SIRESP arrasa Governo e acusa executivo de não cumprir contratos

Nuno André Ferreira / Lusa

Bombeiros tentam combater o fogo em São Pedro do Sul, Viseu

O presidente do conselho de administração do SIRESP enviou uma carta ao ministro da Administração Interna a criticar o relatório técnico encomendado pelo Governo para apresentar soluções para as comunicações de emergência.

Numa missiva de cinco páginas, Pedro Bonifácio Vítor, presidente do conselho de administração do SIRESP, acusa o Governo de não cumprir os contratos estabelecidos com a rede de emergência e critica o relatório encomendado para arranjar soluções tecnológicas para as comunicações de emergência.

A carta enviada a Eduardo Cabrita menciona informação sensível citada na comunicação social, transcrições de textos sem referências, sugestão de investimentos de grande risco, contratos não cumpridos, dívidas por pagar, entre outros.

Tudo isto porque Bonifácio Vítor, de acordo com a TSF, não gostou das sugestões do grupo de trabalho nomeado pelo Governo para oferecer soluções para o SIRESP. Para agravar a situação, foram divulgadas informações confidenciais do relatório na comunicação social.

O relatório encomendado pelo Governo acusa o SIRESP de se mover por “interesses privados e por uma lógica comercial de obtenção de lucro”. Em resposta, o presidente da empresa relembrou que sempre cumpriu a sua parte dos contratos — algo que nem sempre se verificou da parte do Governo. Além disso, é referida uma dívida que em 2011 era de 12 milhões de euros e, em dezembro, já rondava os 22,8 milhões.

O grupo de trabalho do Governo sugeria uma nova rede de transmissão por feixes hertzianos, algo que Pedro Bonifácio Vítor rejeita categoricamente. “A estimativa de custos não é justificada nem contabiliza custos de exploração, baseando-se em termos pouco objetivos”, justifica o presidente do SIRESP.

Apesar dos seus 13 anos de experiência, os técnicos responsáveis pelo relatório não pediram a opinião de Bonifácio Vítor — “situação que não se compreende“, realça. A carta refere ainda pormenores técnicos relativos a transcrições integrais de textos no relatório sem a devida referência bibliográfica.

Alexandre Fonseca, presidente da Altice Portugal diz que o relatório demonstra “ignorância” e um “profundo desconhecimento” da realidade do país. No entanto, Carlos Salema, presidente do grupo de trabalho responsável pelo relatório garante que as soluções oferecidas pela sua equipa são “muito mais seguras” do que as que a Altice tem apresentado.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Em Casa d’Amália": RTP comemora cententário da fadista

A Fundação Amália Rodrigues junta-se à RTP para assinalar o centenário da fadista. O programa Em Casa d’Amália tem estreia marcada para a próxima sexta-feira (10) e reúne várias figuras da música portuguesa da atualidade. O …

Desapareceram 21 milhões de números de telefone na China. Mas o mistério foi resolvido

O porta-voz de uma das três maiores operadoras chinesas confirmou o desaparecimento dos utilizadores, mas deu uma explicação para este mistério. Nos últimos dias, surgiram vários relatos de notícias que davam conta de que, entre janeiro …

Mercadona doa 20 mil quilos de chocolate aos profissionais de saúde e aos mais carenciados

A Mercadona anunciou, esta quarta-feira, a doação de 20 mil quilos de chocolate ao Banco Alimentar Contra a Fome do Porto. O objetivo é proporcionar uma Páscoa mais doce aos mais carenciados e aos que …

"Paciente 1" em Itália recupera (e dá as boas-vindas a Giulia, a sua filha recém-nascida)

Giulia, a filha recém-nascida do "paciente 1" de Itália, veio para trazer alguma esperança ao país, em plena pandemia de covid-19. Mattia, de 38 anos, foi internado no dia 20 de fevereiro no hospital de Codogno, …

Investigadores transformaram o coronavírus em música (e já o podemos ouvir)

Uma equipa de investigadores do Instituto de Tecnologia de Massachussets (MIT) conseguiu transformar em som a estrutura da proteína spike, que permite que o novo coronavírus adira às células para infetá-las. Até agora, já pudemos ver …

Autoeuropa quer recorrer ao lay-off (e retomar produção a 20 de abril)

A administração da Autoeuropa quer promover um regresso gradual ao trabalho a partir de 20 de abril, pretendendo recorrer ao lay-off simplificado para os trabalhadores que não regressem ao trabalho nessa data. “O regresso ao trabalho …

Ex-mulher de astronauta acusada de mentir sobre o "primeiro crime espacial"

A ex-mulher da astronauta da NASA Anne McClain, Summer Worden, foi acusada formalmente de mentir sobre o "crime espacial" que McClain terá cometido. Em agosto de 2019, o jornal norte-americano The New York Times noticiou que …

Em Singapura, os parques de estacionamento são agora quintas urbanas

A pandemia de covid-19 está a obrigar alguns países a adaptarem-se. É o caso de Singapura, que está a transformar os parques de estacionamento em quintas urbanas para aumentar a produção alimentar. Só 1% do território …

O empresário mais odiado do mundo quer sair da prisão (para desenvolver um medicamento para a covid-19)

Martin Shkreli, o empresário mais odiado do mundo, quer sair brevemente da prisão para ajudar a desenvolver um tratamento para a covid-19. Num artigo publicado no site da empresa de Shkreli, Prospero Pharmaceuticals, juntamente com outros …

Ceferin acusado de ganância. "Manter a Liga dos Campeões foi um ato criminoso irresponsável"

O primeiro-ministro da Eslovénia, Janz Jansa, teceu duras críticas à forma como a UEFA e o seu presidente, Aleksander Ceferin, lidaram com a fase inicial da pandemia de covid-19. "Manter a Liga dos Campeões foi um …