Sintomas depressivos podem aumentar o risco de AVC

Ao longo dos anos os investigadores têm detetado uma correlação consistente entre os sintomas depressivos e um grave risco de AVC. Um novo estudo mostra agora mais evidências desta ligação.

Tem sido um desafio para os especialistas entender a ligação frequentemente observada entre depressão e risco de AVC. A depressão pode levar a comportamentos não saudáveis ​​que aumentam o risco de desenvolver doenças como diabetes e hipertensão, que podem causar um risco maior de ter um acidente vascular cerebral.

Contudo, uma análise de 2012 sugeriu que o efeito da depressão no risco de AVC era “independente de outros fatores de risco, incluindo hipertensão e diabetes”. Uma revisão sistemática de 2014 confirmou a ideia de que a depressão pode aumentar o risco de AVC, independentemente de estarem presentes “doenças cerebrovasculares e cardiovasculares”.

As evidências da relação entre depressão e AVC são vistas como uma condição chamada depressão pós-AVC. Um em cada três pacientes com AVC é classificado com esta condição, que pode aumentar o risco de morte até 10 vezes, diz o New Atlas.

Virginia Howard, autora principal do novo estudo, explica que “há uma série de fatores de risco bem conhecidos que estimulam o AVC, como é o caso da hipertensão, diabetes e doenças cardíacas, mas agora estamos a começar a entender que também existem fatores de risco não tradicionais, e os sintomas depressivos ocupam um lugar importante nessa lista”.

A nova pesquisa surge de um estudo longitudinal chamado Razões para diferenças geográficas e raciais no AVC, que começou em 2003. Um dos objetivos do projeto era entender o papel da depressão na estimulação de AVC, sobretudo na população negra dos Estados Unidos.

No novo estudo, os sintomas depressivos foram medidos em quase 25 mil indivíduos usando uma escala que oferece uma pontuação de depressão entre 0 e 12. As pontuações acima de 4 na escala são geralmente consideradas indicativas de sintomas depressivos.

Os indivíduos com pontuação entre 1 e 3 na escala de depressão tinham 39% mais probabilidade de sofrer um derrame cerebral, enquanto que os que tinham pontuação igual ou superior a 4 eram 54% mais propensos a sofrer AVC.

O estudo não viu nenhuma diferença na depressão e associação de risco de AVC entre diferentes grupos raciais. Isso sugere que os sintomas de depressão podem ser considerados um fator de risco independente para AVC, em diversas populações raciais e étnicas.

Howard sugere que os médicos devem reconhecer a depressão como um fator de risco significativo para derrames cerebrais, e devem ser considerados exames de rotina de saúde do paciente. O novo estudo foi publicado no Neurology: Clinical Practice em outubro.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Sonho que se tornou pesadelo". Fernando Santos admite mudanças no onze

O selecionador Fernando Santos disse hoje que Portugal vai carimbar a passagem aos ‘oitavos’ de final do Euro2020 e admite fazer mudanças na equipa para o encontro da derradeira jornada do Grupo F, com a …

Cientistas descobriram dois novos tipos de células cerebrais em ratos

Cientistas descobriram dois novos tipos de células gliais, um tipo de células do sistema nervoso central que dá suporte ao cérebro, em ratos. De acordo com o site EurekAlert!, investigadores da Universidade de Basileia, na Suíça, …

As bactérias intestinais podem influenciar a gravidade de um AVC

Uma equipa de investigadores da Cleveland Clinic, nos Estados Unidos, descobriu uma nova associação cérebro-intestino que está a surpreender a comunidade científica. Os resultados do estudo mostram como um metabólito produzido por bactérias intestinais pode amplificar …

O icónico Tamagotchi está de volta, mas desta vez em forma de smartwatch

No ano em que se celebram os 25 anos do Tamagotchi, surge uma nova versão do icónico brinquedo. O Smart é um Tamagotchi na forma de um relógio inteligente, para se usar no pulso. O …

Rã com olhos vermelhos descoberta no Equador. Chama-se Led Zeppelin

Os seus olhos vermelhos cativaram os investigadores, que decidiram batizar de Led Zeppelin uma nova espécie de rã terrestre descoberta no Equador. A Pristimantis ledzeppelin foi descoberta pelos equatorianos David Brito e Carolina Reyes, cientistas do …

Itália 1 - 0 País de Gales | “Azzurri” vencem mas galeses apuram-se

Imparável! Com o apuramento para os “oitavos” já no bolso, a Itália entrou em campo com nada mais, nada menos do que oito mexidas em relação à equipa que tinha iniciado o último jogo, frente …

Casa de banho do século XII encontrada em bar de tapas em Sevilha

Recentemente, um grupo de trabalhadores encontrou uma casa de banho do século XII dentro de um bar de tapas espanhol. A descoberta está a ajudar a perceber como era a vida em Sevilha na época. No …

Suíça 3 - 1 Turquia | Seferovic e Shaqiri “abrem o livro”

A Suíça venceu de forma categórica a Turquia por 3-1, afastou os turcos da prova e terminou o Grupo A no terceiro lugar, com quatro pontos, esperando agora pelo final da fase de grupos para …

Presidente eleito do Irão promete governo "revolucionário e anticorrupção"

O Presidente eleito do Irão, o clérigo ultraconservador Ebrahim Raissi, prometeu hoje formar um governo "trabalhador, revolucionário e anticorrupção", aludindo ao estrito cumprimento dos princípios do sistema teocrático do país. Num comunicado, Raissi apresentou-se como “um …

Na Coreia do Norte, um pacote de café pode chegar aos 80 euros

Residentes norte-coreanos dizem que uma pequena embalagem de chá preto ou um pacote de café podem chegar aos 60 e 80 euros, respetivamente. Esta semana, o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, reconheceu que o …