Senado avalia processo de destituição de Trump na semana de 8 de fevereiro

Stefani Reynolds / EPA

O Senado norte-americano irá ouvir na semana de 8 de fevereiro os argumentos iniciais do processo de destituição de Donald Trump por incitamento dos recentes motins do Capitólio, anunciou o senador democrata Chuck Schumer.

“Todos queremos deixar para trás que este horrível capítulo da história da nossa Nação. Mas a concórdia e unidade só virão com verdade e responsabilização, e é isso que este julgamento irá permitir”, disse Chuck Schumer, líder da maioria democrata no Senado.

Segundo o JN, o acordo entre democratas e republicanos prevê que os artigos de destituição de Trump sejam enviados para o Senado na segunda-feira ao final do dia, e que na terça-feira tenham início os procedimentos iniciais.

No entanto, a apresentação dos argumentos iniciais ficou agendada apenas para a semana de 8 de fevereiro, permitindo que até lá o Senado se mantenha focado nas audiências, já em curso, de confirmação dos nomeados pelo novo presidente, o democrata Joe Biden, e na discussão sobre as medidas de emergência relacionadas com a pandemia de covid-19.

O período de duas semanas até início dos procedimentos sobre a destituição era também pretendido pelos republicanos, para que a equipa jurídica do ex-presidente tivesse mais tempo para preparar a sua defesa.

Único presidente a ser duas vezes alvo de um “impeachment”, Donald Trump será também o primeiro presidente visado por um processo de destituição depois do final do seu mandato.

Nancy Pelosi, líder da maioria democrata na Câmara dos Representantes, já havia anunciado a intenção de enviar os artigos de destituição para o Senado na próxima segunda-feira.

Caso seja condenado, o Senado poderá impedi-lo de voltar a assumir a Presidência no futuro, ditando o fim da sua carreira política.

Para condenar Trump, os democratas precisam do apoio de 17 senadores republicanos, sendo que poucos destes se mostraram publicamente favoráveis à destituição, apesar de se terem pronunciado criticamente em relação ao comportamento do ex-presidente antes e durante a invasão do Capitólio por apoiantes do ex-presidente, que consideravam fraudulenta a eleição de Biden.

Lindsey Graham, um dos principais senadores republicanos e apoiante de Trump, afirmou sexta-feira que os argumentos constitucionais contra a possibilidade de um ex-presidente ser destituído são “muito convincentes”, algo que os democratas rejeitam.

Graham também deixou a entender que a defesa de Trump passará por defender que as suas declarações no comício que antecedeu a invasão do Capitólio não podem ser consideradas “incitamento” à violência.

Mitch McConnell, número um republicano no Senado, não esclareceu qual o sentido do seu voto, mas descreveu as palavras de Trump antes da invasão apenas como “provocação”.

Bancos da Flórida cortam ligações a Trump

Dois bancos do Estado da Florida vão seguir o exemplo do Deutsche Bank e cortar relações comerciais com o empresário e ex-presidente, que se encontra sob investigação por suspeitas de fraude fiscal.

Na Florida, para onde Trump se retirou esta semana depois de abandonar a Casa Branca, o BankUnited Inc. anunciou que encerrou duas contas onde o empresário tinha depositados 5,1 milhões de dólares, e frisou que não tem quaisquer créditos em aberto.

O Professional Bank, baseado no mesmo Estado, já havia anunciado nos últimos dias que deixou de ter relações comerciais com Trump, que tinha obtido deste banco em 2018 um crédito de 11,2 milhões de dólares para comprar um terreno contíguo à estância turística de Mar-a-Lago, em Palm Beach.

O afastamento dos bancos da Florida segue-se à decisão do Deutsche Bank, noticiada pelo “New York Times”, de cortar laços com o empresário, na sequência do afastamento da gestora do banco responsável pelas relações de crédito com Trump, Rosemary Vrablic, cuja equipa é alvo de uma auditoria interna.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Governador de Nova Iorque volta a ser acusado de assédio sexual

O governador de Nova Iorque, Andrew Cuomo, foi acusado por outra ex-assessora de assédio sexual, que foi sua assistente executiva e conselheira de políticas de saúde até novembro do ano passado. Segundo noticiou no sábado o New …

Francisco Assis alerta Governo para riscos das raspadinhas

O presidente do Conselho Económico e Social (CES), Francisco Assis, vai promover um estudo sobre o impacto social do vício da raspadinha e informar o Governo, na esperança de que este repondere o lançamento da …

Mais de 75% dos refugiados sírios podem sofrer de stress pós-traumático

Mais de três quartos dos refugiados sírios podem estar a sofrer de distúrbios mentais, como transtorno de stress pós-traumático (TEPT), dez anos após o início da guerra civil no país. De acordo com um artigo do …

AVC foi a principal causa das 112.334 mortes em 2019

As doenças circulatórias foram as principais causas das 112.334 mortes verificadas em Portugal em 2019, divulgou esta segunda-feira o Instituto Nacional de Estatística, assinalando que a mais mortífera foi o acidente vascular cerebral (AVC). Em 2019, …

Iémen irá enfrentar a pior fome já vista nas últimas décadas. Guterres implora por generosidade

De acordo com a ONU, a situação humanitária no Iémen é muito grave e o país irá enfrentar a pior fome à qual o mundo já assistiu. Esta situação pode ser revertida se os seus …

"Um erro histórico". Tratado assinado em Portugal incentiva aquecimento global

Um tratado assinado em Lisboa concede um grande poder às empresas de energia para processar os Estados caso se sintam prejudicadas por políticas climáticas. O Tratado da Carta da Energia (TCE) é um acordo internacional assinado …

Jornalistas estrangeiros denunciam "declínio da liberdade" na China

A China utilizou as medidas para controlar o coronavírus, a intimidação e restrições de visto para limitar a cobertura jornalística estrangeira em 2020, dando início a um "rápido declínio da liberdade na media", denunciou o …

Sindicato dos chefes da PSP interpôs ação judicial por causa da pré-aposentação

O Sindicato Nacional da Carreira de Chefes da PSP indicou este domingo que interpôs uma ação judicial para impugnar um despacho da direção nacional da Polícia Segurança Pública sobre a lista de pedidos da passagem …

"A agricultura em Montalegre vai acabar". Praga de javalis destrói culturas

Os agricultores do concelho de Montalegre andam desesperados com o facto dos javalis andarem a destruir as culturas. A população destes animais tem aumentado muito nos últimos anos e as medidas de controlo têm sido …

50 mil euros. Governo cria prémio nacional para proteger florestas

No próximo Conselho de Ministros, na quinta-feira, o Governo vai discutir um prémio bianual para projetos que ajudem a melhorar a floresta, do ponto de vista técnico, científico ou da comunicação. A notícia é avançada esta …