SETI deteta 72 sinais extraterrestres numa galáxia a 3000 milhões de anos-luz

Os cientistas do Search for Extraterrestrial Intelligence (SETI), nos Estados Unidos, detetaram 72 sinais extraterrestres vindos de uma galáxia anã a cerca de três mil milhões de anos-luz da Terra.

Uma equipa de cientistas do programa Breakthrough Listen, situado no SETI Institute, na Universidade da Califórnia, em Berkeley, EUA, detetou 72 sinais extraterrestres ao examinar 400 terabytes de dados radiofónicos vindos de uma galáxia anã a cerca de três mil milhões de anos-luz da Terra.

A fonte que emite estas rajadas rápidas de rádio – intensas explosões de energia de rádio que duram apenas alguns milissegundos de duração – é conhecida como FRB 121102.

A maioria das FRB analisadas emitiu apenas uma descarga de rajadas rápidas de rádio, mas na FRB 121102 esse fenómeno repetiu-se várias vezes. Foi assim que se detetaram 21 explosões nesta fonte, no ano passado, ao analisar dados recolhidos pelo telescópio Green Bank, nos EUA, com a implementação de algoritmos informáticos padrão.

Mas, agora, a equipa desenvolveu um novo e mais poderoso algoritmo, com o qual reanalisaram os dados do telescópio e descobriram outras 72 explosões que não haviam sido visualizadas com a técnica anterior.

Gerry Zhang, estudante doutorado por esta universidade norte-americana, foi o responsável pelo algoritmo, tendo recorrido a algumas das técnicas usadas pelas empresas de tecnologia da Internet para otimizar os resultados de pesquisa e classificar imagens.

Os cientistas treinaram um algoritmo conhecido como rede neuronal convolucional, que facilita o reconhecimento destas rajadas rápidas de rádio (“fast radio bursts” em inglês).

“O seu trabalho é entusiasmante não só porque nos ajuda a compreender o comportamento dinâmico dos FBR com mais detalhe, mas também por causa do potencial que mostra ao usar a aprendizagem de máquinas para detetar sinais perdidos por algoritmos clássicos”, afirmou Andrew Siemion, investigador do SETI, à Sky News.

A FRB 121102 tem origem numa galáxia anã localizada a 3 mil milhões de anos-luz do nosso planeta, mas a natureza do objeto que as emite é desconhecida. Há diversas teorias sobre o assunto, incluindo a que poderiam ser sinais de tecnologia desenvolvida por uma avançada civilização extraterrestre.

“A natureza do objeto que os emite é desconhecida. Existem várias teorias, incluindo que elas podem ser assinaturas da tecnologia desenvolvida por vida inteligente”, disse fonte do SETI também citada pelo canal de televisão.

Em 2017, cientistas da Universidade de Harvard já tinham sugerido que estes sinais podiam ser o resultado de falhas de energia de transmissores poderosos construídos por civilizações alienígenas para enviar gigantes barcos em viagens interestelares.

Os resultados desta nova investigação foram aceites para publicação na revista científica Astrophysical Journal.

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Essas possíveis civilizações agora captadas existiram à 3.000 milhões de anos, ou seja estão mais do extintas, pois quando olhamos para o espaço estamos a olhar para o passado, e quanto mais longe mais longínquo no tempo.

    • Mais extintas porquê?
      Pode a galáxia deles não ter sido destruida, podem ter desenvolvido tecnologia para sobreviverem.
      Nós temos quantos anos de tecnologia? 80 anos? 90 anos? Já enviam robots para outros planetas, quando tivermos 1000 anos de tecnologia o que poderemos alcançar?
      Todas as hipóteses podem ser válidas enquanto não houver uma confirmação do que é, o que foi e o que será.
      Não vejo porque porque a única hipótese é: estão extintos! É preciso ser obtuso se for para pensar assim.

