Marquês.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. Gastos da classe média? Então como serão os gastos da alta?
    E eu a pensar que da classe média era eu, gastando mil euritos em hotel, numa semana, no Verão, cozinhando para poupar uns trocos e não acabar as férias teso.
    Mas, claro, as minhas dívidas não posso geri-las como o senhor engenheiro Sócrates. Tenho de as pagar…

  2. Hahahaaa!…
    Este Sócrates é mesmo uma personagem!.
    Sempre teve dificuldades financeiras, mas gostou 7 mil euros numas férias na Suiça e ainda acha que isso é perfeitamente normal!!

  3. Com amigos de longa data destes, quem precisaria de querer ser primeiro-ministro e expor-se desta forma?
    Empréstimos destes constantes a troco de quê?

RESPONDER

Estados Unidos vão transformar aeronaves obsoletas em "aviões arsenal"

Os Estados Unidos preparam-se para transformar algumas das suas maiores e mais obsoletas aeronaves em "aviões arsenal", que funcionarão como plataformas repletas de armas, revelaram fontes do Governo norte-americano. Foi em 2016 que esta ideia veio …

Imperador japonês paga 25 milhões de dólares por ritual secreto para dormir com deusa

Este ritual de sucessão do Imperador Naruhito aconteceu na quinta-feira e envolve dormir com uma deusa do Sol. O templo é construído para o efeito e é destruído depois. O ritual japonês altamente secreto conhecido como …

Para entrar nesta praia italiana, vai ser preciso pagar (e nem todos podem entrar)

Aos pés de uma antiga aldeia de pescadores, La Pelosa é uma atração turística muito célebre. Por isso, a autarquia decidiu tomar medidas para a proteger. A famosa praia tem sido uma vítima da erosão natural …

Laurent Simons será o mais novo licenciado do mundo. Tem 9 anos

O belga Laurent Simons tem apenas 9 anos e estás prestes a bater um recorde: em dezembro, deverá tornar-se o mais novo licenciado do mundo. O "menino prodígio", tal como é apontado pelos média internacionais, ingressou …

Preços dos passes Navegante ficam iguais em 2020

Os preços dos passes Navegante vão manter-se iguais em 2020, no âmbito da estratégia de “promoção da utilização dos transportes públicos coletivos”, anunciou esta sexta-feira a Área Metropolitana de Lisboa (AML). “A Área Metropolitana de Lisboa …

Os burros-táxi de Espanha vão ter horários de trabalho, estábulos novos e deixar de carregar turistas de 80 quilos

Os burros táxis são uma atração turística de Mijas, província de Málaga, no sul de Espanha. Agora foram definidas novas regras que têm em conta os direitos e o bem-estar dos animais. O serviço funciona como …

Vai ser preciso "ser-se rico" para visitar a famosa Ilha de Komodo

Em breve, os turistas que queiram visitar a Ilha de Komodo, o famoso lar de mais de 5.000 dragões de Komodo, terão de ser ricos. O aviso é do Governo local indonésio, que chegou mesmo …

Sócrates saúda saída da prisão de Lula. "Sei que estás em festa, pá"

O antigo primeiro-ministro José Sócrates, acusado de corrupção, considerou que a saída da prisão de Lula da Silva representou uma "reentrada no mundo" do ex-chefe de Estado brasileiro, acontecimento em relação ao qual o PS, …

Ministra da Justiça visitou mãe que abandonou bebé no lixo

A mãe que abandonou o bebé no caixote do lixo em Lisboa está bem de saúde e a receber apoio psicológico, constatou a ministra da Justiça, que esta sexta-feira visitou a jovem na cadeia de …

Ex-embaixadora dos EUA na Ucrânia acusa Trump de intimidação

Marie Yovanovitch, antiga embaixadora dos Estados Unidos na Ucrânia, denunciou esta sexta-feira a existência de uma campanha para a descredibilizar levada a cabo por Donald Trump com ajuda de ucranianos, no inquérito para a destituição …