Tensão em Barcelona. Separatistas radicais cortam estradas antes de reunião do Governo

Marta Perez / Lusa

Há dezenas de estradas cortadas em toda a Catalunha

O Conselho de Ministros espanhol começou esta manhã num edifício no centro de Barcelona rodeado por medidas de segurança excecionais, devido a várias manifestações de independentistas que decorrem no local. Os separatistas consideram a reunião uma “provocação”.

Desde o início do dia que há dezenas de estradas cortadas em toda a Catalunha por grupos radicais de separatistas e vários milhares de pessoas que estão concentrados de forma mais ou menos pacífica em redor do local do Conselho de Ministros.

A polícia regional (Mossos d’Esquadra) já teve de intervir contra um grupo de radicais dos CDR (Comités de Defesa da República) que tentou ultrapassar o forte cordão policial instalado perto da conhecida Avenida das Ramblas e do local da reunião.

O Conselho de Ministros começou cerca das 10h00 (09h00 em Lisboa) no Palácio da Llotja de Mar e deverá aprovar, entre outras medidas, o aumento do salário mínimo para 900 euros, uma subida de 2,25 no salário dos funcionários públicos e investimentos em infraestruturas catalãs reclamadas há muito.

Esta situação de tensão em Barcelona e um pouco por todo o território da Catalunha contrasta com o reinicio das conversações entre o Governo central e o executivo regional independentista decidido na quinta-feira à noite numa reunião entre o primeiro-ministro, Pedro Sánchez, e o presidente catalão, Quim Torra.

O grupo radical separatista denominado Comités de Defesa da República (CDR), conhecidos pela realização de ações contra a ordem pública, como o corte de vias, convocou através das redes sociais os seus fiéis à “batalha” para impedir a reunião.

Por seu lado, o movimento cívico independentista Ómnium Cultural já iniciou numa das manifestações que está a ter lugar em Barcelona o que chamou um “Conselho Popular de Ministros” como forma de protesto “pacífico”.

A associação separatista ANC (Assembleia Nacional Catalã) também lançou um apelo aos seus militantes para bloquear com os seus veículos as ruas de Barcelona e marcou uma grande manifestação para as 18:00 (17:00 em Lisboa).

O processo de independência da Catalunha foi interrompido em 27 de outubro de 2017, quando o Governo central espanhol decidiu intervir nessa Comunidade Autónoma na sequência da realização de um referendo de autodeterminação organizado pelo executivo regional independentista em 1 de outubro do mesmo ano, que foi considerado ilegal.

As eleições regionais, que se realizaram a 21 de dezembro de 2017, voltaram a ser ganhas pelos partidos separatistas que continuam a defender a criação de uma República independente.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Mais seis mortes e 232 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, nesta segunda-feira, mais seis mortes por covid-19 e mais 232 novos casos, dos quais 195 na região de Lisboa e Vale do Tejo. O boletim epidemiológico desta segunda-feira, divulgado pela Direção-Geral da Saúde (DGS), …

Quebras no turismo triplicam desemprego no Algarve

O desemprego no Algarve aumentou mais de 200% em maio para quase 28 mil desempregados, atingindo sobretudo o setor da hotelaria, que desespera pela chegada de turistas para atenuar o "golpe" de quase três meses …

Marques Mendes elogia "voz independente" de Medina (e diz que a TAP pode ser um crematório político)

Luís Marques Mendes elogiou neste domingo as críticas que o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, fez ao combate à pandemia, considerando ainda que a resolução da TAP, que culminou na saída de David …

O “Grenadier” já não vai ser português. Fabricante automóvel Ineos desiste de fábrica em Estarreja

A INEOS Automotive, empresa do ramo automóvel, transmitiu à Câmara de Estarreja que vai suspender o investimento de 300 milhões de euros numa fábrica no concelho, revelou este domingo fonte municipal. "A empresa transmitiu à Câmara …

Grécia e Austrália recuam na abertura de fronteiras. Marrocos isola cidade após recorde de casos

Grécia e Austrália anunciaram neste fim-de-semana um recuo na abertura das suas fronteiras, enquanto que Marrocos isolou uma cidade após um número recorde de novas infeções de covid-19 registadas em 24 horas. A Grécia anunciou …

Dinheiro dos pobres usado para "vida de luxo". Presidente, mulher e filha da Mão Amiga acusados

O presidente da Associação Mão Amiga, em Gulpilhares, Vila Nova de Gaia, a mulher e a filha foram acusados pelo Ministério Público (MP) de usarem o dinheiro da instituição para pagarem uma "vida de luxo". …

Fisco tem por cobrar 15 mil milhões de euros em impostos

O Jornal Económico escreve esta segunda-feira que a Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) tem por cobrar 14.919 milhões de euros em impostos. De acordo com o diário de economia, mais de metade da dívida dos contribuintes está …

"Armada espanhola" assegura 70% do mercado das obras públicas em Portugal

As empresas espanholas estão a assegurar 70% do mercado das obras públicas em Portugal, escreve esta segunda-feira o jornal Público, citando uma análise ao Portal Base, às obras públicas acima de sete milhões de euros No …

"Oitavos" da Liga dos Campeões não vão ser jogados em Portugal

A UEFA cedeu à pressão dos clubes e decidiu que os encontros da segunda mão dos oitavos-de-final vão ser disputadas nos respetivos estádios dos clubes. Os encontros por jogar relativos aos oitavos-de-final da Liga dos Campeões …

Turmas repartidas e aulas ao sábado. O que muda no novo normal do Ensino Superior

Para o regresso às aulas do Ensino Superior no próximo ano letivo, as universidades estão a preparar medidas que permitam cumprir as regras sanitárias e zelar pela aprendizagem dos seus alunos. Se tudo correr como planeado, …