  2. Nao sei que tem o redshift a ver com isso mas esta bem, e pelo que andei a ler nao me parece que seja nada de mais fizeram upgrades nos sistemas detectaram 1 pulsar digo eu, nao sei o que eh a frequencia (FRB 121102) mas penso que sera ” fast radio brusts ” o que nao eh nada de novo ja foi detectado antes em inglaterra se nao me engano… ” FRB 121102
    An observation in 2012 of a fast radio burst (FRB 121102)[4] in the direction of Auriga in the northern hemisphere using the Arecibo radio telescope confirmed the extragalactic origin of fast radio pulses by an effect known as plasma dispersion. ” mais aqui ” https://en.wikipedia.org/wiki/Fast_radio_burst

    • Se não sabe o que é o Redshift ou como são medidas as distâncias no Cosmos, então não sabe como eles chegaram à conclusão que essa galáxia está a “3000 milhões de anos-luz” …

RESPONDER

Huawei afirma que a tecnologia 6G vai estar disponível daqui a 10 anos

O CEO da Huawei, Ren Zhengfei, assinalou, durante uma entrevista à CNBC, que a sua empresa está a trabalhar em redes móveis 6G, que estarão completamente desenvolvidas daqui a 10 anos.   "Trabalhámos em 5G e 6G …

Nazismo e comunismo classificados em pé de igualdade pelo Parlamento Europeu

No passado dia 19 de setembro, a União Europeia colocou comunismo e nazismo em pé de igualdade, depois de aprovar no Parlamento Europeu uma resolução condenando ambos os regimes por terem cometido "genocídios e deportações …

Conselho da Europa teme que polícia de Malta tenha “recusado provas” no caso da jornalista assassinada

Daphne Galizia era jornalista, acompanhava casos de corrupção no país e foi assassinada há dois anos. Pieter Omtzigt, relator do Conselho da Europa responsável pelo caso, diz que a abordagem da polícia e dos …

Itália quer mudar sede da final da Liga dos Campeões

A Itália quer que a final da Liga dos Campeões deste ano, marcada para o Estádio Olímpico Atatürk Olympic, mude de sede. Os últimos dias não têm sido fáceis para a UEFA. Depois dos incidentes racistas …

CNN coloca broa portuguesa entre os 50 melhores pães do mundo

A propósito das celebrações do Dia Mundial do Pão, que se celebra esta quarta-feira, a CNN fez uma lista com os 50 melhores pães do mundo e um deles é a broa portuguesa. A broa conhecida …

CP lança nova campanha: Lisboa-Porto por cinco euros e mais descontos até 80%

Há 10.300 bilhetes a custos muito reduzidos, anunciou a CP – Comboios de Portugal esta terça-feira. A nova campanha garante viagens nos comboios de longo curso Alfa Pendular e Intercidades “com 80% de desconto”, abrangendo …

"Níveis recorde". Glaciares suíços perderam 10% do seu volume nos últimos cinco anos

Os glaciares suíços perderam 10% do volume nos últimos cinco anos, a maior redução em cem anos, alertou esta terça-feira a Academia Suíça das Ciências. A Academia baseia-se nas medições feitas pelos peritos do painel intergovernamental …

Caso BPN. Relação condena dois dos absolvidos e agrava penas a outros dois

O Tribunal da Relação de Lisboa condenou esta quarta-feira dois dos três arguidos absolvidos no processo principal da falência do BPN, Ricardo Oliveira e Filipe Nascimento, e agravou as penas a dois dos 12 arguidos …

Operação Éter. Hermínio Loureiro entre as dezenas de autarcas arguidos

Hermínio Loureiro, ex-presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis, está entre as dezenas de atuais e antigos autarcas que foram constituídos arguidos no âmbito da Operação Éter. Este processo levou à prisão preventiva do antigo presidente …

Proteção Civil quer que bombeiros voltem a ser obrigados a usar cinto de segurança

A estrada mata mais bombeiros do que os incêndios. Por isso, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil criou um grupo específico para analisar o problema. Rui Ângelo, chefe da Divisão de Segurança, Saúde e …